Protetora sonha grande: quer oferecer castração a preços populares - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Seu Problema é Nosso09/03/2020 | 10h27Atualizada em 09/03/2020 | 10h27

Protetora sonha grande: quer oferecer castração a preços populares

Projeto de Raquel Majuna, na zona sul de Porto Alegre, precisa de apoio para atingir meta

Protetora sonha grande: quer oferecer castração a preços populares Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
Raquel, seus bichinhos e doações Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Com a intenção de proporcionar atendimento veterinário a animais de comunidades de baixa renda e resgatados, a ONG Majuna Proteção Animal, em Porto Alegre, precisa de ajuda para concluir o projeto de uma clínica na Avenida Otto Niemeyer, no bairro Cavalhada. 

– Nesta clínica, pretendemos castrar cerca de 50 animais entre cães e gatos diariamente e oferecer atendimentos ambulatoriais e consultas. Buscamos atingir um público que quer cuidar dos seus bichinhos, mas que não tem condições de pagar pelos procedimentos veterinários. Para isso, vamos ter preços populares – explica a protetora de animais e administradora da ONG, Raquel de Castro, conhecida como Raquel Majuna, 51 anos. 

LEIA MAIS  
Lixão irregular volta a incomodar em São Leopoldo  
Solidariedade garante uniforme de futebol para pequenos jogadores de projeto social
Capital: ponte interditada oferece riscos no bairro Lomba do Pinheiro

Atualmente, o local onde será a clínica está sendo reformado, pois necessita estar adequado conforme as exigências da vigilância sanitária e Corpo de Bombeiros para a obtenção dos alvarás. Segundo Raquel, para a conclusão faltam recursos financeiros e, por isso, a iniciativa está aceitando depósitos e doações de materiais para a obra. A protetora conta que a previsão para início dos atendimentos é no final do mês de abril. 

– Além de atendimentos cirúrgicos, ambulatoriais e vacinas, teremos consultas especializadas, aquelas que a população carente não tem acesso, como oftalmologia, dermatologia, cardiologia, entre outras. Mas o foco será potencializado nas castrações, pois diz respeito à saúde pública. 

Colaboração

De acordo com Raquel, a ONG já possui voluntários e profissionais colaboradores, que trabalham para o bem-estar de animais. 

– Os veterinários que atenderão na clínica estão dispostos a fazer consultas recebendo valores mais baixos. O que custa na consulta particular cerca de R$ 100, temos a ideia de oferecer por R$ 40. Ainda contamos com as doações, que podem garantir atendimentos gratuitos para pessoas sem condições financeiras. A clínica não visa lucros, qualquer valor que entrar será para os procedimentos e manutenção do espaço – detalha a protetora. 

Seu Problema é Nosso , spn de ajuda , proteção animais, ong majuna, clinica, zona sul, raquel majuna
Sede em reformaFoto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Ela destaca que toda renda arrecadada com doações, após o término da obra, será revertida em prol do acolhimento a animais que sofrem maus-tratos ou abandonados. 

– Quando a clínica for inaugurada, faremos uma homenagem aos colaboradores, colocando todos os nomes em uma placa em gratidão – afirma. 

Amor pelos animais desde criança

Desde pequena, a ligação de Raquel com animais é muito forte. Hoje, ela acolhe mais de 200 animais, entre cachorros e gatos, em um sítio no bairro Lami. 

Todo o trabalho no sítio também é mantido por meio de doações e com ajuda de voluntários, na organização de brechós e arrecadação de tampinhas de garrafas pet. Os custos com os cuidados e alimentação dos bichos chegam a quase R$ 8 mil mensalmente. 

– Com nossos voluntários e parceiros, o projeto da clínica popular tem o objetivo de atender mais de 1.900 animais que necessitam de consultas – explica a protetora, que tem essa perspectiva de acordo com o número de pets hospedados no sítio e resgatados na rua.

Como contribuir

/// Para ajudar na conclusão da clínica é possível depositar no Banco Bradesco 237, agência 2468, conta corrente 33391.

/// Mais informações, entre em contato com a Raquel Majuna pelo telefone (51) 99772-5406 ou com a Priscila Gomes, (51) 99318-5352. 

/// Para acompanhar as ações do projeto, siga @majunaprotecaoanimal no Instagram.

Produção: Caroline Tidra

Leia outras notícias da seção Seu Problema é Nosso 


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros