Da vila para o mercado de trabalho: jovens da periferia dão dicas para driblar os obstáculos na busca por emprego - Notícias

Versão mobile

 
 

Espaço do Trabalhador27/10/2020 | 07h00Atualizada em 27/10/2020 | 13h54

Da vila para o mercado de trabalho: jovens da periferia dão dicas para driblar os obstáculos na busca por emprego

Busca por oportunidades pode  não ser fácil, mas é possível. Para apontar caminhos, o DG conversou com a consultora de carreiras Julia Garim e três jovens moradores de diferentes vilas da Capital, que compartilham suas experiências no mercado de trabalho

Da vila para o mercado de trabalho: jovens da periferia dão dicas para driblar os obstáculos na busca por emprego Camila Bengo/Diário Gaúcho
Para quem vive na periferia, dificuldades podem ser maiores Foto: Camila Bengo / Diário Gaúcho

A busca pelo primeiro emprego é um desafio para qualquer jovem. Mas, para aqueles que vivem em regiões de periferia, a inserção no mercado pode ser ainda mais difícil. Desde as barreiras geográficas impostas pela distância de algumas vilas em relação às regiões centrais – onde está a maioria dos locais de trabalho – até o preconceito que atinge quem vive na periferia, as dificuldades se somam e atrapalham na hora de encontrar uma oportunidade profissional. Junto a isto, o que não dá trégua é a necessidade de conseguir um trabalho para ajudar na renda familiar.

 LEIA MAIS
Há vagas: confira mais de 1,6 mil oportunidades de emprego
Conhece o LinkedIn? A rede social pode te ajudar a encontrar um emprego
Aproveite oportunidades de trabalho em aplicativos 

Na tentativa de apontar caminhos possíveis para a superação desses dificultadores, o Diário Gaúcho conversou com a consultora de carreiras Julia Garim – uma das idealizadoras do projeto Papo de Emprego, promovido pelo núcleo de Porto Alegre da organização Global Shapers, que ofereceu mentorias gratuitas a jovens da periferia que estão em busca de uma colocação no mercado de trabalho. Conversamos, ainda, com três jovens beneficiados pelo projeto, moradores de diferentes vilas da Capital, que compartilham suas experiências na busca por uma oportunidade de emprego.

Dica da Renata: "Te inscreve em tudo que tu puder"

emprego, há vagas, periferia, renata cristina dos santos<!-- NICAID(14625611) -->
Renata enxerga a carreira como uma escada: começa por baixo, e vai subindo.Foto: Arquivo pessoal / Arquivo pessoal

Apesar da pouca idade, a estudante Renata Cristina dos Santos, 17 anos, já carrega algumas experiências em seu currículo. Moradora da Lomba do Pinheiro, ela atuou por cerca de dois anos como aprendiz na rodoviária da Capital, por intermédio da Fundação Pão dos Pobres. Atualmente, é estagiária da prefeitura. 

Para ela, o segredo para conseguir a primeira experiência está em saber buscar as oportunidades:

– Sempre me inscrevi em várias lugares, no Pão dos Pobres e na prefeitura consegui por isso. Fui me candidatando pra tudo que achava interessante e, uma hora, consegui. Minha dica é: te inscreve em tudo que tu puder, pesquisa na internet, pergunta para as pessoas e não desiste.

Aluna do 3º ano do Ensino Médio, a estudante cursa, também, técnico em Enfermagem. Com sonho de ingressar no Ensino Superior nesta área, Renata pensa na futura carreira como uma escada:

– Acho que a gente começa sempre por baixo. Não ganho muito agora, mas já consigo pagar meu técnico. Quando terminar o curso, vou poder ganhar mais e buscar outras coisas.

Dica do Vitor: "Avalia teu currículo"

emprego, há vagas, periferia, vitor duarte<!-- NICAID(14626740) -->
Vitor aprendeu a organizar o currículo e já conquistou uma vaga promissoraFoto: Arquivo pessoal / Arquivo pessoal

O estudante Vitor Duarte, 23 anos, do bairro Nonoai, tem na busca por emprego uma velha companheira. Cursando Audiovisual na UniRitter, Vitor já possui experiências formais como atendente de call center e auxiliar administrativo, além de “bicos” e estágios na área de formação. Atualmente, atua como freelancer e segue procurando uma oportunidade efetiva no ramo do audiovisual.

Para ele, uma das maiores dificuldades na hora de conseguir um trabalho vem sendo a montagem do currículo. Com o auxílio dos mentores do projeto Papo de Emprego, o estudante aprendeu a organizar as informações e, de currículo novo, já conseguiu uma oportunidade promissora na área em que deseja atuar:

– Sabia que estava faltando algo, mas não sabia o que era. No projeto, descobri que o problema não era minha formação ou experiências, mas a forma como as informações eram apresentadas. Fiz um currículo específico para oportunidades dentro da minha área e, na mesma semana, consegui uma vaga (temporária) em uma agência de publicidade. Minha dica é: avalia teu currículo e seja o mais transparente possível, porque isso é primordial. 

Dica da Vitória: "Não pode desistir"

emprego , periferia , há vagas , vitória correia borges<!-- NICAID(14626742) -->
Vitória encontrou um caminho no empreendedorismoFoto: Arquivo pessoal / Arquivo pessoal

Para a estudante do 1º ano do Ensino Médio Vitória Correia Borges, 19 anos, o empreendedorismo foi um caminho encontrado. Moradora da Vila Mapa, na Lomba do Pinheiro, ela já atuou como aprendiz e, hoje, exerce a função de estagiária. O sonho, porém, é estudar e trabalhar como fotógrafa.

Com o contrato de estágio em vias de chegar ao fim, Vitória viu na abertura do próprio negócio a oportunidade de manter uma fonte de renda e juntar dinheiro para investir na carreira que deseja seguir. Assim, nasceu o Açaí da Vi – primeira empresa da jovem.

– Comecei a pensar no que eu estava fazendo com o dinheiro que ganho. Aí, decidi investir em algo para mim, que pudesse me ajudar a ingressar no que eu quero. Sou apaixonada por fotografia e, vendendo açaí, quero juntar dinheiro para comprar os equipamentos e fazer cursos. Não tenho lugar, faço tudo em casa, mas essa foi a solução que encontrei – relata Vitória, afirmando que, no mercado de trabalho ou empreendendo, a dica é uma só:

– A pessoa não pode desistir. As dificuldades vão ser muitas, mas tu tem que enfrentar. 

Palavra da especialista

Consultora de carreiras e voluntária em diferentes projetos com foco em empregabilidade para pessoas da periferia, Julia Garim dá dicas para quem está em busca de uma oportunidade. Confira:

/// Entenda que seu currículo deve estar sempre em movimento! Ele deve acompanhar seu desenvolvimento mas, também, se adequar à demanda de cada vaga. Às vezes, você vê a descrição de uma oportunidade e pensa que sabe fazer aquilo; mas, no seu currículo, a informação pode não estar alinhada ao que se pede.

/// Foque em um conhecimento por vez! Durante a pandemia, estamos com uma oferta muito grande de cursos online, bons e gratuitos – mas, muitas vezes, eles são iniciados e não concluídos. Escolha uma formação para fazer e se apodere da temática. Você pode fazer todos os cursos que quiser, mas por que não fazer um de cada vez?

/// Olhe para dentro da sua comunidade! Faça pontes com outros lugares, mas não deixe de enxergar o que existe na sua região. A periferia é potente. Então, por que não estar trabalhando dentro da periferia? Nem sempre é preciso sair.

/// Descubra sua identidade profissional! O melhor para você pode não estar em um emprego formal. Talvez, seu perfil se adeque a uma carreira empreendedora ou ao ramo da prestação de serviços, que também são tendências.

/// Valorize as suas capacidades e contribuições! A autoestima é um fator fundamental na busca por uma colocação no mercado de trabalho e, às vezes, temos dificuldade em reconhecer as nossas qualidades. Reconheça as contribuições que deixou nos espaços pelos quais passou e perceba o quanto você é capaz e o quanto pode vir a contribuir em outros espaços também. 

Para saber mais:

/// Os voluntários do Papo de Emprego prepararam um material para auxiliar os jovens da periferia na inserção no mercado de trabalho, com base nas demandas identificadas no projeto. Nele, encontra-se um e-book com dicas para elaboração de currículo e perfil no LinkedIn, um guia com informações sobre oportunidades de estudo gratuitas e uma planilha com links úteis. Para conferir, acesse bit.ly/materiais-papo.

/// Para informar-se a respeito de novas edições do projeto Papo de Emprego, acompanhe a Global Shapers nas redes sociais: facebook.com/GlobalShapersPOA ou @GlobalShapersPOA, no Instagram.

Produção: Camila Bengo


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros