Família cria vaquinha para custear exames de criança em Cachoeira do Sul - Notícias

Versão mobile

 
 

Seu Problema é Nosso15/11/2021 | 08h00Atualizada em 15/11/2021 | 08h00

Família cria vaquinha para custear exames de criança em Cachoeira do Sul

Isabelly Ribeiro, 10 anos, precisa realizar ressonância magnética, tomografia, eletrocardiograma, exames de sangue e uma craniotomia para a realização de biópsia

Família cria vaquinha para custear exames de criança em Cachoeira do Sul Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
A mãe, Lisiane (E), o irmão, Arthur,seis anos, o pai João, e Isabelly Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

A pequena Isabelly Ribeiro, 10 anos, moradora de Cachoeira do Sul, enfrenta uma longa jornada para realizar seus exames. Em março deste ano, a família descobriu um tumor localizado no cerebelo, após um eletroencefalograma. Agora, os pais se mobilizam para arrecadar o valor necessário aos exames da menina. 

Segundo a mãe, a auxiliar de cozinha Lisiane Rodrigues, 43 anos, Isabelly é autista, tem paralisia cerebral secundária e trombose cerebral. Ela explica que, além de tomar três medicamentos ao dia para poder controlar os transtornos bipolares e as convulsões, sua filha também precisa de acompanhamento diário para a realização das tarefas.

– Ela adora escrever, desenhar e brincar, porém ela não pode fazer nada sozinha – conta.

LEIA MAIS:
Conheça o trabalho da ONG Coletivo Autônomo Morro da Cruz, premiada no Prêmio Líderes e Vencedores
Família enfrenta vazamento difícil de resolver na Restinga
Em Alvorada, canalização de esgoto forma buracos em terreno de residência

Exames

A mãe relata que a família tem muitos gastos com consultas médicas e remédios. O seu marido, o motorista João Eder Ayres, 43 anos, está afastado das atividades devido ao tratamento de um câncer. Lisiane precisou largar o emprego para cuidar da filha e do marido. A família depende, hoje, de uma pensão do INSS do pai e conta com a ajuda de amigos e familiares para os gastos de exames dos dois:

– Todo dinheiro que entra em casa vai para pagar as consultas médicas. 

Conforme Lisiane, Isabelly precisa realizar exames de ressonância magnética, tomografia, eletrocardiograma, exames de sangue e uma craniotomia para a realização da biópsia. Os procedimentos indicados pelos médicos serão necessários para identificar o tumor.

Devido à gravidade do problema, a mãe optou por realizar o tratamento da filha na rede particular na Capital. O medo agora da auxiliar de cozinha é o de que Isabelly perca os movimentos do corpo:

– Ela pode perder a fala também. É tão bonito ver ela caminhando, falando. Estou correndo contra o tempo para garantir o valor dos exames a ela. 


Vaquinha

Com a ajuda dos amigos e parentes, a família busca meios de arrecadar o valor necessário para os procedimentos. Serão necessários R$ 8 mil para pagar toda bateria de exames. Lisiane relatou que a paróquia do seu município doou cerca de R$ 1,8 mil para ajudar nos custos:

– O padre da igreja se comoveu com a história da minha filha e doou o ofertório para ela. Quanto à vaquinha, minhas amigas me ajudam na divulgação pelo Facebook e nos grupos de WhatsApp.

Saiba como ajudar:

/// Para doações em Pix, use a chave telefone 5191600779, no nome de Isabelly Ayres.
/// Para obter mais informações, entre em contato com a mãe da menina pelo telefone (51) 99160-0779.

Produção: Vitória Fagundes

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros