Praiana celebra reabertura da quadra de ensaios - Notícias

Versão mobile

 
 

Retomada19/11/2021 | 10h11Atualizada em 19/11/2021 | 10h24

Praiana celebra reabertura da quadra de ensaios

Depois de ter 90% dos instrumentos furtados, em março, agremiação volta a realizar eventos para adquirir equipamentos novos

Praiana celebra reabertura da quadra de ensaios Anselmo Cunha / Agencia RBS/Agencia RBS
Encontro de Pavilhões reunirá escolas porto-alegrenses Foto: Anselmo Cunha / Agencia RBS / Agencia RBS

Nove meses depois de 90% de seus instrumentos terem sido furtados, a Academia de Samba Praiana reabre hoje as portas da quadra, na Avenida Padre Cacique, 1559, para o público. Nesta sexta-feira, a partir das 20h30min,  a escola realiza o Encontro de Pavilhões, um dos eventos organizados para arrecadar dinheiro para a compra de novos instrumentos. Os antigos foram levados no primeiro episódio de uma série de furtos que ocorreram em 2021, exatamente no mês em que a agremiação fez 61 anos. 

De acordo com a atual presidente, Jacira Costa, 65 anos, essa foi uma das estratégias traçadas para recuperar o que foi perdido. Também foi realizada uma vaquinha para contribuição através de financiamento coletivo. A partir dessas ações, cerca de 60% dos instrumentos foram comprados novamente:

 —   Tivemos o apoio de alguns parceiros, e fiz um empréstimo pessoal. Ainda faltam outros itens, como os ventiladores, que ainda não foram recuperados.

LEIA MAIS:
Ladrões invadem escola de samba e furtam materiais avaliados em R$ 20 mil em Porto Alegre
Desfile das escolas de samba começa a ser planejado em Porto Alegre
Websérie reúne personagens que se dedicam há décadas ao Carnaval de Porto Alegre

Retomada

A cozinheira aposentada e vice-presidente da agremiação Silvana Cristina de Souza, 52 anos, foi uma das pessoas que acompanhou de perto todas as etapas de adequação da quadra da escola de samba. Segundo ela, a tarefa de "colocar a casa em ordem" foi desafiadora. Com o auxílio de outros membros, Silvana, Jacira e a diretora social Maria Pereira Ribeiro pintaram e realizaram reparos que foram necessários. 

 —   Conseguimos arrumar e repor a maior parte do que foi furtado. A instalação hídrica, por exemplo, era externa e, agora, é interna. Vamos recomeçar os eventos, chamar o público e, no futuro, colocaremos a escola na avenida bem bonita  —   conta a vice-presidente.

Porto Alegre, RS, Brasil - 17/11/2021 - Após furto de instrumentos, escola de samba programa reabertura. (Foto: Anselmo Cunha/Agência RBS)Indexador: Anselmo Cunha<!-- NICAID(14943557) -->
Equipe trabalhou unidaFoto: Anselmo Cunha / Agencia RBS

De acordo com a educadora social e primeira porta-bandeira da agremiação, Tairine Guterres Machado, 30 anos, este é o momento de reunir as escolas de samba porto-alegrenses e mostrar o quanto a comunidade carnavalesca é unida. Doze escolas já confirmaram presença.

 —   Esse momento será bem simbólico. É como se todas as escolas abraçassem a retomada dos ensaios da Praiana  —  afirma Tairine.

Quando lembra de tudo o que foi vivido, a diretora social Maria Pereira Ribeiro, 43 anos, não consegue esconder a emoção: 

 —  Dá até vontade de chorar porque estive (presente) nos momentos mais críticos. Quando vejo toda a preparação para o evento, o sentimento é de positividade. É bom ver que deu certo. 

LEIA MAIS:
Em cerimônia simultânea em seis cidades, Brigada Militar forma 865 novos soldados
Novo convênio com a prefeitura de Porto Alegre possibilitará a volta das aulas de música na Orquestra Villa-Lobos
Museu do Trem de São Leopoldo completa 45 anos de inauguração

Adversidades

Para o músico aposentado e diretor de bateria da Praiana, Estevão Renato Pereira, 67 anos, é difícil descrever os momentos de incerteza vividos pelos integrantes. Primeiramente, a pandemia impossibilitou que os ensaios ocorressem. Depois disso, a falta dos instrumentos fez com que a ansiedade aumentasse entre os membros da bateria:

 —  Não tínhamos instrumentos para ensaiar, o jeito foi pedir emprestado. Foi bem difícil. Mas estamos na luta. 

Insegurança

Após o primeiro furto, em março, a escola foi alvo de ladrões outras duas vezes. No segundo semestre deste ano, toda a fiação, recém adquirida, foi levada. Esse episódio obrigou a equipe a transferir uma festa que estava programada, para arrecadar recursos financeiros, para a quadra da escola de samba Império da Zona Norte. 

A tentativa de furto mais recente ocorreu na noite de 14 de novembro, quando criminosos tentaram entrar pela porta lateral da quadra. Agora, a escola busca arrecadar fundos para conseguir investir na instalação de alarmes, câmeras de segurança e na contratação de uma empresa de segurança privada. Tairine conta que o principal desafio é manter o local seguro.

 —   Queremos batalhar para conseguir manter "nossa casa" em perfeita ordem —   explica.

BM: ocorrências precisam ser registradas

De acordo com a assessoria de imprensa do 1º Batalhão da Brigada Militar, responsável pelo policiamento ostensivo na região, até o momento foi localizado apenas um registro de ocorrência na localidade, feito em março. A orientação da Brigada Militar é que toda tentativa ou ocorrência de furto seja comunicada. "O registro do fato precisa ser feito para que possamos ter conhecimento e, assim, tomar as devidas providências".

Participe
/// Ingressos individuais a R$10 e estacionamento R$5.
/// Informações e reservas com Tairine (51) 99334-9666 e Jacira (51) 99169-2783.

Produção: Kênia Fialho

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros