"Quando abri os olhos, estava com dois dentes na minha mão", conta menina de 9 anos ferida em queda de montanha-russa - Notícias

Versão mobile

 
 

Parque interditado09/02/2022 | 20h38Atualizada em 09/02/2022 | 20h55

"Quando abri os olhos, estava com dois dentes na minha mão", conta menina de 9 anos ferida em queda de montanha-russa

Após três dias na praia, família de São Leopoldo, no Vale do Sinos, decidiu passar pelo parque antes de voltar para casa

Três das quatro pessoas feridas na queda de um carrinho da montanha-russa do Top Park, em Imbé, no Litoral Norte, já receberam alta. Apenas a consultora de sistemas Eliandra de Vargas Machado, 25 anos, segue com necessidade de internação. Com lesões na coluna e em uma costela, a jovem foi transferida para o Hospital Divina Providência, em Porto Alegre, na tarde desta quarta-feira (9). 

Todos os feridos são da mesma família, moradora de São Leopoldo, no Vale do Sinos. No início da tarde, eles seguiam em frente ao hospital, aguardando a transferência da jovem para a Capital. Eliandra deverá passar por um procedimento cirúrgico, ainda a ser avaliado. 

Leia mais
Encontrado corpo de homem que desapareceu no mar em Atlântida Sul
Aventura em família: trilhas no Litoral Norte proporcionam contato com a natureza
Guarda-vidas inicia travessia de 400km pela costa gaúcha, de Torres a Rio Grande

Casado há sete anos com a consultora, Samuel Machado, 33, não estava na montanha-russa, apenas subiram a esposa, duas irmãs e um cunhado. Ele conta que a família voltava para São Leopoldo depois de passar três dias em Albatroz, quando decidiu brincar no parque antes de pegar a estrada.

Samuel relata que Eliandra sentou na poltrona da frente, ao lado da cunhada Mariana Vicente Machado, de nove anos. Atrás, foi o cunhado Júlio Cezar Correa de Campos, 32, e a esposa Ana Vicente Machado de Campos, 25. Segundo o analista de TI, no final da primeira volta, na descida, o carrinho descarrilou, caindo de uma altura de cerca de 4 metros.

– Quando olhei para o carrinho, só vi eles caindo lá de cima. O meu cunhado e a minha esposa caíram do carrinho. O Júlio desmaiou, a Eliandra bateu as costas na barra de ferro, teve um deslocamento na vertebra e quebrou uma costela.

Irmã mais nova de Samuel, Mariana foi liberada do hospital na manhã desta quarta-feira. A menina quebrou dois dentes laterais e bateu a cabeça.

– Eu estava ao lado da Eliandra, na parte da frente, à esquerda. Tinha um looping, ele era mais curtinho. Foi subindo primeiro, daí, o carrinho voltou e ficamos com medo. No outro, mais altão, chegou lá na ponta e ele começou a voltar para trás. Começou a tremer tudo, e eu fechei meus olhos. Ficou tudo girando. Quando eu abri os olhos, eu estava dentro do carrinho, com a minha irmã (Ana), e com dois dentes na minha mão. O Júlio e a Eliandra estavam no chão. Eu estou bem, mas estou com dor na cabeça e nos braços – contou a menina.

As vítimas do acidente ocorrido num parque de diversões em Imbé, no Litoral Norte,  Mariana Vicente Machado e Samuel Machado, marido da Eliandra Machado, hospitalizada no acidente. FOTO: Lauro Alves / Agência RBS<!-- NICAID(15010964) -->
Mariana, de nove anos, e o irmão Samuel estão entre os quatro feridos na queda de carrinho de montanha-russaFoto: Lauro Alves / Agencia RBS

Samuel conta que representantes do parque procuraram a família ainda durante à noite e ofereceram auxílio. Por enquanto, segundo ele, todos estão dedicados à reabilitação de Eliandra. Parentes chegaram ao hospital no início da tarde desta quarta para prestar apoio.

Depois do acidente, que ocorreu por volta das 23h de terça-feira (8), a Guarda Municipal isolou a área até a chegada de técnicos do Instituto-Geral de Perícias (IGP), que fizeram a avaliação durante toda esta manhã. Após o fim da perícia, o local foi interditado pelos Bombeiros do município.

A Polícia Civil investiga as causas e deverá ouvir funcionários e responsáveis nos próximos dias. Segundo o delegado Antônio Carlos Ractz Jr., o parque permanecerá fechado até que toda a documentação seja apresentada.

Os proprietários do parque também pedirão novo laudo técnico ao engenheiro da própria empresa.

O TOP Park, que é de Santa Catarina, está instalado em Imbé desde 23 de dezembro. Segundo o advogado do empreendimento, Vinicius Nascimento, o parque tem documentação liberada pela prefeitura e pelos Bombeiros para ficar na cidade até 12 de março. Existente há 12 anos, o Top Park tem 16 brinquedos e dez funcionários. 

Em nota, a prefeitura de Imbé se manifestou, afirmando que o parque está com a documentação regularizada e tem alvará para funcionamento. "Tal autorização se deu após apresentação de proposta que cumpriu todas as exigências preestabelecidas pelo município no chamamento público realizado entre os meses de novembro e dezembro de 2021", diz o texto da administração municipal.

Confira, na íntegra, a nota da prefeitura de Imbé

"A Prefeitura de Imbé acompanha com atenção os desdobramentos do caso envolvendo a queda de um carrinho de montanha-russa no parque de diversões localizado na Avenida Nilza Costa Godoy (antiga Avenida Rio Grande), n° 201, no Centro, ocorrido por volta das 23h da última terça-feira, dia 08 de fevereiro de 2022.

A instalação do referido parque foi autorizada após assinatura de um termo administrativo que permitiu à empresa utilizar uma área pública – historicamente ocupada para a mesma finalidade na temporada de verão – para desenvolvimento das suas atividades recreativas. Tal autorização se deu após apresentação de proposta que cumpriu todas as exigências preestabelecidas pelo município no chamamento público realizado entre os meses de novembro e dezembro de 2021. 

Entre as condições para habilitação estavam a apresentação de Anotações de Responsabilidade Técnica (ARTs) da parte elétrica e da parte mecânica dos brinquedos, além de contrato atualizado de manutenção das estruturas, assinados por engenheiro mecânico e engenheiro elétrico contratados pela empresa.

O parque também possui Alvará de Prevenção e Proteção contra Incêndio expedido pela Seção de Prevenção de Incêndio do 9° Comando Regional do Corpo de Bombeiros em 24 de dezembro de 2021.

O governo municipal salienta, ainda, que está prestando todo o apoio necessário à apuração dos fatos e que já disponibilizou às autoridades competentes a íntegra do processo que originou a permissão do uso de área pública, reforçando seu compromisso com a transparência e, principalmente, com a absoluta apuração dos fatos, ao mesmo tempo em que acompanha o estado clínico das quatro vítimas, torcendo pela pronta recuperação das mesmas.

Governo Municipal de Imbé
09 de fevereiro de 2022" 

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros