Moradora de Eldorado do Sul sofre com dores e pede tratamento adequado - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Seu Problema é Nosso07/11/2019 | 10h12Atualizada em 07/11/2019 | 10h21

Moradora de Eldorado do Sul sofre com dores e pede tratamento adequado

Márcia está com as cartilagens do joelho direito e do braço esquerdo reduzidas, o que impacta em dores intensas. Porém, seu município não possui hospital nem especialista para atendê-la

Moradora de Eldorado do Sul sofre com dores e pede tratamento adequado arquivo pessoal/Arquivo Pessoal
Foto: arquivo pessoal / Arquivo Pessoal

— A dor é insuportável, parece que meu corpo está todo quebrado. 

Assim, a dona de casa Márcia Regina Peixoto Jorge, 40 anos, de Eldorado do Sul, define o que sente. Ela foi diagnosticada com lúpus, hipotireoidismo e artrite reumatoide há dois anos. Por conta disso, divide os dias entre sua casa e postos de saúde, na tentativa de conseguir um tratamento para aliviar a dor. Porém, seu município não possui hospital nem especialista para atendê-la, apenas unidades que atuam em casos de menor complexidade. 

Ela está há 443 dias na fila de espera para consultar com reumatologista e iniciar o tratamento contra o lúpus. Segundo laudo médico, Márcia está com as cartilagens do joelho direito e do braço esquerdo reduzidas, o que impacta em dores intensas ao caminhar. Além disso, ela sofre com inchaços por todo o corpo. Acostumada a usar morfina para amenizar os sintomas, a dona de casa garante que o medicamento já não faz mais efeito:

— Não sei o que fazer ou a quem recorrer. Não consigo nem ir ao banheiro sem ajuda. 

LEIA MAIS  
Com madeira, pneu e cesto de máquina de lavar, morador sinaliza buraco em avenida de Porto Alegre
Buraco interrompe fluxo de rua no bairro Mario Quintana, na Capital
Bom exemplo: funcionário de UBS planta jardim para melhor acolher pacientes  

Apesar de tudo, ela não está enfrentando essa situação sozinha. Além de receber o apoio do pai, do marido e dos quatro filhos, de 14, 11, cinco e três anos, Márcia também tem o auxílio da mãe, a florista Rosemari Peixoto Jorge, 59 anos, que está à procura de uma solução para as dificuldades. 

— É triste ver uma filha passar por isso e não conseguir ajudar — lamenta ela. 

Márcia foi diagnosticada com lúpus, artrite reumatoide e hipotireodismo há dois anos. Por conta disso, divide os dias entre sua casa e postos de saúde na tentativa de conseguir um tratamento para aliviar a dor. Porém, seu município não possui hospital, apenas postos de saúde, que, de acordo com Márcia, só lhe dão morfina porque alegam não ter especialista para atendê-la.
Mãos estão inchadasFoto: arquivo pessoal / Arquivo Pessoal

Alternativas 

A florista, que também tem problemas de saúde e está afastada do trabalho, diz que passou a ler livros e artigos sobre as doenças da filha para tentar ampará-la. Além disso, Rosemari também buscou respostas da Secretaria de Saúde de Eldorado do Sul, mas, de acordo com ela, ouviu que não há o que fazer, pois o município não possui especialistas na área. 

Mesmo sem saber a quem recorrer, mãe e filha seguem em busca de tratamento em algum hospital das cidades vizinhas, para que ela possa receber o tratamento necessário e voltar a viver normalmente. 

Solicitação está cadastrada junto à SES 

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) informou que a solicitação de consulta da Márcia está cadastrada na Central de Regulação do Estado. A SES esclareceu que, em casos como o da paciente, a média de espera é de 377 dias. 

A secretaria também explica que os municípios podem pedir reavaliação do quadro clínico dos pacientes caso haja o agravamento dos casos, solicitação que não foi feita, de acordo com o órgão estadual. 

Questionada, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Eldorado do Sul informou que a última avaliação médica de Márcia ocorreu no dia 15 de outubro, pelo município. Após essa consulta, a dona de casa foi mantida na fila de espera regular. Porém, a SMS garante que está orientando e prestando a assistência necessária para a paciente. 

AS DOENÇAS 

/// Lúpus: doença inflamatória crônica autoimune que ocasiona uma produção excessiva de anticorpos. 

/// Artrite reumatoide: atinge principalmente as mãos e pés, resultando em inchaço, dor e até destruição das articulações. 

/// Hipotireoidismo: ocorre quando a glândula tireoide não produz hormônios sufi ciente para as necessidades do corpo. 

Produção: Thayná Souza

Leia outras notícias da seção Seu Problema é Nosso   


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros