Motorista transforma ônibus escolar antigo em cinema itinerante em Alvorada - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Região Metropolitana28/11/2019 | 05h00Atualizada em 28/11/2019 | 05h00

Motorista transforma ônibus escolar antigo em cinema itinerante em Alvorada

Motorista da prefeitura teve ideia de transformar ônibus sem uso em cinema itinerante. Projeto vai atender escolas municipais e eventos públicos na cidade da Região Metropolitana

Motorista transforma ônibus escolar antigo em cinema itinerante em Alvorada Omar Freitas/Agencia RBS
Ônibus foi reformado e virou sala de cinema Foto: Omar Freitas / Agencia RBS

A paixão de um motorista da prefeitura de Alvorada, na Região Metropolitana, pelo cinema, levará a sétima arte aos alunos de toda a rede municipal da cidade. Esta ação será possível graças a transformação de um bem público que estava sem uso numa sala de cinema itinerante. 

Leia mais
A turma que sonha em conhecer o zoo de Sapucaia, mas teve dinheiro do passeio levado
Após troca de gestão em Centros da Juventude, atividades seguem paradas unidades
Após 35 anos, tarifa operária é extinta em Alvorada

O projeto, digno do roteiro de um filme, surgiu num anseio que matutava na cabeça de Edison Omar Jacobsen, 49 anos. Motorista da Secretaria Municipal de Educação (Smed), o homem ficou inquieto com a situação de um ônibus escolar do município. O veículo não pôde mais fazer o transporte alunos ao completar seus 15 anos de vida útil. Relegado a uma vaga no estacionamento da Smed, o carro chamou atenção do motorista, que atua na secretaria desde 2009.

— Sempre fui apaixonado por cinema, algo que não temos aqui na cidade. Então, sugeri à secretária fazermos esta transformação no ônibus, já que ele estava abandonado. Pensei na quantidade de crianças da nossa rede municipal que não tem a oportunidade de pagar para ver um filme — recorda Edison, que, inclusive, já escreveu o roteiro de um curta-metragem homenageando o trabalho de professores.

Pesquisa

Com a ideia na cabeça, o servidor público recorreu à internet para encontrar projetos parecidos. Viu uma iniciativa semelhante em São Paulo, onde um micro-ônibus virou cinema. Edison entrou em contato com o município onde o cinema itinerante já existia e trocou figurinhas sobre o que estava planejando:

— O pessoal de lá me contou que o sonho deles era ter um ônibus para fazer isso. Falei que, aqui, nós tínhamos.

Entre o início da empreitada, no ano passado, e a entrega do ônibus, neste mês, foram meses intensos de trabalho. O ônibus teve seu exterior todo restaurado, recebendo uma pintura personalizada. Na parte de dentro, os bancos foram invertidos, já que a tela do cinema fica no fundo do coletivo. O chão foi refeito, para que os assentos fiquem como degraus, impedindo que quem está na frente atrapalhe a vista de quem se senta no assentos seguintes, assim como numa sala de exibições real.

Iluminação de LED e ar-condicionado

Um ar-condicionado também foi instalado no ônibus, assim como um projetor para rodar os filmes e um sistema de som potente. No chão, a iluminação de LED ajuda nos passos dentro do escurinho do cinema itinerante. Quando as luzes se apagam e a tela acende, a sensação é muito semelhante a estar em qualquer outra sala de cinema, com direito ao conforto de um ambiente refrigerado.

Para dar conta de toda a energia necessária para o ônibus funcionar, ele precisa ser ligado a uma fonte externa. O sistema foi idealizado pelo eletricista Jocelito Carmelo da Rocha, 49 anos. Servidor público desde 2009, Jocelito é conhecido na cidade pela alcunha de um personagem bem famoso, sim, no cinema: 

— Só me conhecem aqui como Rambo de Alvorada.

Leia mais
De sumiço de figurino a marmita perdida em acidente de moto, confira os perrengues que a Alvoroço já superou para produzir seus filmes
Perrengues, participações de famosos e pouco orçamento: conheça a Alvoroço, que produz filmes em Alvorada há 11 anos

A trinca de servidores que atuou na linha de frente do cinema itinerante é completada pelo também motorista da Smed Eliezer Ramos Inhaquites, 36 anos. A reforma do ônibus foi custeada com verbas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Foram investidos R$ 52 mil na transformação do coletivo em sala de cinema. 

As exibições serão organizadas junto com o calendário letivo das escolas. A ideia é que ao menos uma instituição seja atendida por mês. Em Alvorada, são 31 escolas municipais. 

Criançada adorou a novidade

A primeira sessão para alunos do Cinebus da Smed contou com a presença de estudantes da Escola Municipal de Ensino Fundamental Dom Pedro II, do bairro Formoza. Foram 26 crianças escolhidas. Elas também fazem parte do projeto Guarda Mirim, parceria entre a Guarda Municipal e a Smed que proporciona atendimento em turno integral para os jovens, com atividades esportivas e culturais. 

A criançada brilhou os olhos com a novidade. O estudante do 4º ano Arthur Thuel, 10 anos, cravou que o cinema no ônibus é mais interessante que um cinema fixo. A justificativa do menino surpreende:

— Esse aqui é sobre rodas, pode ir para qualquer lugar.

Para Raphaelly Eichner da Silva, nove anos, estudante do 3º ano, a parte mais interessante foi a transformação do coletivo, demonstrada no vídeo que foi exibido aos alunos na sessão.

— Era um ônibus velho e deixaram lindo. Achei muito legal — elogia a pequena. 

O que surpreendeu a estudante do 3º ano Rafaela Carvalho, oito anos, foi a promessa de que as sessões nas escolas vão contar até com pipoca.

— Vai ser igualzinho a um cinema de verdade — pontua Rafaela.

Leia outras notícias do Diário Gaúcho


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros