Restaurante popular será inaugurado nesta quinta-feira na zona norte da Capital - Notícias

Versão mobile

 
 

Prato Alegre 09/12/2021 | 05h00Atualizada em 09/12/2021 | 05h00

Restaurante popular será inaugurado nesta quinta-feira na zona norte da Capital

Estabelecimento fica no bairro Rubem Berta e terá a capacidade de servir cem almoços por dia, de segunda a sexta-feira.

Restaurante popular será inaugurado nesta quinta-feira na zona norte da Capital Ronaldo Bernardi / Agencia RBS/Agencia RBS
Prédio fica na Rua Caetano Fulginiti, 95, no Parque dos Maias Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS / Agencia RBS

Demorou, mas o bandejão da Zona Norte, enfim, vai virar realidade. Nesta quinta-feira (9), a prefeitura da Capital inaugura o espaço que vai oferecer cem almoços por dia, de segunda a sexta-feira. Localizado na Rua Caetano Fulginiti, na região da comunidade do Parque dos Maias, no bairro Rubem Berta, o local vai ser administrado por uma Organização da Sociedade Civil (Oscip), assim como os outros quatro restaurantes populares já em funcionamento na cidade, nos bairros Centro, Cruzeiro, Lomba do Pinheiro e Restinga. Os estabelecimentos fazem parte do projeto que reformulou o antigo Restaurante Popular, que funcionava com uma unidade apenas, no bairro Floresta, rebatizando-o como Prato Alegre.

A entidade selecionada por meio de chamamento público para servir os almoços na Zona Norte é a Associação Beith Shalom, que já toca os restaurantes de Centro, Cruzeiro e Lomba do Pinheiro. Presidente da entidade, Niles Kael Junior comenta que o sentimento é de alegria em assumir mais uma cozinha que atenderá famílias em extrema vulnerabilidade social.

Leia mais
Restaurante popular terá refeições aos finais de semana
Em um ano, bandejões da Capital serviram 187 mil marmitas

– É mais uma comunidade onde conseguimos nos inserir na cidade, o que é muito positivo. Temos a proposta de ir além de servir os almoços, mas também trabalhar projetos sociais com as famílias. Este é mais um espaço que nos permite isso – projeta Niles.

Quando a prefeitura reestruturou o programa, fechando o antigo Restaurante Popular, que servia almoços por R$ 1, a ideia era mudar o atendimento. Além da comida, oferecer auxílio de assistentes sociais, oficinas e incentivos para melhorar a rotina de quem vive nas ruas ou depende daquela alimentação. 

A pandemia acabou descaracterizando esse lado do trabalho, que vem sendo retomado conforme o arrefecimento dos casos de coronavírus prossegue.

– Ao lado do espaço onde vamos abrir esse novo Prato Alegre tem uma grande praça, já vislumbramos como um local onde também poderemos fazer ações que nos integrem ainda mais à comunidade. Temos palestras com profissionais de saúde, brechós, projetos focados nas crianças, até um coral estamos formando. A pandemia ainda afeta um pouco, mas temos conseguido retomar – diz Niles.

Com o quinto Prato Alegre aberto na cidade, a prefeitura passa a servir gratuitamente 800 almoços de segunda a sexta-feira e 400 aos finais de semana. 

O restaurante do Centro é o único que atende também aos sábados e domingos, com 200 refeições em cada dia. Os demais servem somente durante a semana, com cem almoços ao dia. Podem ser atendidas pessoas em situação de rua ou em alta vulnerabilidade social, que precisam estar cadastrados na rede de assistência social do município.

Projeto inicial, enfim, concluído

Em maio de 2019, depois de fechar o Restaurante Popular, a prefeitura atendeu pessoas em situação de vulnerabilidade social no Ginásio Tesourinha, até apresentar o projeto Prato Alegre. 

A ideia era abrir seis espaços na cidade, dois no Centro, e outros quatro nas zonas Sul, Norte e Leste. No Centro, logo a ideia foi unificada em um espaço só servido 200 almoços, ao invés de dois servindo cem cada. Depois, veio um espaço na Vila Cruzeiro. 

PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 16/03/2021 - Restaurantes populares completam um ano servindo marmitas na capital. Nas imagens Serviço de Restaurante popular na Garibaldi, 461, na Capital. Foto: Jefferson Botega  / Agencia RBSIndexador: Jefferson Botega<!-- NICAID(14736197) -->
No total, são oferecidas gratuitamente 800 refeições diárias nos restaurantes populares da Capital, de segunda a sextaFoto: Jefferson Botega / Agencia RBS

Em 2020, já na pandemia, veio a abertura dos outros dois espaços, nos bairros Cruzeiro e Restinga. Com as normas de distanciamento em vigor, os locais serviam as refeições em marmitas, entregues aos frequentadores para serem consumidas fora dos espaços. 

Agora, os bufês têm sido retomados, como será o caso da bandejão que abre hoje na Zona Norte. Este último, foi o espaço que mais demorou a ter interessados. Foram quatro chamamentos públicos desde 2020, até uma entidade interessada ser selecionada e credenciada para operar. Agora, com a abertura do Prato Alegre na Zona Norte, a prefeitura conclui a ideia iniciada ainda em 2019.

Onde ficam os bandejões

Centro

- Rua Garibaldi, 461, Floresta

- Atende nos sete dias da semana, das 11h às 13h

Zona Sul

- Estrada Chácara do Banco, 71, Restinga

- Rua Dona Otília, 210, Cruzeiro

-  Atendem de segunda a sexta-feira, das 11h às 13h

Zona Leste

- Rua Cacimbas, 159, Lomba do Pinheiro

- Atende de segunda a sexta-feira, das 11h às 13h

Zona Norte

- Rua Caetano Fulginiti, 95, Rubem Berta

- Atende de segunda a sexta-feira, das 11h às 13h

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros