MTG terá programa transmitido pelas redes sociais para valorizar diferentes áreas do tradicionalismo - Notícias

Versão mobile

 
 

Piquetchê do DG09/11/2020 | 05h00Atualizada em 09/11/2020 | 05h00

MTG terá programa transmitido pelas redes sociais para valorizar diferentes áreas do tradicionalismo

Atração, que ainda não tem nome definitivo, deve estrear no dia 16 de novembro

MTG terá programa transmitido pelas redes sociais para valorizar diferentes áreas do tradicionalismo Glaucius Oliveira/Divulgação
Juarez vai comandar a nova atração Foto: Glaucius Oliveira / Divulgação

Assim, como diversos outros profissionais, Juarez Júnior Paiva Malagnez, 30 anos, morador de Cachoeirinha, na Região Metropolitana, precisou se reinventar durante a pandemia. Coreógrafo e instrutor de danças tradicionais gaúchas com 15 anos de experiência, viu seu trabalho parar com a necessidade de cancelamento de ensaios e eventos dos CTGs para evitar a transmissão do coronavírus. Ele decidiu, então, tirar um projeto antigo do papel: um programa na internet para divulgar o tradicionalismo e a cultura gaúcha, batizado de O Mundo do CTG. Com o sucesso e o crescimento do projeto, agora, ele se une ao MTG para um novo programa, também pelas redes sociais, que estreia no dia 16 de novembro.

Leia outras notícias do Diário Gaúcho

A atração, ainda sem nome definitivo, será transmitida pelas redes sociais e terá uma hora de duração. A ideia é prestar serviço aos tradicionalistas, com informações e apresentações artísticas, além de foco nas entidades.

– O MTG trabalha com quatro áreas: artística, campeira, cultural e esportes. Mas, no geral, esses segmentos são mostrados separadamente. O objetivo do programa é mesclar tudo isso, mostrar os segmentos juntos – explica Juarez.

Segundo o apresentador, o programa terá quadros fixos e participações esporádicas. Um dos quadros será com a prendinha Nini, a blogueira mirim do CTG Sinuelo, de Canguçu (21ª RT). Prendas e peões também vão participar, com oficinas sobre assuntos relacionados ao universo tradicionalista.

– Será no formato de uma live, mas também com vídeos gravados, preparados por várias pessoas. Além disso, teremos sempre uma entrevista ao vivo, com alguém ligado a uma das quatro áreas. A ideia é levar para dentro da casa das pessoas a vivência de dentro dos CTGs. Elas poderão ver, de perto, coisas que só sabe quem participa – revela o apresentador.

Futuro

Experiência neste formado de programa, Juarez tem. N’O Mundo do CTG, além de apresentador, ele é diretor, roteirista e ainda cuida das relações com as empresas que patrocinam a atração. 

A função começou em março, no início da pandemia, e já acumula 20 mil seguidores nas redes sociais.

Leia também
Piás e prendas mirins promovem campanha para arrecadar brinquedos, com destaque para os ligados à cultura gaúcha
Das domas para a internet: a história de João Cabral
"A gente vai conquistando espaço", diz patrona dos Festejos Farroupilhas, sobre as mulheres no tradicionalismo 

– A repercussão tem sido boa. No programa, trabalhamos a cultura de ponta a ponta, falamos sobre diferentes assuntos, e divulgamos o Rio Grande do Sul. Além disso, foi uma possibilidade de gerar renda, por meio dos patrocínios, para muitas pessoas que ficaram sem trabalhar. Os músicos que participam, por exemplo, recebem cachê. A equipe que trabalha na produção também recebe por isso – diz ele, orgulhoso.

Juarez Júnior Paiva Malagnez apresenta o programa O Mundo do CTG e também comandará um programa do MTG  nas redes sociais
Juarez durante gravação do programa "O Mundo do CTG"Foto: Glaucius Oliveira / Divulgação

A nova forma de comunicação tem dado tão certo que Juarez não pretende abandonar os projetos mesmo quando a pandemia acabar. Pelo contrário. Para 2021, ele planeja fazer com que essa seja sua atividade principal. Se antes o coreógrafo e instrutor trabalhava em diversos CTGs, agora, pretende seguir apenas em um.

– Decidi que, no ano que vem, vou dar aulas apenas no DTG Ouro Negro, onde também danço. No resto do tempo, meu foco vai ser nos programas, em levar a cultura gaúcha para a internet. Eu trabalhava há 15 anos com dança, nunca me imaginei fazendo outra coisa. Mas minha meta para 2021 agora é outra – revela.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros