Microempresário conserta equipamentos hospitalares de graça, em Novo Hamburgo - Notícias

Versão mobile

 
 

Seu Problema é Nosso28/05/2021 | 07h00Atualizada em 28/05/2021 | 07h00

Microempresário conserta equipamentos hospitalares de graça, em Novo Hamburgo

 Ralf Daniel precisa de ajuda com doações de material para seguir e ampliar o trabalho para outras unidades de saúde pública locais

Microempresário conserta equipamentos hospitalares de graça, em Novo Hamburgo Anselmo Cunha / Agencia RBS/Agencia RBS
Ralf faz a reforma de macas e cadeiras hospitalares. Foto: Anselmo Cunha / Agencia RBS / Agencia RBS

Foi em um momento delicado de sua vida que o microempresário Ralf Daniel Kiessel, 31 anos, notou que o hospital onde ficou internado por 15 dias tinha macas e cadeiras de rodas precisando de reparos. Pensando nisso, ofereceu seus serviços de conserto de forma gratuita e voluntária à instituição. Agora, Ralf precisa de ajuda com doações de material para seguir e ampliar o trabalho para outras unidades de saúde pública locais.

Leia Mais
Projeto faz a troca de máscaras por alimentos que são encaminhados a 300 famílias
Terreno baldio no bairro Jardim Botânico recebe limpeza e cercamento
Com idas frequentes ao hospital para tratamento de menino, família enfrenta dificuldades financeiras e pede ajuda

Em novembro de 2019, Ralf foi internado no Hospital Municipal de Novo Hamburgo em função de uma depressão. Até então, trabalhava como técnico de informática, ramo em que atuava havia 12 anos. Devido ao problema de saúde, acabou deixando a empresa onde tinha a função de suporte técnico e precisou ir morar com sua irmã. 

– O médico me deu duas opções: morar com algum familiar ou continuar internado. Decidi morar com minha irmã, e ela me pediu para fazer uma mesa rústica. Fui e fiz a mesa com as cadeiras. Após conversar com um amigo, ele cedeu o espaço que ele tinha para eu trabalhar com móveis, pois viajava a trabalho. Fui comprando ferramentas e máquinas – relembra.

Hospital

A ideia de ajudar de forma voluntária a consertar os equipamentos hospitalares surgiu enquanto estava internado. Mas ele somente conseguiu se estruturar para isso em março deste ano, quando ofereceu o serviço.

– Eu notava, no hospital, que eram coisas simples de arrumar e me perguntava: “por que não arrumam?” – relata.

Pesou na decisão também a crise causada pela pandemia, que diminuiu suas vendas. Para ocupar a mente, ele decidiu oferecer o serviço voluntário ao hospital. No período que esteve internado, Ralf conheceu a equipe e entrou em contato com a direção.

– Ofereci meus serviços de pintura e conserto de equipamentos – declara.

Novo Hamburgo, RS, Brasil - 25/05/2021 - Há um ano, voluntario conserta equipamentos hospitalares voluntariamente. Na foto: Ralf Daniel. (Foto: Anselmo Cunha/Agência RBS)<!-- NICAID(14792206) -->
Ralf ofereceu seus serviços de conserto de forma gratuita e voluntária à instituição.Foto: Anselmo Cunha / Agencia RBS

Doação

Para ampliar o atendimento voluntário, Ralf quer agora levar o projeto adiante e para outros locais. Ele quer criar uma rede de voluntários e empresas parceiras que ajudem com doação de equipamentos como lixas, discos de corte, solventes, tintas, parafusos, rolamentos e rodinhas de maca e cadeira de rodas.

– Quero que outras cidades copiem essa ideia e criem uma rede de apoio, com serralheiro e soldador, para ajudar outros hospitais – enfatiza.

Com seu trabalho voluntário, ele já entregou ao Hospital de Novo Hamburgo 18 itens recuperados: 12 cadeiras de rodas, cinco cadeiras de banho adaptadas e uma maca.

Novo Hamburgo, RS, Brasil - 25/05/2021 - Há um ano, voluntario conserta equipamentos hospitalares voluntariamente. Na foto: Ralf Daniel. (Foto: Anselmo Cunha/Agência RBS)<!-- NICAID(14792209) -->
Uma das cadeiras de rodas que Ralf está consertandoFoto: Anselmo Cunha / Agencia RBS

Segundo a coordenadora de manutenção predial do hospital,  ngela Maria Stumpf Barros, 49 anos, a ação voluntária de Ralf ajuda muito, já que a instituição não possui soldadores, por exemplo, no quadro de funcionários:

– É extraordinária a atitude do Ralf. O trabalho dele beneficiou muitos pacientes com cadeiras de rodas consertadas, camas com carinha nova.

Para Ajudar

/// Para obter informações sobre como ajudar o projeto de Ralf, com ferramentas ou outros materiais, entre em contato pelo telefone (51) 98408-8825.

Produção: Vitória Fagundes

Leia mais notícias na seção Seu Problema é Nosso


 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros