Estudantes da Vila Safira, em Porto Alegre, assistem a animação brasileira inédita em sala de aula - Notícias

Vers?o mobile

 
 

CULTURA07/10/2019 | 22h32Atualizada em 07/10/2019 | 22h33

Estudantes da Vila Safira, em Porto Alegre, assistem a animação brasileira inédita em sala de aula

"A Princesa de Elymia", que entra em cartaz nesta quinta-feira (10), foi exibida para os adolescentes da Escola Mariz e Barros. O diretor Silvio Toledo esteve presente na sessão

Estudantes da Vila Safira, em Porto Alegre, assistem a animação brasileira inédita em sala de aula Ronaldo Bernardi/Agencia RBS
Sala de aula ficou com jeito de cinema na Escola Estadual Mariz e Barros Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

A Escola Estadual de Ensino Médio Mariz e Barros transformou-se em um cinema na manhã desta segunda-feira (7). E não era um cinema qualquer. Alunos da instituição sediada na Vila Safira, no bairro Mario Quintana, tiveram a oportunidade de assistir a um filme que ainda nem chegou às telonas. Além disso, o próprio diretor do longa-metragem foi à instituição para conversar com os espectadores. 

Leia mais
Com atividades no turno inverso, projeto Guarda Mirim atende 109 crianças
Alunos aprendem sobre meio ambiente por meio de trabalho em hortas
Cursos de inglês de graça em iniciativa de casal de Alvorada

A exibição para os alunos do colégio público faz parte das ações de lançamento da animação A Princesa de Elymia, que chega aos cinemas na quinta-feira. 

O filme foi produzido em Campina Grande, na Paraíba. Porém, a distribuição do longa está a cargo da Panda Filmes, produtora e distribuidora com sede em Porto Alegre.  Pelos corredores da escola, vários pôsteres anunciavam que o dia seria especial, um presente antecipado de Dia da Criança. 

O filme conta a história de Zoé, uma garota de 10 anos que mora numa favela no Rio de Janeiro. Ao encontrar um portal, a garota é levada a um mundo mágico e vive grandes aventuras. 

 PORTO ALEGRE,RS,BRASIL.2019,10,07.Alunos da Mris de Barrosacompanham sessão de animação nacionalcom a presença do diretor.(RONALDO BERNARDI/AGENCIA RBS).
Diretor Silvio Toledo participou da exibição Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

O diretor Silvio Toledo conta que o trabalho foi o primeiro iniciado pela sua produtora, a Stairs, em 2010. Durante os últimos nove anos, enquanto realizava A Princesa de Elymia, Silvio concluiu outros cinco longas-metragens.

– Foi o primeiro que comecei, mas será nosso sexto filme concluído. E é o primeiro a ser lançado no circuito nacional, em cinemas – conta Silvio.

Para Tatiana Sager, uma das responsáveis pela Panda Filmes, a ideia de fazer o pré-lançamento em escolas públicas é uma oportunidade de levar o cinema até um público que nem sempre tem o acesso a este entretenimento. 

Nesta terça-feira (8), a exibição também será feita no Rio de Janeiro, para cem crianças que vivem no Complexo do Alemão. 

– Oferecer essa sessão, com direito a pipoca e tudo, faz com que este público sinta a experiência do cinema. Vai além de apenas divulgar o filme – pontua Tatiana. 

Aprovado pela gurizada

Os olhares curiosos e as conversas inquietas antecederam uma das primeiras exibições públicas do longa-metragem nacional. Jovens que estão entre o 7º e o 8º ano do Ensino Fundamental foram os escolhidos para participar do pré-lançamento do filme. Além de pipoca e guaraná, a turma recebeu garrafas personalizadas do filme. Uma pequena lembrança do momento especial que a escola viveu na manhã de segunda-feira.

 PORTO ALEGRE,RS,BRASIL.2019,10,07.Alunos da Mris de Barrosacompanham sessão de animação nacionalcom a presença do diretor.(RONALDO BERNARDI/AGENCIA RBS).
Todos concentrados para conferir a novidadeFoto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

Na primeira fila de assentos, junto do diretor da animação, alguns colegas de aula relataram a experiência de ter um cinema na escola. Lucas Ferreira, 13 anos, diz que não assistia um filme na telona há um bom tempo. Além de elogiar a ideia, o garoto ressaltou sua felicidade com a ação:

– Trouxeram os equipamentos até nós, vamos assistir ao filme de graça e ganhamos até brinde. Achei uma atitude muito legal.

Para Renata Carvalho Baptista, 14 anos, o momento foi ainda mais especial. A jovem nunca foi ao cinema. 

– Mas já assisti o trailer na internet. Gostei da história, parece ser bem legal – previa.  


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros