Postos de saúde da Capital usam WhatsApp para facilitar a comunicação com usuários - Notícias

Versão mobile

 
 

Chama no Zap20/10/2021 | 05h00Atualizada em 20/10/2021 | 05h00

Postos de saúde da Capital usam WhatsApp para facilitar a comunicação com usuários

A Secretaria Municipal de Saúde disponibilizou celulares com o aplicativo para as 132 unidades 

Postos de saúde da Capital usam WhatsApp para facilitar a comunicação com usuários Lauro Alves / Agencia RBS/Agencia RBS
Na US Osmar Freitas, cerca de 20 pessoas são atendidas pelo aplicativo por dia Foto: Lauro Alves / Agencia RBS / Agencia RBS

Agendar uma consulta ou ter informações sobre a vacinação, exames e tempo de espera pelo atendimento especializado ficou mais fácil. Isso porque estes e outros serviços podem ser consultados por meio do WhatsApp dos postos de saúde desde o mês passado, quando a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Porto Alegre disponibilizou celulares com o aplicativo para as 132 unidades.  

LEIA MAIS
População em situação de rua participa de ações de promoção à saúde mental
Crianças escolhem armações de óculos fornecidos por iniciativa da Capital
Praças cuidadas pela comunidade: interesse pela adoção dos espaços cresce em Porto Alegre

Conforme a prefeitura, a comunicação pelo WhatsApp facilita a troca de informações com a população, o que era um dos principais motivos de reclamação no setor de ouvidoria. 

No bairro Santa Tereza, na US Osmar Freitas, local que a reportagem visitou, o telefone já não toca com tanta frequência. Conforme a gerente da unidade, a enfermeira Jéssica Hilário de Lima, 34 anos, cerca de 20 pessoas entram em contato por dia pelo aplicativo. 

– Instituímos o atendimento do WhatsApp durante o funcionamento do posto, das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira, mas as mensagens podem ser enviadas a qualquer momento. Criamos as respostas rápidas para identificar o que o usuário busca no serviço. Hoje, quem responde é a recepcionista da unidade ou outro profissional da área da saúde – explica Jéssica. 

Status

A recepcionista da US Taína Paola Araújo da Silva, 37 anos, conta que o aplicativo impactou no número de ligações convencionais, mas alguns usuários encaminham suas dúvidas via áudios: 

– O áudio dificulta um pouco, porque a resposta não se torna tão ágil. Mas respondemos a todos. 

A ideia do uso da ferramenta, conforme a SMS, é a distribuição de mensagens de campanhas e ações das unidades por listas de transmissão e também em grupos. Até o momento, na Osmar Freitas, as informações são divulgadas no status diariamente.  

PORTO ALEGRE, RS, BRASIL - 18.10.2021 - como funciona o atendimento da unidade de saúde Osmar Freitas pelo WhatsApp. Os 132 serviços receberam aparelhos celulares com o aplicativo e farão listas de transmissão com o contato dos pacientes, além de prestar informações. (Foto: Lauro Alves/Agencia RBS)<!-- NICAID(14918345) -->
Camila (E) e Fátima já tiveram respostas pelo appFoto: Lauro Alves / Agencia RBS

Facilidade

A dona de casa Fátima Loureiro, 57 anos, conseguiu respostas sobre a troca de curativos a domicílio. O serviço que Fátima procurava era para sua mãe, que passou por um procedimento cirúrgico.

– Me responderam que as enfermeiras fazem o atendimento em casa nas quartas e quintas, e aí tive que trazer minha mãe até aqui (posto de saúde). Estão colocando um curativo especializado. Foi rápida a resposta – contou Fátima, enquanto a mãe estava sendo atendida. 

No caso da auxiliar de limpeza Camila Vedoy Duarte, 34 anos, o contato foi para os filhos: 

– Eu já perguntei sobre o atendimento do dentista para minha guria e da receita do meu guri. A informação é mais rápida, aí não precisei vir aqui no dia. É melhor assim.  

Avisos em tempo hábil 

A gerente da US conta que as mensagens que mais chegam são dúvidas em relação ao atendimento médico, horários de funcionamento, medicamentos disponíveis e sobre transporte coletivo para consultas especializadas. Além de informações sobre marcações, os usuários recebem a orientação de como agendar pelo aplicativo 156+POA.  

– Por exemplo, o usuário que precisa consultar com oftalmologista no Banco de Olhos nos pergunta como faz para chegar lá. São perguntas das mais diversas e orientamos também. 

De acordo com Jéssica, um dos contatos feitos por iniciativa do posto é o alerta sobre exames e atendimentos especializados:

– O paciente vem na unidade e tem a marcação do exame. Mas muitos deles não acompanham a solicitação. Alguns estão com o número de telefone desatualizado, mas ao colocar no WhatsApp conseguimos avisar do exame em tempo hábil. 

Busca ativa

A gerente da US ainda esclarece que não são fornecidos laudos ou resultados de exames pelo aplicativo para preservar o usuário. Nestes casos, a orientação é de que o paciente se dirija até a unidade para retirar os exames e laudos. A plataforma também auxilia os agentes comunitários que fazem busca ativa em determinadas situações de saúde e que não conseguem contato nas residências, conforme Jéssica.  

– As mensagens por meio do aplicativo são um avanço, pois conseguimos nos aproximar dos usuários de saúde, melhorar os vínculos e acesso aos serviços. Temos muitos adolescentes e adultos jovens, trabalhadores, que acabam não vindo até a unidade de saúde, mas utilizam essas ferramentas para se comunicar.

Para receber mensagens do posto e acompanhar atualizações no status, o número da unidade de saúde precisa estar salvo no celular. Os contatos das unidades de saúdes podem ser acessados pelo site da prefeitura. Após, envie uma mensagem informando seu nome completo e endereço. 

Saiba mais
///  Contatos das Unidades de Saúde podem ser conferidos no site da prefeitura.
///  Horário de atendimento: das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira, mas as mensagens podem ser enviadas a qualquer momento
///  Como funciona: adicione o WhatsApp correspondente e envie uma mensagem informando nome completo e endereço.

Leia outras notícias do Diário Gaúcho   

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros