Porto Alegre começa a distribuir novo lote de vacinas nesta terça-feira - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Imunização30/03/2020 | 20h46Atualizada em 30/03/2020 | 20h46

Porto Alegre começa a distribuir novo lote de vacinas nesta terça-feira

Atendimento deverá ser retomado nos postos e drive-thrus a partir de quarta-feira

A Secretaria Estadual da Saúde recebeu do Ministério da Saúde nesta segunda-feira (30) mais 376 mil doses de vacinas contra a gripe. Um lote com 67 mil aplicações já foi destinado a Porto Alegre. Nesta terça (31), elas começam a chegar aos locais de vacinação.

Ao todo, 16 mil serão entregues para as farmácias parceiras que, como têm sistema próprio de distribuição, serão os primeiros pontos a serem reabastecidos. Outras 20 mil serão destinadas para vacinação de profissionais que trabalham em hospitais da Capital. E 31 mil serão repassadas para imunização em unidades de saúde e drive-thrus, com início do atendimento na quarta-feira (1º).

Leia outras notícias do Diário Gaúcho

Até as 10h30min da manhã desta segunda, um total de 135.872 pessoas foram vacinadas contra a gripe em dois grupos prioritários: idosos e trabalhadores da saúde. Os idosos somam 113.464 doses, ou 59% da meta de vacinar 191.700 pessoas com mais de 60 anos (90% do público-alvo estimado em 213.000 pelo Ministério da Saúde). A campanha começou na semana passada, na segunda-feira (23), e prossegue em todo o país até 22 de maio.

Para atingir a meta de imunizar 90% do grupo de idosos, Porto Alegre precisa vacinar mais 78,2 mil pessoas desse público. A alta procura pela vacina, em virtude da circulação do coronavírus, pode provocar desabastecimento na rede pública e nas farmácias. O diretor da Vigilância em Saúde Municipal, Anderson Lima, destaca que a vacina não protege contra o coronavírus.

Leia também
Em parceria com empresas privadas, prefeitura da Capital faz ações de higienização contra o coronavírus
Sócio da empresa Sucos Petry é o terceiro caso de morte por coronavírus no RS
Iniciativa direciona doações para famílias do Morro da Cruz, em Porto Alegre

– Como os vírus da influenza não estão circulando na cidade ainda, as pessoas não precisam correr para se vacinar. Atualmente, é melhor aguardar a normalização dos estoques do que circular pela cidade, com risco de contaminação pelo novo coronavírus – disse.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros