Com loja fechada e receita 90% menor, Mensageiro da Caridade cria campanha para seguir ajudando outras entidades - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Solidariedade15/05/2020 | 05h00Atualizada em 15/05/2020 | 05h00

Com loja fechada e receita 90% menor, Mensageiro da Caridade cria campanha para seguir ajudando outras entidades

Espaço mantido pela Igreja Católica sofreu redução nos serviços e no recebimento de doações com a pandemia do coronavírus

Com loja fechada e receita 90% menor, Mensageiro da Caridade cria campanha para seguir ajudando outras entidades Marco Favero/Agencia RBS
Caminhões que cruzavam a cidade todos os dias estão, agora, parados Foto: Marco Favero / Agencia RBS

O Mensageiro da Caridade, espaço tradicional da assistência social mantido pela Arquidiocese de Porto Alegre, está precisando de ajuda. O prédio situado na Avenida Ipiranga, de onde costumavam partir e chegar caminhões carregados de doações, está passando por dias de calmaria. As filas que se formavam diariamente para adquirir os móveis e eletrodomésticos usados que são comercializados ali sumiram. Tudo isso é consequência do isolamento social provocado pela pandemia do coronavírus.

Leia outras notícias do Diário Gaúcho

A loja está fechada, embora os estoques estejam lotados. O problema é que esta queda no movimento acabou afetando o elo mais fraco desta corrente de solidariedade: as famílias que eram beneficiadas com doações obtidas por meio das vendas na sede do Mensageiro. Isso porque a maior parte do dinheiro arrecadado pelo local vem justamente das vendas na loja física da entidade. 

Conforme o arcebispo metropolitano, dom Jaime Spengler, as receitas da instituição caíram cerca de 90% durante o período em que as atividades foram suspensas. 

– Em 2019, cerca de 600 famílias e 200 entidades foram auxiliadas pela Arquidiocese. Em 2020, estávamos com as atividades em andamento e tivemos de parar por causa da epidemia – lamenta o arcebispo.

Campanha

Para tentar reverter a situação, a entidade lançou uma campanha para angariar doações. Além das entregas de móveis e eletrodomésticos, doações de alimentos, roupas e de valores em dinheiro também serão recebidas pela entidade. 

Os móveis e eletrodomésticos podem ser entregues apenas na unidade da Avenida Ipiranga, na Capital. Outros pontos recebem somente alimentos não perecíveis e outros mantimentos, como roupas e calçados.

Cursos também foram suspensos 

Além da atividade na loja, alguns cursos organizados pela entidade também foram suspensos. O atendimento em dois centros sociais da igreja, onde idosos realizavam atividades, nas vilas Maria da Conceição e Cruzeiro, também parou. 

Leia também
Coronavírus reduz total de vagas em albergues, e prefeitura amplia abrigos 24h para moradores de rua na Capital
Na primeira hora, doações lotam baú de arrecadação da campanha do agasalho de Porto Alegre
Fundação Thiago Gonzaga lança campanha para aumentar segurança de motoboys e entregadores na pandemia de coronavírus

No local da Vila Cruzeiro, um curso de padaria oferecido a adolescentes foi suspenso, assim como o atendimento em terceiro centro social, também na Vila Maria da Conceição, onde 250 crianças e adolescentes eram acompanhados.

– Durante todos estes anos de trabalho, sempre contamos com ajuda de muitas pessoas físicas e jurídicas para seguir ajudando estas seis centenas de famílias e outras entidades. Dependemos desse apoio para seguir ajudando – pede dom Jaime.

Como ajudar

Doação de alimentos não perecíveis ou qualquer outro material

/// Sede do Mensageiros da Caridade: Avenida Ipiranga, 1.145 (entrada pela rua lateral, no portão de entrada e saída dos caminhões), de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, em regime de plantão

Doação de alimentos não perecíveis, roupas e tênis

/// Centro Social de Cultura e Artes Padre Irineu Brand: Rua Pedro Velho, 771, Vila Maria da Conceição, bairro Partenon

/// Centro Social Madre Madalena: Rua Nossa Senhora Brasil, 89, Vila Cruzeiro, Morro Santa Tereza

Doações em dinheiro, de qualquer valor

/// Arquidiocese de Porto Alegre: Banco Banrisul, agência 0838, conta corrente 06.102.966-06, CNPJ 92.679.935-0001-64

Mais informações

/// Site: ajude.mensageirodacaridade.org

/// Telefones: (51) 3232-0503, com Luciana, ou (51) 99656-7659, Nina

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros