Após reclamação de comerciantes, esgoto é consertado no Guajuviras  - Notícias

Versão mobile

 
 

Seu Problema é Nosso07/09/2021 | 09h00Atualizada em 07/09/2021 | 09h00

Após reclamação de comerciantes, esgoto é consertado no Guajuviras 

Mau cheiro era um dos problemas apontados pelos lojistas

Após reclamação de comerciantes, esgoto é consertado no Guajuviras  Reprodução / Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
Comerciantes pediam conserto desde março Foto: Reprodução / Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

O esgoto a céu aberto que ficava em uma calçada da Avenida Dezessete de Abril, na altura do número 275, no bairro Guajuviras, em Canoas, foi consertado após solicitações de comerciantes. Na segunda quinzena de agosto, o problema, que era recorrente desde março, foi resolvido pela empresa Ambiental Metrosul, parceira da Corsan na operação do esgotamento sanitário da Região Metropolitana. 

De acordo com a comerciante Silvana Oliveira Martins, 45 anos, proprietária de uma churrascaria, o bueiro, que fica em frente ao seu negócio, exalava um mau cheiro que fazia com que alguns consumidores deixassem de frequentar o estabelecimento. Na matéria publicada em 11 de agosto, ela chegou a comentar sobre outro estabelecimento do ramo alimentício que havia fechado as portas devido à falta de clientes. Ela lamenta, no entanto, que o problema tenha sido resolvido somente após ter acionado o Diário Gaúcho:

– Pagamos nossas contas e temos o direito de estar com os serviços funcionando. De qualquer forma, sou grata por termos conseguido falar sobre esse problema. É ótimo ouvir meus clientes dizendo que agora melhorou muito. 

Na reportagem publicada pelo DG, Silvana também comentou que uma das alternativas sugeridas por um grupo de comerciantes era de realizar uma intervenção por conta própria.

– Na época, já tinham nos dito que não era o melhor caminho. Que bom que o poder público agiu e solucionou – afirmou Silvana.

LEIA MAIS:
Esgoto atrapalha comerciantes em Canoas
Esgoto a céu aberto causa incômodos a moradores em Viamão
Incômodo há mais de um ano: Moradores de Viamão reclamam de esgoto a céu aberto

Boa vontade

Já a proprietária de uma loja de roupas que também era impactada pelo problema, Vanessa Oliveira, 32 anos, afirma que acompanhou o conserto. Ela assegura que havia boa vontade dos técnicos em solucionar o caso:

– Eles (funcionários) ficaram quase sete dias trabalhando. Tiveram que mexer em quase uma quadra. Talvez por isso o problema nunca havia sido resolvido antes. 

Além disso, o mau cheiro e o transbordamento de água, que eram constantes, não voltaram a ocorrer. A comerciante alega que, mesmo após inúmeros pedidos realizados desde março, esta foi a primeira vez em que percebeu um trabalho mais detalhado sendo feito. De acordo com as comerciantes, de março a agosto, os técnicos realizaram limpezas no local. Porém, o problema voltava a ocorrer após algumas horas. 

Produção: Kênia Fialho

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
Imprimir
clicRBS
Nova busca - outros