Usuários do SUS poderão marcar consultas em postos de Porto Alegre por aplicativo - Notícias

Versão mobile

 
 

Tecnologia 14/08/2020 | 13h23Atualizada em 14/08/2020 | 14h13

Usuários do SUS poderão marcar consultas em postos de Porto Alegre por aplicativo

Recurso está implantado em seis unidades de saúde e deve ser ampliado para as demais até o início de 2021

Usuários do SUS poderão marcar consultas em postos de Porto Alegre por aplicativo Cristine Rochol/PMPA
Sistema dá acesso ao histórico de consultas e à lista de medicamentos receitados Foto: Cristine Rochol / PMPA

Sem madrugar em filas para conseguir uma consulta médica. Esse é o objetivo do novo recurso da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Porto Alegre para a marcação de consultas na rede básica. Nesta sexta-feira (14), a prefeitura da Capital lançou uma plataforma para agendamento médico pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O serviço está inserido no aplicativo Eu Faço POA, já disponível nos sistemas Android e iOS.  

Além da marcação com o profissional de saúde, o sistema permite ao usuário o acesso ao prontuário médico, ao histórico de consultas e à lista de medicamentos receitados.  

— É um avanço importante para a saúde do município, que vem ao encontro do trabalho que estamos realizando, com a redução em filas de espera por consultas e exames – afirma o secretário da Saúde, Pablo Sturmer.  

Leia mais
Após cinco anos, primeiro relógio de rua entra em operação em Porto Alegre
Os cruzamentos que registraram mais acidentes em Porto Alegre neste ano

Neste momento, o sistema está implementado em seis unidades da rede: Ernesto Araújo, Osmar Freitas, São Carlos, Primeiro de Maio, Lomba do Pinheiro e Nossa Senhora do Belém. A meta é ampliar nos próximos meses, de forma gradual, até contemplar todos os 140 postos. 

— Queremos que o agendamento esteja disponível até o fim do ano ou início de 2021 em todas as unidades. É um passo complexo, que também depende do treinamento dos profissionais da saúde — avalia o secretário-adjunto da Saúde, Natan Katz. 

Para facilitar ao usuário o acesso à ferramenta, a SMS está treinando a equipe para fornecer orientações pelo telefone 156. Além disso, materiais gráficos e em vídeo serão disponibilizados à população. 

— Teremos orientadores capacitados para ajudar os pacientes – garante Katz. 

Mesmo com o sistema em operação, a SMS garante que os postos seguem realizando os agendamentos presenciais e atendendo as demandas espontâneas, visto que não são todos os usuários que acessam à internet ou têm familiaridade com a tecnologia.  

Como funciona o aplicativo 

Após baixar o aplicativo no celular, o usuário escolhe a opção Saúde. Ao abrir a ferramenta, o paciente terá que fazer login. Para isso, será exigido o usuário e a senha da plataforma gov.br. Caso ainda não tenha, o app direciona para a página do governo federal. Uma vez realizado o login, o paciente precisa habilitar o dispositivo em numa unidade de saúde através de um QRCode. Depois, o acesso está liberado. 

— A habilitação por QRCode garante a segurança do sistema, de que o usuário realmente está acessando os dados certos, de que não há desvio de informações. Assim como é feito pelos bancos — explica Natan. 

Através do cartão SUS, a plataforma consegue identificar qual a unidade de referência do paciente e ofertar as opções de dias e horários para consultas. Mas, caso o usuário necessite de atendimento nos postos com horário ampliado, até as 22h, também será possível realizar o agendamento. 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros