Obra de creche abandonada causa insegurança em Gravataí - Notícias

Versão mobile

 
 

Seu Problema é Nosso13/02/2020 | 09h49Atualizada em 13/02/2020 | 09h49

Obra de creche abandonada causa insegurança em Gravataí

Além de não atender as crianças, prédio inacabado da Escola Cohab C atrai criminosos, o que gera preocupação entre os vizinhos

Obra de creche abandonada causa insegurança em Gravataí Tadeu Vilani/Agencia RBS
A obra está parada desde 2019 Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS

Quando, em junho de 2017, foi anunciada a construção da Escola Municipal de Ensino Infantil (Emei) Cohab C, a comunidade do bairro de Gravataí sentiu-se aliviada. Isso porque as creches municipais são garantia de tranquilidade a muitos pais que têm filhos em idade pré-escolar, mas precisam trabalhar durante o dia e não têm condições de deixar os pequenos em uma instituição particular. Mas, no caso da Emei Cohab C, que deveria ter sido entregue em abril de 2018, o alívio virou incomodação. 

LEIA MAIS
Rua do bairro Querência, em Viamão, continua com buracos e sem pavimentação
Idosa sofre com à espera de cirurgia no quadril
Corpo de Bombeiros Voluntários de Charqueadas precisa de apoio para finalizar construção de sede 

Parada desde meados de 2019, a construção está quase pronta, mas encontra-se abandonada. Sem um cercamento adequado, o local, que serviria de abrigo para as crianças do bairro, tornou-se ponto de encontro para usuários de drogas. Além disso, tem sofrido com a ação de vândalos e saqueadores, que retiram dali tudo o que pode ter algum valor — como fios, vasos sanitários, janelas e demais itens. 

— Uma criança de 10 anos consegue entrar ali. Os vândalos abrem os tapumes e entram para usar drogas, roubar fios e alumínio. Esses tempos, flagramos um rapaz tentando roubar um vaso sanitário, mas intervimos e não deixamos ele levar. Virou uma cracolândia, e muitas pessoas já foram assaltadas por ali também — conta o operador de monitoramento Marcelo da Silveira Dias, 36 anos, morador das proximidades. 

Decepção 

De acordo com a vizinhança, a obra sempre funcionou no esquema “começa e para”, razão pela qual Marcelo apelidou a empreitada de “operação tartaruga”. 

— Até o início do ano passado, alguns profissionais iam até ali, mas só faziam de conta que trabalhavam. Desde então, está abandonada — relata o morador. 

Para cobrar providências quanto à obra e demais problemas do bairro, a comunidade da Cohab C convocou uma reunião pública, realizada no dia 28 de janeiro. Estiveram presentes representações da Guarda Municipal e do Cras que atende a região. Contudo, segundo os moradores, embora tenham sido convidados, não houve participação de representantes das pastas da Educação e Obras Públicas, que poderiam responder pelo andamento da obra. 

— Agora, em época de eleição, querem inaugurar tudo. Mas, aqui, parece que esqueceram — opina Marcelo que, diante da situação de abandono em que se encontra a creche, mostra-se decepcionado: 

— Me sinto mal, porque tenho um filho em creche municipal e sei como é difícil conseguir, pois fiquei quatro meses correndo atrás. Tenho amigos que também têm filhos e não conseguem matricular, porque não há vagas. Aí, temos uma creche quase pronta, que está desse jeito. 

Sem previsão de conclusão

Segundo a prefeitura, a obra não foi concluída dentro do prazo inicial (4 de abril de 2018) devido ao “descumprimento do contrato pela empresa”. A rescisão ocorreu apenas em 22 de outubro de 2019, motivo pelo qual a obra parou. Até o momento, a construção está 69,4% concluída, com investimento de R$ 1.654.318,81. 

Questionada sobre o que ainda é preciso fazer para finalizá- la, o valor a ser investido para a conclusão e as previsões para a retomada dos trabalhos e entrega da empreitada, a prefeitura informou que “a equipe de engenharia da Secretaria Municipal da Educação (Smed) faz o levantamento e a atualização da planilha de custos para nova licitação”. A Smed afirma que as questões só serão respondidas após a conclusão do estudo. 

Produção: Camila Bengo

Leia outras notícias da seção Seu Problema é Nosso   



 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros