Melo promete resolver falta de repasses para Orquestra Villa-Lobos - Notícias

Versão mobile

 
 

Projeto social22/10/2021 | 22h39Atualizada em 22/10/2021 | 22h39

Melo promete resolver falta de repasses para Orquestra Villa-Lobos

Sebastião Melo se manifestou pelas redes sociais nesta sexta-feira, depois de reportagem mostrar que projeto interrompeu oficinas

Melo promete resolver falta de repasses para Orquestra Villa-Lobos André Ávila / Agencia RBS/Agencia RBS
Ensaios e apresentações do grupo permanecem acontecendo Foto: André Ávila / Agencia RBS / Agencia RBS

A interrupção das atividades da Orquestra Villa-Lobos pode se resolver em breve. Essa, ao menos, é a promessa do prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo. Por meio das redes sociais, o chefe do Executivo garantiu na manhã desta sexta-feira (22) que "o problema será resolvido". 

O projeto social que atende cerca de 300 crianças e adolescentes no bairro Lomba do Pinheiro, na Zona Leste, precisou interromper as oficinas de música no início deste mês. A razão foi a falta de verbas para custear os salários dos educadores da orquestra.

Leia mais
Conheça a história do vigilante que virou diretor de arte e abriu agência no Morro da Cruz 

A situação do grupo é acompanhada por GZH desde o início da pandemia, quando a prefeitura suspendeu os repasses que auxiliavam na continuidade das ações. Desde então, doações e ações de financiamento coletivo permitiram que os trabalhos prosseguissem. Agora, as verbas se tornaram insuficientes.

A assessoria de imprensa do prefeito informou que ele fez contato nesta sexta com a Procuradoria-Geral do Município (PGM). O objetivo é dar celeridade a um edital que está sendo finalizado e será lançado nos próximos dias para "regularizar o quanto antes as atividades na Orquestra Villa-Lobos". 

Em nota, a prefeitura ainda cita que "o problema começou na gestão passada em meio à pandemia, quando foram suspensos todos os repasses".

Ao longo de quase 30 anos, a orquestra já fez mais de 1,2 mil concertos, que foram assistidos por mais de 350 mil pessoas. Além disso, o programa recebeu menções importantes de instituições ligadas à música, à cultura e à educação, consolidando-se como uma das principais iniciativas da área no Brasil. 

O mais recente reconhecimento veio em novembro do ano passado quando, com Afrika, conquistou o Prêmio Açorianos de Música 2019-2020 na categoria Espetáculo do Ano.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros