Moradora de Canoas espera agendamento de cirurgia há mais de dois anos - Notícias

Versão mobile

 
 

Seu Problema é Nosso28/01/2021 | 17h07Atualizada em 28/01/2021 | 17h07

Moradora de Canoas espera agendamento de cirurgia há mais de dois anos

Em junho de 2018, Giovana recebeu o encaminhamento para realizar o procedimento no Hospital Universitário

O dilema vivido pela dona de casa Giovana Cardoso, 49 anos, de Canoas, que espera por um procedimento cirúrgico, ainda não tem data para acabar. Desde junho de 2018, ela aguarda o agendamento da data para a histerectomia total – retirada do útero e do colo do útero – no Hospital Universitário (HU), em Canoas

A descoberta de miomas uterinos – tumores benignos formados por tecido muscular e fibroso – aconteceu quando Giovana fazia exames para tratar problemas na coluna. 

LEIA MAIS
Família de nadadora paralímpica faz vaquinha para compra de prótese nova
Laço solidário busca reformar creche na Zona Norte da Capital
Construção de creche está parada há oito anos na zona norte de Porto Alegre 

– No início de 2018, depois de uma ressonância magnética na lombar, por causa da coluna, apareceu uma lesão na pelve. Aí fiquei esperando o encaminhamento para uma outra ressonância no local, mas demorou muito pelo SUS e, por isso, acabei pagando o exame particular. Apareceram os miomas, medindo 12,6cm e 3,4cm – relembra o diagnóstico. 

Segundo a dona de casa, que é beneficiária do auxílio-doença devido ao problema na coluna, seu último exame, em junho de 2020, mostrou que o tamanho dos miomas é diferente.

Incômodos

Ainda em 2018, em meados de março, ela procurou o posto de saúde para fazer os exames e passar pelo ginecologista. Giovana recebeu o encaminhamento para a cirurgia no dia 26 de junho daquele ano. 

– Tenho o papel de internação e tudo o mais, exames pré-operatórios, os de sangue. Só estou aguardando a marcação da data – afirma. 

Segundo ela, os miomas no útero têm feito com que sua barriga pareça com a de uma gestante:

– Além de parecer estar grávida de cinco meses, tenho hemorragias mensalmente. O médico disse que é raro virar câncer, mas me incomoda muito o tamanho da minha barriga e os sangramentos. E, até hoje, nada de me chamarem. Já estive, inclusive, na ouvidoria do hospital para abrir um protocolo de reclamação, e nem assim resolveu.

Sem expectativa de uma data

Em contato com a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), foi explicado que, “em função da pandemia, conforme orientação da Secretaria Estadual da Saúde, foram cancelados, temporariamente, os procedimentos cirúrgicos eletivos de agendamento e diagnóstico prévios, sem caráter de urgência ou emergência”. A pasta diz ainda que os procedimentos estão sendo reprogramados gradativamente pelo HU.

A SMS confirmou que “a paciente foi encaminhada pela regulação municipal para realização de procedimento cirúrgico ginecológico em 20 de agosto de 2018, tendo como referência o Hospital Universitário”, e que não existe previsão para cirurgia até o momento.

A secretaria salientou que a atual gestão “está se apropriando de todas os procedimentos represados, com o intuito de elaborar um plano de ação para cada especialidade e diminuir, assim, a demanda reprimida”.

Produção: Caroline Tidra

Leia outras notícias da seção Seu Problema é Nosso   


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros