Esgoto a céu aberto causa incômodos a moradores em Viamão - Notícias

Versão mobile

 
 

Seu Problema é Nosso12/03/2021 | 18h34Atualizada em 12/03/2021 | 18h34

Esgoto a céu aberto causa incômodos a moradores em Viamão

Há cerca de seis anos o bueiro segue sem conserto e sem respostas dos órgãos responsáveis

Esgoto a céu aberto causa incômodos a moradores em Viamão Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
Reclamação é antiga. Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Um problema de esgoto a céu aberto atinge há anos moradores da Rua Nárgica Rodrigues de Castro, na Vila Augusta, em Viamão. Em junho de 2020, na reportagem mais recente, o Diário Gaúcho mostrou a situação. Nove meses após a matéria, entretanto, o bueiro segue sem conserto e sem respostas dos órgãos responsáveis. 

Leia Mais
Cooperativa de reciclagem lança campanha de doação de materiais escolares para crianças da Vila dos Herdeiros
Moradores do bairro Jardim Botânico, em Porto Alegre, pedem cercamento de terreno baldio
Pacientes de Viamão ficam quatro meses sem receber fitas para medição de glicemia


– A prefeitura veio aqui diversas vezes, arrebentaram o calçamento para olhar, deixaram toda a calçada aberta, com buraco, e não resolveram o problema – relata a autônoma Maria Ondina, 56 anos. 

Moradora há 37 anos da região, ela conta que desde 2015 o problema não foi solucionado. Em 2020, a prefeitura esteve no local para analisar a situação, porém, após a abertura de um buraco próximo à sua casa, a moradora precisou construir um muro para que a sujeira não entrasse em seu pátio. 

– Eu tinha só grade na frente e, toda vez que chovia, a água de esgoto entrava na minha casa. É nojento demais – manifesta. 

Sujeira 

Além da água suja, os moradores não conseguem abrir as portas e as janelas das casas por conta do mau cheiro. A autônoma conta que fica impedida de sair para a rua quando o esgoto transborda, o que, além de um grande incômodo, causa preocupação. 

– A gente gasta muito dinheiro com manutenção do pátio por conta desse problema com o esgoto – explica. 

Segundo Maria, a Corsan já foi ao local para a limpeza da água e do esgoto, mas a situação permanece. 

Esgoto a céu aberto próximo as casas<!-- NICAID(14732010) -->
O esgoto invade os pátios.Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

– Quando eu vim morar aqui, o meu terreno era mais alto do que a rua. Nós, moradores, comunicamos dezenas de vezes à prefeitura e à Corsan, mas não resolveram o problema do esgoto – ponderou. 

O que aborrece Maria é a demora na solução de um esgoto que há cerca de seis anos causa incômodos à comunidade local. Agora, enquanto espera por alguma solução, a moradora continua sofrendo com o mau cheiro e os problemas do local. 

– O cheiro é insuportável e todos os moradores precisam cuidar em dias de chuva porque facilita o acesso de água suja aos pátios. Eu precisei levantar o muro, mas tem vizinhos aqui que não levantaram e alaga tudo. Se fosse apenas água da chuva com terra, tudo bem, mas não é, é água de esgoto – lamenta. 

Previsão de obras após vistoria 

Após a vistoria conjunta no esgoto, entre a Corsan e a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Smosp), realizada na quarta- feira, foram constatada “ ligações irregulares de águas pluviais no poço de visita de esgotos sanitários, o que ocasionava o entupimento do local com muita gordura e terra”. “Bastavam algumas chuvas para o poço de visita ficar totalmente entupido”.  A Corsan já realizou a limpeza. 

Segundo a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Smosp), após a abertura do encanamento do esgoto para verificar a situação, a prefeitura definirá o prazo das obras de conserto. Quanto ao problema que persiste desde 2015, a pasta não soube responder. 

Produção: Vitória Fagundes


 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros