Associação de DJs promove venda de "pendrive do bem" para ajudar profissionais - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Seu Problema é Nosso22/07/2020 | 08h00Atualizada em 22/07/2020 | 08h00

Associação de DJs promove venda de "pendrive do bem" para ajudar profissionais

Com o valor da venda dos dispositivos, mais de mil cestas básicas já foram distribuídas para cerca de 350 DJs e trabalhadores do ramo de eventos de todo o Estado

Associação de DJs promove venda de "pendrive do bem" para ajudar profissionais Arquivo pessoal/Arquivo pessoal
Foto: Arquivo pessoal / Arquivo pessoal

Com a consolidação das medidas de isolamento social, em razão da pandemia do novo coronavírus, as dificuldades financeiras estão sendo sentidas por profissionais que dependiam de festas e eventos para sobreviverem. No caso dos DJs, acostumados a animar as pistas de dança até altas horas, o cenário, agora, está longe de ser animador. Sem perspectiva de um retorno próximo à normalidade, a saída para muitos desses profissionais tem sido recorrer à solidariedade.

LEIA MAIS
Jovem de Porto Alegre faz vaquinha para voltar a andar
Dupla de estudantes de escola pública de Gravataí produz filme sobre a depressão
No Sarandi, moradores temem novos alagamentos em função de transbordamento de canal

Pensando nessas dificuldades, a Associação Gaúcha de DJs criou uma campanha para apoiar quem necessita de auxílio neste momento. Por meio da realização de lives que promovem a arrecadação de doações e da venda de pendrives com músicas, a entidade tem ajudado a categoria a enfrentar a crise econômica. Até o momento, mais de mil cestas básicas já foram distribuídas para cerca de 350 profissionais de todo o Estado, entre DJs e demais trabalhadores da noite.

 —  Quando isso tudo começou, fomos os primeiros a parar e, provavelmente, seremos os últimos a voltar ao normal. Quando tudo puder abrir novamente, a gente vai precisar continuar parado. E isso é correto, porque o momento agora é de ficar em casa, mas está sendo muito difícil. O futuro é incerto para a nossa categoria, mas precisamos acreditar que vai melhorar  —  relata Herbert Poersch, 44 anos, o DJ Cabeção, presidente da entidade. 

Pendrive 

Tendo como carro-chefe da campanha a venda do apelidado "Pendrive do Bem", a iniciativa  –  que também conta com as contribuições realizadas pelo público das lives  –  tem superado as expectativas dos organizadores. A renda adquirida com a comercialização do dispositivo, que custa R$ 100, é a principal receita para compra das cestas básicas, que são repassadas aos profissionais cadastrados. 

seu problema é nosso, dj, associação gaúcha de dj, cesta básica, capanha, dj cabeção, pendrive do bem<!-- NICAID(14549402) -->
Foto: Arquivo pessoal / Arquivo pessoal

Composto por cerca de duas mil músicas que fizeram sucesso nas décadas de 70, 80 e 90, o repertório mixado no pendrive, além de garantir as doações, tem agradado o público que apoia a iniciativa.

 —  Escolhemos esse estilo porque o flashback te faz lembrar de uma época boa da tua vida. Nesse momento tão difícil, é importante a gente reviver lembranças boas. O pessoal comenta que ouve e lembra de quando era guri e ia para as festas. Tem dado muito certo  —  conta o presidente da associação. 

Como apoiar

/// Além da venda do dispositivo, a entidade aceita qualquer valor como doação. Para adquirir o Pendrive do Bem ou realizar uma contribuição, entre em contato com a associação pelo telefone (51) 99207-0999. 

/// Para acompanhar as lives solidárias, acesse o Facebook do DJ Cabeção. As transmissões são realizadas diariamente: de segunda a sexta às 20h, sábados às 23h30min e domingos ao meio-dia. 

/// Se você é profissional do ramo dos eventos e está necessitando de doações, entre em contato com a associação pelo telefone ou através do Facebook. Além de DJs, qualquer profissional da área pode receber as cestas básicas, sem necessidade de ser filiado à entidade.



 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros