Liliane Pereira: "Não podemos  escolher alguém que não coloque a cultura nos planos" - Notícias

Versão mobile

 
 

Eu Sou do Samba12/11/2020 | 05h00Atualizada em 12/11/2020 | 05h00

Liliane Pereira: "Não podemos  escolher alguém que não coloque a cultura nos planos"

Colunista escreve para o Diário Gaúcho às quintas-feiras

Liliane Pereira: "Não podemos  escolher alguém que não coloque a cultura nos planos" Omar Freitas/Agencia RBS
Foto: Omar Freitas / Agencia RBS
Liliane Pereira
Liliane Pereira

No próximo domingo, dia 15, vamos ter que escolher nossos representantes na Câmara de Vereadores e o prefeito da nossa cidade. Vocês já pensaram em quem irão votar e por quais motivos?

Bom, eu não poderia deixar de dizer que, para quem cultua a cultura carnavalesca e sambista, escolher quem simpatize com nossa causa é fundamental. E isso não significa, obrigatoriamente, escolher alguém que diga em sua plataforma claramente que vai priorizar essa questão. Até porque, mesmo como sambistas, temos que lembrar que a vida é feita de muitas outras necessidades além da cultura, seja a carnavalesca ou qualquer outra.

Leia outras notícias do Diário Gaúcho

A questão é que esse é o momento de refletir muito bem se vamos escolher quem vai dar ouvidos ao que precisamos ou alguém que não vai dar a mínima atenção para escolas de samba, blocos carnavalescos, manifestações afins e para o Complexo Cultural do Porto Seco.

Apoio

Eu não sou da turma que acha que o governo tem que bancar o Carnaval, mas sim, dar apoio para conquistar subsídios financeiros de outras maneiras. O que não podemos fazer é escolher alguém que não coloque a cultura dentro dos planos. Não é a primeira coisa da lista, obviamente, mas não pode ficar de fora.

Leia também
Liliane Pereira: "O samba e o Carnaval não podem ser um passe para o desrespeito à mulher"
Liliane Pereira: "Ainda não é hora de descuidar das ações necessárias para não nos contaminarmos"
VÍDEO: Serginho Moah fala sobre sua origem sambista na série "Histórias de Samba e Carnaval"

Durante o período de campanha eleitoral, muitos candidatos a vereadores e a prefeito procuraram as instituições responsáveis pelas escolas de samba. Mas a reflexão que precisamos fazer é quantos deles estiveram realmente dispostos a receberem nossos representantes antes disso e quantos estarão atentos às nossas necessidades depois das eleições.

Votar é muito importante. Não podemos transferir para outras pessoas uma escolha individual. E conhecer o candidato em quem vamos literalmente dar um voto de confiança é essencial. A melhor oportunidade que temos de dizer aos políticos o que queremos é na urna.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros