Mesmo com troca de empresa, usuários ainda reclamam da demora dos ônibus em Sapucaia do Sul - Notícias

Versão mobile

 
 

Transporte público25/09/2020 | 13h44Atualizada em 25/09/2020 | 13h44

Mesmo com troca de empresa, usuários ainda reclamam da demora dos ônibus em Sapucaia do Sul

Usuários dizem que tempo de espera é muito elevado no sistema municipal. Prefeitura aponta pandemia como motivo para horários reduzidos

Mesmo com troca de empresa, usuários ainda reclamam da demora dos ônibus em Sapucaia do Sul André Ávila/Agencia RBS
Empresa Expresso Charqueadas assumiu operação na cidade no dia 18 de setembro Foto: André Ávila / Agencia RBS

A mudança brusca pela qual passou o sistema de transporte municipal de Sapucaia do Sul ainda não está surtindo efeito entre os usuários do sistema. Isso porque a Expresso Charqueadas, que assumiu as linhas de ônibus do município da Região Metropolitana na sexta-feira, dia 18, tem apresentado horários bem espaçados entre uma viagem e outra. Para atender a população de cerca de 140 mil pessoas, foram disponibilizados 18 ônibus. 

Leia mais
Prefeitura de Sapucaia encerra contrato com empresa de transporte público
Nova empresa assume transporte coletivo de Sapucaia do Sul
Mulher constrói sozinha casa de dois pisos em Sapucaia do Sul

A prefeitura garante que a frota pode ser aumentada conforme a demanda. Mas, por enquanto, o jeito é esperar na ponto, pois a administração pública garante que a troca está sendo um sucesso: 

— Nós estamos muito satisfeitos com a troca. A empresa Real Rodovias, que opera antes, estava numa situação insustentável, chegando a ser inseguro para os usuários. Agora, temos uma empresa com a qual a prefeitura tem diálogo. A tabela horária está sendo cumprida exatamente como determinamos — defende Arno Leonhardt, secretário municipal de Segurança e Trânsito.

O secretário relata que a tabela horária espaçada tem uma explicação. Segundo ele, a prefeitura tem seguido orientações dos decretos estaduais para formular os horários. Por isso, em razão da pandemia, com menos pessoas usando o transporte coletivo, os horários têm sido mais espaçados.

— Não vamos encher de horários para os ônibus carregarem três ou quatro pessoas. Seria até uma irresponsabilidade da prefeitura. O serviço terá mais oferta conforme a demanda dos passageiros aumentar, quando estivermos voltando à normalidade — pontua Arno.

Aplicativos

 SAPUCAIA DO SUL, RS, BRASIL - 22.09.2020 - Nova empresa de ônibus assumiu a gestão do transporte público em Sapucaia. O que os usuários estão achando da novidade? Na foto: Natiele Rosa. (Foto: ANDRÉ ÄVILA/ Agência RBS)Indexador: Andre Avila
Na falta de ônibus, carros de aplicativos se acumulam no localFoto: André Ávila / Agencia RBS

Porém, circulando pelo principal terminal de transporte público de Sapucaia do Sul, essa baixa demanda não é tão latente. A reportagem do Diário Gaúcho esteve nas paradas de ônibus que rodeiam a estação Sapucaia do trem metropolitano, operado pela Trensurb. Ali, mesmo fora do horário de pico, vários passageiros aguardavam por um coletivo. 

Só que um fato chamava atenção. Como os ônibus não apareciam, boa parte do público recorria ao celular, chamando um carro de aplicativo. Em certos momentos, a parada de ônibus mais parecia um ponto de embarque e desembarque só para veículos de apps. Alguns passageiros, inclusive, chegavam a combinar caronas com outros usuários. 

No local, as principais reclamações ouvidas pela reportagem foram a demora dos ônibus e a falta de fiscais para informar os horários das linhas aos passageiros. Comerciantes que trabalham no local e receberam as tabelas horárias relataram que a média de espera entre uma viagem e outra é de, no mínimo, duas horas.

A dona de casa Alessandra Borges, 26 anos, enfrentou um desafio para sair de casa, no bairro Colonial. Com a demora, resolveu chamar um carro de aplicativo. No início da tarde, quando pretendia voltar para casa, o tempo no terminal próximo da estação já lhe agoniava. Segundo ela, o marido, que também depende do transporte, tem feito deslocamento entre a estação e sua residência a pé em alguns dias.

— Está bem difícil, não sabemos os horários, não sabemos nada. Já estou aqui faz mais de meia hora e não passou nenhum ônibus, de nenhuma linha — conta Alessandra.

Demora

 SAPUCAIA DO SUL, RS, BRASIL - 22.09.2020 - Nova empresa de ônibus assumiu a gestão do transporte público em Sapucaia. O que os usuários estão achando da novidade? Na foto: Natiele Rosa. (Foto: ANDRÉ ÄVILA/ Agência RBS)Indexador: Andre Avila
Natiele desistiu de esperar e chamou um carro de aplicativoFoto: André Ávila / Agencia RBS

No caso da notificadora de suporte técnico Natiele Rosa, 30 anos, a demora era ainda maior. Quando a reportagem abordou Natiele, ela garantiu que já esperava pelo coletivo há cerca de duas horas. Moradora do bairro Fortuna, ela deveria embarcar na linha Carioca, umas das poucas que atende o lado oeste da cidade, dividida pelos trilhos do trem. 

Em razão dos horários reduzidos, Natiele chegou a pedir afastamento do trabalho, pois não tinha como retornar para casa à noite. Agora, se desloca até a região central apenas quando é essencial. E depois de esperar pelas cerca de duas horas, ela desistiu e assim como outros vários usuários, recorreu a um carro de aplicativo:

— Chamei um carro e já está chegando. Não tenho mais como esperar, preciso ir para casa.

Em determinado momento durante a presença da reportagem, cinco carros embarcavam passageiros ao mesmo tempo. A confusão era tanta que alguns sinalizavam com o celular quando viam o carro no qual deviam entrar chegando. Enquanto isso, na esquina ao lado, um ônibus esperava, desligado. Ainda faltavam 40 minutos para a próxima volta do itinerário. 

A equipe do DG ficou no local por quase uma hora, entre às 14h30min e 15h30min. O único coletivo avistado foi este que chegou e estacionou por volta das 15h. Segundo usuários, ele só sairia do ponto às 15h40min.

Horários e passagem pelo celular

O secretário Arno Leonhardt garante que os usuários do sistema podem consultar todos os horários dos coletivos por meio de um aplicativo disponibilizado pela empresa de transporte. Chamado de LevirApp, o software deveria estar disponível para os sistemas Android e iOS. Porém, até o momento, o LevirApp está apenas na Google Play, loja do sistema Android.

Ainda conforme a prefeitura, no aplicativo, é possível comprar créditos de passagem. Assim, quando o usuário embarca no ônibus, basta apontar a câmera do celular para um QR Code no interior do coletivo e o valor será debitado. No site do LevirApp, o processo é descrito como obrigatório para os passageiros, alertando que a tecnologia irá substituir o cartão TEU. 

E a implantação da nova tecnologia chegou a gerar polêmica com o consórcio que administra a bilhetagem eletrônica via TEU. O grupo negou-se a operar nos ônibus da Expresso Charqueadas e a instalação dos equipamentos só está sendo possibilitada nesta semana, devido a uma decisão judicial liminar.

— Até o final da semana, todos os 18 ônibus estarão com os terminais de leitura do cartão habilitados. Vale lembrar que neste período, quem tinha o cartão TEU, estava podendo utilizar o transporte gratuitamente. É um avanço, assim como os cartões substituíram as fichinhas, o QR Code tem tudo para substituir os cartões — aponta o secretário.

Por enquanto, os dois serviços funcionarão em conjunto. Mesmo sem o aplicativo, é possível se cadastrar e fazer a compra dos créditos direto no site do LevirApp.

Leia mais notícias do Diário Gaúcho


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros