Porto Alegre e outros 11 municípios da Região Metropolitana iniciam vacinação de crianças contra a covid-19 nesta quarta-feira - Notícias

Versão mobile

 
 

IMUNIZAÇÃO INFANTIL18/01/2022 | 21h59Atualizada em 18/01/2022 | 21h59

Porto Alegre e outros 11 municípios da Região Metropolitana iniciam vacinação de crianças contra a covid-19 nesta quarta-feira

As doses pediátricas foram entregues pelo Estado na segunda-feira passada

Porto Alegre e outros 11 municípios da Região Metropolitana iniciam vacinação de crianças contra a covid-19 nesta quarta-feira José Cruz / Agência Brasil/Divulgação/Agência Brasil/Divulgação
Foto: José Cruz / Agência Brasil/Divulgação / Agência Brasil/Divulgação
GZH
GZH

Praticamente todos os municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre irão começar a vacinação contra a covid-19 nas crianças nesta quarta-feira (19). O imunizante que será usado no público infantil é o da Pfizer, com um terço da dose dos adultos. A vacinação terá início após o Rio Grande do Sul receber cerca de 59 mil doses do imunizante na última sexta-feira (14).

LEIA MAIS
Saiba como vai funcionar a vacinação de crianças de cinco a 11 anos, que começa nesta quarta no RS
Dados sobre vacinação contra a covid-19 voltam a ser incluídos no site da Secretaria de Saúde do RS
Unidade móvel realiza testagem de covid-19 em Porto Alegre

Na Capital, poderão receber a primeira dose da vacina contra a covid-19 crianças de dez e 11 anos com comorbidades e com deficiência permanente. Também serão vacinados indígenas e quilombolas de cinco a 11 anos. Para que a criança receba a primeira dose da vacina, os pais ou responsáveis devem estar presentes e fazer a comprovação da condição de saúde, além de apresentar documento de identidade do responsável e da criança. Em caso de ausência de pais ou responsáveis, a vacinação deverá ser autorizada por um termo de consentimento por escrito.

Esteio, que foi o primeiro município do Estado a vacinar o público infantil, está vacinando crianças na faixa etária de cinco a 11 anos que sejam imunossuprimidas ou possuam alguma comorbidade. É necessário agendar um horário no site esteio.rs.gov.br/vacina nas unidades Centro, Novo Esteio, Claret, Cruzeiro, Primavera ou Tamandaré. A prefeitura orienta que a caderneta de vacinação das crianças deve ser levada junto com documento de identificação com foto.

Em Canoas, a vacinação vai começar pelas crianças com idades entre cinco e 11 anos com deficiência permanente e comorbidades comprovadas ou que integram a população quilombola e indígena da cidade. As doses estarão disponíveis nas unidades de saúde Santa Isabel, Estância Velha, Boa Saúde, Niterói e Harmonia, das 8h até às 14h. Para receber a vacina, é obrigatório estar acompanhado do responsável e apresentar comprovante da comorbidade, identidade ou certidão de nascimento da criança, cartão SUS e comprovante de residência.

Já em Sapucaia do Sul, a imunização das crianças também vai ocorrer mediante agendamento através do site minhaagendavirtual.com.br/sapucaiadosul, iniciando pela faixa etária de cinco a 11 anos com comorbidades ou deficiência permanente. A criança deverá estar acompanhada pelo responsável, que deverá levar comprovante referente a comorbidade apresentada, além de documento de identificação.  

Alvorada vai vacinar apenas crianças com 11 anos que tenham alguma comorbidade. O serviço vai estar disponível em todas as unidades de saúde do município e no Centro de Vacinação. O horário de atendimento será das 13h às 16h30min. Para receber a vacina é necessário levar um documento que comprove a comorbidade da criança.

Em Sapiranga serão vacinadas as crianças com idades entre cinco e 11 anos que tenham alguma comorbidade ou deficiência permanente. O atendimento será no posto do Centro e nas unidades de saúde São Paulo, João Goulart e Morada São Luiz, das 7h30 às 12h. É necessário ter documento de identificação e carteira de vacinação da criança, além da presença de pais ou responsáveis que também devem estar munidos de documento de identificação.

O município de Guaíba vai vacinar crianças de cinco a 11 anos com comorbidades ou alguma deficiência permanente apenas na unidade de saúde do Centro. O horário de atendimento será das 8h às 12h e das 13h até às 15h. É necessário apresentar documento que comprove a condição da criança.

Novo Hamburgo vai vacinar crianças de cinco a 11 anos com comorbidades e deficiência permanentes em todas as unidades de saúde do município. Para se vacinar é preciso fazer um agendamento por telefone ou de forma presencial nos horários de funcionamento de cada unidade de saúde. A imunização será realizada todas às quartas-feiras, conforme a disponibilidade de doses da vacina.  Os pais ou responsáveis devem estar presentes para a imunização e apresentar os seus documentos de identificação e também levar documento de identificação, carteirinha de vacinação, cartão SUS e laudo comprovando a comorbidade da criança.

A prefeitura de Gravataí vai começar a imunizar crianças entre cinco e 11 anos com comorbidades ou com deficiência permanente, mediante a apresentação de laudo médico para a comprovação da condição de saúde. A aplicação das doses ocorrerá em nove unidades de saúde com horários de atendimento específicos em cada uma.  Para receber a vacina, a criança deve estar acompanhada de um responsável legal, apresentar um documento de identificação, Carteira de Vacinação e comprovante de residência.

Das 8h30min às 11h30min e das 13h às 15h30min:
/// USF Neópolis
/// USF Costa Do Ipiranga
/// USF Águas Claras
/// USF Parque Dos Anjos

Das 7h30min às 18h30min:
/// USF Barro Vermelho

 Das 7h30min às 18h30min:
/// UBS Centro
/// UBS São Judas Tadeu
/// UBS Morada do Vale I

Das 7h30min às 16h30min:
/// UBS Cohab A

Viamão inicia a imunização das crianças com comorbidades, com idades entre cinco e 11 anos, e crianças com 11 anos sem comorbidades. Também poderá vacinar o público infantil indígena, quilombola e abrigado. A este público, em específico, as equipes da Secretaria Municipal da Saúde irão até o local fazer a aplicação das doses. Para as demais crianças, os pontos de vacinação são as escolas Alberto Pasqualine, Apolinário Alves dos Santos, Castelo Branco, Farroupilha, Frei Pacífico, Sargento Raymundo Soares e na Apae. O horário de atendimento será das 9h até às 16h. É preciso levar certidão de nascimento ou carteira de identidade, CPF, carteira de vacinação e comprovante de residência.

Em Cachoeirinha podem se vacinar crianças com comorbidades ou deficiência permanente de cinco a 11 anos. O atendimento será nas unidades Jardim Betânia, Carlos Wilkens, José Ari e Canarinho, das 13h até às 16h. É necessário apresentar a cópia e o original da carteira de identidade ou certidão de nascimento, cartão SUS e comprovante de residência.

São Leopoldo irá vacinar crianças com comorbidades e deficiência permanente na faixa etária de cinco a 11 anos. A imunização ocorrerá apenas na Escola Municipal Gusmão Britto, das 10h às 16h. Para organizar a demanda e vacinar em casa as crianças acamadas a partir da próxima semana, a Secretaria Municipal de Saúde disponibilizou um link para cadastro. Para receber a vacina é necessário comprovar a comorbidade apresentada.

Crianças que tiveram covid-19 devem esperar quatro semanas, contando a partir do primeiro dia de sintomas ou da coleta de amostra para o teste positivo para receber a vacina. Não é necessário cumprir intervalos em relação a outros imunizantes recebidos recentemente. 

Leia outras notícias do Diário Gaúcho 



 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros