Estudante da Restinga é selecionada para curso em Cambridge, na Inglaterra - Notícias

Versão mobile

 
 

Redação premiada03/10/2020 | 05h00Atualizada em 03/10/2020 | 05h00

Estudante da Restinga é selecionada para curso em Cambridge, na Inglaterra

Kauane Santos de Oliveira, 17 anos, estudante do Instituto Federal da Tinga foi selecionada pela Universidade de Cambridge para um curso de verão. Agora, ela está empenhada em conseguir ajuda para viajar

Estudante da Restinga é selecionada para curso em Cambridge, na Inglaterra Félix Zucco/Agencia RBS
Kauane teve redação selecionada em concurso da Universidade de Cambridge Foto: Félix Zucco / Agencia RBS

Na metade do próximo ano, a estudante Kauane Santos de Oliveira, 17 anos, pode estar bem mais longe da Restinga do que jamais imaginou. Estudante do Campus Restinga do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS), ela foi selecionada para um curso de verão na Universidade de Cambridge, na Inglaterra. A seleção foi depois de Kauane participar de um concurso de redação organizado pela instituição inglesa, uma das mais renomadas do mundo. 

Leia mais
Como o IFRS mudou as vidas de moradores da Restinga na última década
Mãe e filho comemoram a formatura no mesmo curso no IFRS Restinga
Grupo de empreendedoras da Restinga se une para enfrentar a crise  

Estudante do segundo ano do curso técnico em Eletrônica integrado ao Ensino Médio, Kauane tem abraçado forte as oportunidades que o IFRS coloca no seu caminho. Apesar de a ida para Inglaterra ser sua primeira viagem internacional, ela já viajou para São Paulo graças aos estudos. Esta primeira viagem de avião foi no ano passado, quando a estudante integrou a equipe que participou da final do Google Startup in School, competição de empreendedorismo tecnológico para alunos do Ensino Médio realizada na capital paulista.

A oportunidade para se inscrever no concurso de redação da Cambridge surgiu em maio, quando abriram as inscrições, que seguiram até agosto. Durante este período, os candidatos deviam escolher um tema para a redação. O assunto devia ter ligação com área de interesse do estudante, assim como o curso de verão que será realizado durante duas semanas, entre os meses de julho e agosto de 2021. Por afinidade, Kauane escolheu a engenharia, pois pretende cursar o ensino superior em Engenharia Eletrônica.

Produção

Ela aproveitou todos os meses de inscrição para pesquisar e produzir a redação que deveria responder à pergunta "Não podemos viver sem os transistores, você concorda?". Sob o título, Transistors: the Neurons of Technology — em português, Transistores: os Neurônios da Tecnologia —, o texto de 500 palavras escrito em inglês foi selecionado como um dos vencedores. 

— É uma sensação inexplicável, a ficha ainda não caiu. Acho que só vou acreditar quando estiver lá, conhecendo Cambridge e Oxford — diz ela, se referindo às duas famosas universidades inglesas. 

No curso, Kauane vai estudar Introdução à Engenharia, além de participar de oficinas e tours pelas universidades de Cambridge e Oxford, e por Londres. O concurso de redação Immerse Education, da Universidade de Cambridge Summer School, oferece a oportunidade para alunos de 13 a 18 anos de enviar redações que respondam uma questão predefinida relacionada ao tema escolhido pelo candidato. Como premiações, são concedidas as bolsas — totais ou parciais — para os cursos de verão relacionados aos assuntos escolhidos na redação.

No Rio Grande do Sul, outra aluna também foi escolhida: Eduarda Segatti Tres, do curso técnico em Manutenção e Suporte em Informática integrado ao Ensino Médio do IFRS Campus Sertão, que fica no município de mesmo nome, próximo de Passo Fundo. Eduarda recebeu uma bolsa do programa na área Female Future Leaders (Futuras Líderes Femininas).

Desafios para viajar

 PORTO ALEGRE, RS, BRASIL - 02.10.2020 - Kauane Santos de Oliveira, 17 anos, estudante do Instituto Federal Campus Restinga (IFRS), ganhou bolsa em curso de versão na universidade de Cambridge. (Foto: Félix Zucco/Agencia RBS)
Estudante vai organizar vaquinhas e rifas para conseguir realizar sonhoFoto: Félix Zucco / Agencia RBS

Moradora da Restinga desde os oito anos, quando começou a estudar na Escola Estadual de Ensino Médio Raul Pilla, Kauane não tem condições de arcar com a viagem para a Inglaterra. Ela mora com a tia-avó, a funcionária pública aposentada Marli Machado dos Santos, 72 anos. Filha mais velha de entre cinco irmãos, Kauane demonstra o gosto pelo estudos desde sempre. E optou por ficar na casa da tia justamente pela proximidade com o campus do IFRS. 

 A mãe mora em Porto Alegre, onde vivem dois irmãos, e o pai em Pelotas, onde estão outros dois. Durante a pandemia, as visitas aos pais diminuíram, mas ainda assim, o contato por telefone é frequente.

— Não estou os vendo tanto quanto gostaria, mas temos um relação muito próxima — conta ela.

No curso de verão, a bolsa que ela conquistou é parcial, por isso ainda é necessário cobrir parte dos custos. Além disso, a jovem precisará arcar com a passagem e a emissão do seu passaporte. A hospedagem é oferecida pela universidade. Por isso, Kauane já está iniciando campanhas junto aos amigos e conhecidos para angariar doações e custear a realização do sonho de ir para Cambridge. 

— São valores bem acima do que eu teria condição de pagar. Por isso, vamos tentar fazer algumas vaquinhas e rifas e juntar o valor necessário — conta ela,  que calcula em R$ 30 mil o valor necessário para a viagem. 

“Estou sempre correndo atrás de oportunidades, por isso, ajudem a  estudante da periferia a chegar em Cambridge”, escreveu a jovem, no texto de apresentação da vaquinha virtual.  

Como ajudar

/// Contribuições podem ser feitas via vaquinha virtual. 

/// Contatos pelo telefone (51) 99102-3504. Pelo WhatsApp, o contato é pelo número (51) 99127-5789.

Leia mais notícias do Diário Gaúcho


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros