No Dia Mundial do Livro, ação distribui obras em paradas da Lomba do Pinheiro - Notícias

Versão mobile

 
 

23 de abril23/04/2021 | 21h05Atualizada em 23/04/2021 | 21h05

No Dia Mundial do Livro, ação distribui obras em paradas da Lomba do Pinheiro

Oitava edição do "Livro na Lomba" ocorreu na manhã desta sexta-feira

A parada 21 da Lomba do Pinheiro — a mais movimentada para embarque nos ônibus que atendem o bairro — teve um público extra na manhã desta sexta-feira (23). A ação "Livro na Lomba" levou voluntários para distribuir, gratuitamente, obras literárias aos usuários do transporte público da zona leste de Porto Alegre.

O 23 de abril marca o Dia Mundial do Livro e tem relação com uma tradição catalã: na Espanha, nesta data, flores são trocadas pelos escritos.

Vitor Gabriel da Silva Dornsbach, 24 anos, retirou um título sobre espiritismo. Disse que iniciaria a leitura assim que embarcasse no ônibus.

— Gostei muito. Às vezes a gente não traz o livro pro ônibus, assim incentiva — afirmou.

Leia outras notícias do Diário Gaúcho

O incentivo à leitura foi o que motivou a entrega, segundo Fátima Flores, diretora do Instituto Porto-Alegrense de Arte-Educação (Ipdae), ONG responsável pela mobilização. 

— Ainda o livro é instrumento importante para abrir os horizontes, abrir o coração e a cabeça. Esse livro pode ser uma ponte para o vizinho, um amigo, algum parente, e estender o hábito da leitura — defendeu a organizadora.

Ao todo, mil livros foram levados até o ponto da Avenida João de Oliveira Remião, próximo à rótula de acesso à Avenida João Antônio Silveira. Entre 7h e 7h30min, a chegada e saída dos veículos era constante no ponto, e filas se formavam nas paradas. Boa parte do público recebeu bem a iniciativa, porém alguns devolveram os livros, dizendo-se não adeptos da literatura. As capas foram higienizadas pelas equipes para reduzir a possibilidade de propagação do vírus da covid-19.

Uma das voluntárias mais animadas era Isabele Machado Alves, 14 anos. A adolescente estuda canto na escola de música do Ipdae, onde também tem lições de piano.

Leia também
Projeto em Esteio distribui cartões alimentação para 55 famílias
ONG treina cães de rua para tratamento terapêutico com idosos e internos em casas de acolhimento de Porto Alegre
No dia do índio a luta atual é pelo sustento: comunidades indígenas criam redes de apoio em meio à pandemia

— Ler é algo incrível, abre muitas opções. Pode explorar muitos universos. Compartilhar com as pessoas, oferecer um livro, dá muito orgulho. Vivemos uma fase muito difícil, e poder oferecer algo extremamente importante para as pessoas me deixa muito honrada — afirmou.

O vendedor aposentado Antônio José Turcato, 85 anos, decidiu atravessar a rua. Ele é vizinho à parada 21 e já havia observado o movimento dos jovens nas outras ações — esta é a oitava edição do "Livro na Lomba". 

— Eu já integrei o coral da Ospa (Orquestra Sinfônica de Porto Alegre) e gosto muito da cultura. Esse ano decidi vir pegar um, ó — afirmou, com um livro que conta a história de Lupicínio Rodrigues nas mãos.

As obras foram doadas ao Ipdae, e a ação tem apoio da Secretaria Municipal da Cultura. Nas sete edições anteriores do projeto, foi distribuído um total de 7 mil livros.

A Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) criou a data do "Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor" para encorajar as pessoas, especialmente os jovens, a descobrirem os prazeres da leitura, e conhecerem a enorme contribuição dos autores de livros através dos séculos.


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros