Tire suas dúvidas sobre a suspensão dos aumentos do IPTU em Porto Alegre - Notícias

Versão mobile

 
 

 Reajuste congelado10/09/2021 | 21h56Atualizada em 10/09/2021 | 21h56

Tire suas dúvidas sobre a suspensão dos aumentos do IPTU em Porto Alegre

Serão beneficiados 32% dos contribuintes na Capital, que tinham valor venal do imóvel defasado

Tire suas dúvidas sobre a suspensão dos aumentos do IPTU em Porto Alegre André Ávila/Agencia RBS
A nova norma congela o IPTU entre 2022 e 2025 Foto: André Ávila / Agencia RBS
Jéssica Rebeca Weber
Jéssica Rebeca Weber

jessica.weber@zerohora.com.br

A suspensão dos futuros aumentos do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) em Porto Alegre a partir de 2022 foi sancionada nesta sexta-feira (10). A mudança deve ter impacto na cobrança de imposto de 288 mil imóveis da cidade. 

Confira perguntas e respostas sobre como fica a cobrança:

O que essa nova lei determina?

Proposta pelo governo do prefeito Sebastião Melo e aprovada por 33 votos a 1 na Câmara, esse Projeto de Lei Complementar do Executivo congela o IPTU entre 2022 e 2025. Na prática, ele mantém os valores de cobrança atualmente praticados em 2021. 

Leia mais
Há dois anos sem telhas, escola da Capital precisa cancelar aulas em dias de chuva
Carne acumula alta de 17,7% em Porto Alegre neste ano
Vereadores aprovam projeto que permite a desestatização da Carris

Para quem a nova medida traz mudanças?

Ela beneficiará os proprietários que tinham o valor venal do imóvel mais defasado, que são 32% dos contribuintes na Capital. O valor venal é uma avaliação de quanto vale determinada propriedade imobiliária feita pelo poder público.

A lei proposta pelo governo de Nelson Marchezan, aprovada em 2019 na Câmara Municipal, corrigia esses valores, que não eram atualizados desde 1991. A partir dessa mudança, ainda em 2020, ocorreu o aumento de até 30% do IPTU, na comparação com o valor devido no ano anterior. 

Quem ainda tinha diferença a pagar, arcaria com aumentos de até 20%, a cada ano. São essas pessoas que serão beneficiadas: esses acréscimos escalonados serão suspensos, pelo menos, até 2025. 

Segundo a prefeitura, 80% dos imóveis beneficiados são imóvel de baixo e médio valor (valor venal inferior a R$ 500 mil).

Quem já teve aumento no imposto, terá alguma redução?

A nova medida não revoga os aumentos que já ocorreram. 

Quem teve redução no imposto, terá aumento?

Os contribuintes que tiveram redução do imposto não serão impactados pela nova norma.

E quando deve ocorrer nova revisão do IPTU?

Ela ficará condicionada à atualização da Planta Genérica de Valores, que deve ocorrer 2025, na próxima Legislatura.

Muda algo para imóveis não residenciais afetados pela pandemia?

A alíquota do IPTU para os imóveis não residenciais, que foram afetados pela pandemia devido às medidas de isolamento social, ficará fixada em 0,8%. Com isso, evitam-se os aumentos de alíquotas previstos para 2023, quando subiria para 0,9%, e para 2026, quando iria para 1%.

Quanto o município deixará de arrecadar?

Apenas no primeiro ano, R$ 47 milhões. O governo argumenta que irá compensar com gestão sobre despesa e receita. A entrada de recursos extras prevista pelo RecuperaPOA (programa de recuperação fiscal que dá descontos de até 90% sobre multas e juros para os contribuintes regularizarem seus tributos) e cortes de despesas com aluguéis e outras questões administrativas como solução para equilibrar o orçamento.

Porto Alegre, RS 10/09/2021: O prefeito Sebastião Melo sancionou, nesta sexta-feira, 10, às 10h30, no Paço Municipal, projeto de lei que suspende os futuros aumentos do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), a partir de 2022. Foto: Alex Rocha/PMPA<!-- NICAID(14886426) -->
Cerimônia ocorreu na manhã desta sexta-feira (10) no Salão Nobre do Paço MunicipalFoto: Alex Rocha / PMPA



 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros