Aproveite oportunidades de trabalho em aplicativos - Notícias

Versão mobile

 
 

ALTERNATIVA14/10/2020 | 11h25Atualizada em 14/10/2020 | 16h12

Aproveite oportunidades de trabalho em aplicativos

Saber lidar com a internet é fundamental para conquistar mais clientes, mais ainda considerando a pandemia

Aproveite oportunidades de trabalho em aplicativos Mateus Bruxel/Agencia RBS
André está tão empolgado que pensa em dar um passo a mais Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Com a oportunidade de trabalho na palma das mãos, o prestador de serviços André Vicente Menezes Silva, 39 anos, de Porto Alegre, apostou nos aplicativos que fazem a ponte entre o profissional e a clientela. Há cerca de um ano ativo nas plataformas, ele trabalha com consertos hidráulicos e também oferece outros serviços de manutenção de imóveis. 

Segundo o prestador, a decisão por se tornar autônomo foi tomada com a intenção de ter mais tempo para a família. Antes, André trabalhava na administração de condomínios. 

– Me denomino como administrador, pois, hoje, administro problemas dos clientes – afirma André, com descontração.

LEIA MAIS
Há vagas: confira mais de 3 mil oportunidades de emprego
Saiba montar seu currículo: confira dicas de especialistas em recrutamento
Ex-morador de rua volta a estudar em busca de oportunidade de trabalho

Com diversos contatos da antiga função, André começou a ofertar os serviços hidráulicos com a colaboração de apenas um colega especializado na área. Mas, devido à demanda por outros ajustes nos imóveis atendidos, ele sentiu a necessidade de oferecê-los. Atualmente, seu trabalho envolve, indiretamente, 12 profissionais autônomos, como pintor, gesseiro, entre outros.  

– Lidar com manutenções sempre foi uma função na minha atividade. Quando eu atuava como administrador de condomínios, trabalhava com pessoas que prestavam serviços para mim. Aí, há dois anos, quando decidi sair, iniciei a prestação de serviços para imobiliárias e depois entrei nos aplicativos. Lamento por ter demorado a conhecê-los, pois pelo aplicativo é rápido de contatar, de solucionar e de ter o ganho – explica a trajetória. 

Para a analista de relacionamento com o cliente do Sebrae Katherin Misura de Oliveira, cada vez mais, os aplicativos serão alternativa para profissionais autônomos:

– Nas plataformas, existe a ferramenta de recomendação. Através da internet, o profissional acaba tendo uma referência do serviço prestado. Desta forma é o meio que o aproxima, de fato, do cliente. As pessoas têm dificuldade de ter acesso a esses profissionais, quando não há indicação. 

Pandemia

Em relação ao período de pandemia de coronavírus, o prestador de serviços conta que algumas demandas, pedidas por meio dos aplicativos, aumentaram.

– Quando as pessoas ficam em casa, deparam com os problemas e pensam em resolver na hora. Como, por exemplo, a infiltração. Na pandemia, é um momento em que elas podem receber o profissional e acompanhar o serviço. Mas, agora, com a flexibilização do distanciamento, já começou a diminuir a procura – relata. 

Hoje, André é responsável pelos orçamentos e vistorias do próprio negócio, a Pioneira Clean. Com experiência nos aplicativos e boas notas da clientela, ele orienta os profissionais que buscam espaço na prestação de serviços: 

– O primeiro passo é saber como funciona o aplicativo, como ocorre os repasses e o valor das taxas. Mas, o principal, é entender a linha de trabalho do aplicativo. Conhecer que o foco do aplicativo não é querer só resolver meu problema, mas o do cliente também. O ideal é o que ambas as partes sejam importantes para o aplicativo. 

Conforme André, atualmente, 90% dos serviços que ele faz chegam por meio do aplicativo. Além disso, ele preza por manter bons comentários e uma cotação alta:

– Se o profissional se dedicar, vai obter um retorno bom. Aí, chega em um momento que não precisa ir atrás do trabalho, pois ele vem. Sempre peço para minha equipe manter o bom atendimento, bom acabamento e cuidado. Com mais atenção ainda durante a pandemia, com o uso de máscara e luvas. Conta muito tudo isso! 

André reflete uma parcela de pequena de profissionais que encontrou saída em meio à crise causada na pandemia e, esperançoso, ele projeta o futuro:

– Penso em continuar no mesmo ramo, trabalhando de acordo de mercado e dentro dos limites, até o momento que eu deixe ser MEI (microempreendedor individual) e possa ser uma empresa.

LEIA MAIS
Conhece o LinkedIn? A rede social pode te ajudar a encontrar um emprego
Empreendedora dribla a crise vendendo pães e bolos na janela do seu apartamento

Possibilidades com a tecnologia

Aline Murlick, cofundadora do Triider – uma plataforma com mais de 50 tipos de serviços disponíveis no site e no aplicativo – conta que a ideia de criar o serviço surgiu após uma reforma em casa com muitas “dores de cabeça”. Em 2016, ela e mais três sócios – entre eles, seu esposo – lançaram a plataforma. 

– Além de problemas com a entrega dos serviços contratados, havia aquela preocupação de ter que pagar à vista por um trabalho, acreditando que a qualidade prometida seria, de fato, cumprida. 

De acordo com Aline, o Triider tem um rigoroso processo de verificação de profissionais, com checagem de documentos e referências, e possibilita o pagamento no cartão de crédito parcelado – opção que facilita na hora de contratar. Para as pessoas que não possuem experiência comprovada, mas que fazem com capricho trabalhos na própria casa ou serviços para conhecidos, segundo Aline, tem uma nova uma oportunidade de ganho por meio da plataforma.

– Pensamos sempre no cliente e vemos o prestador como nosso cliente também. Na triagem com os profissionais, acabamos descobrindo excelentes parceiros, profissionais e pessoas. Selecionamos prestadores com padrões semelhantes, competindo entre pares. E o André é uma referência para nós, pois ele é um cara que cresceu muito e iniciou fazendo de tudo, como marido de aluguel e hidráulico. 

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 07-10-2020: O administrador Andre Vicente Menezes Silva, da Pioneira Clean, no condomínio onde mora, na zona sul. Ele deixou o emprego e empreendeu em um negocio próprio de prestação de serviços e, atualmente, a maioria dos trabalhos que realiza chega através de usuários de aplicativos. (Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS)Indexador: Mateus Bruxel<!-- NICAID(14611211) -->
Serviço na palma das mãosFoto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Curiosidades do Triider

/// Os serviços mais pedidos durante a pandemia no Triider foram de hidráulica, elétrica, marido de aluguel, montagem de móveis e fretes.

/// Chaveiros estão em falta no aplicativo. É um serviço urgente e que necessita de um profissional que vá até a casa do cliente a qualquer momento.   

/// Há oportunidades para mulheres que trabalham na construção civil. O setor é carente da presença feminina e, por isso, a plataforma busca ter mais profissionais qualificadas na área. 

/// Para ser um prestador no Triider é preciso efetuar um pré-cadastro. O ingresso é validado a partir do momento em que existe a demanda do serviço. 

Por onde começar

A analista do Sebrae Katherin Misura de Oliveira orienta: 

/// Faça uma pesquisa sobre a sua área dentro dos aplicativos e na internet para conseguir enxergar a importância de estar online. Se pesquisar por “marido de aluguel”, perceba em quais sites mais são oferecidos para elencar os que são de seu interesse. Separe as plataformas que mais se destacam. Depois, contate o comercial. Veja o que exigem, como taxas e prazo de pagamentos que serão feitos. Ter a credencial no aplicativo é importante. A partir dali, virão clientes fixos e clientes novos. 

/// Faça um cálculo de quanto lucro terá em um prazo de tempo, exemplo é “X horas por mês para X lucro”.

/// Filtrar as demandas mais procuradas na área de atuação pode ajudar a entender o serviço do aplicativo e também serve para se estruturar melhor. 

/// Ter material de divulgação offline também contribui para distribuir em alguns lugares. É importante traçar estratégias diferentes. Ter no panfleto, por exemplo, a informação que remeta a uma rede social com fotos e relatos do seu serviço.

/// Nos aplicativos, há a oportunidade de focar na função e no local onde deseja atuar. 

/// Atender por aplicativo é uma solução simples de sobrevivência e para driblar a dificuldade que o cliente tem de acessar ao serviço.

Cursos 

/// O Sebrae está com diversos cursos online disponíveis para empreendedores e prestadores de serviços, entre outros profissionais, se capacitarem para o mercado de trabalho. Uma das opções é “Como Anunciar em Sites de Vendas”, para divulgar seus produtos ou serviços na internet, com possibilidade de alcançar um público diferenciado. Para saber mais, clique aqui.

/// Workshop Online do Sebrae: Venda mais com rede sociais, dias 21 e 22 de outubro, com carga horária de três horas. A orientação custa R$ 60 para micro e pequenas empresas e R$ 75 para pessoa física. Para obter mais informações, entre em contato pelo telefone 0800-570-0800.

Produção: Caroline Tidra

Leia outras notícias do Diário Gaúcho


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros