Jovem venezuelana é a primeira a contratar microcrédito da prefeitura de Porto Alegre - Notícias

Versão mobile

 
 

Apoio aos pequenos negócios09/03/2022 | 16h50Atualizada em 09/03/2022 | 16h50

Jovem venezuelana é a primeira a contratar microcrédito da prefeitura de Porto Alegre

Programa Mais Crédito Juro Zero realiza empréstimos de até R$ 6 mil para empreendedores formais e informais 

Jovem venezuelana é a primeira a contratar microcrédito da prefeitura de Porto Alegre Giulian Serafim / PMPA/PMPA
Moreidy Valera, 25 anos, vai investir em seu projeto de artesanato Foto: Giulian Serafim / PMPA / PMPA

O primeiro contrato de empréstimo do Mais Crédito Juro Zero, da prefeitura de Porto Alegre, foi assinado na manhã desta quarta-feira (9). A microempreendedora Moreidy Valera, 25 anos, deu o importante passo para investir no próprio negócio. A instituição Imembuí Microfinanças foi a operadora de crédito escolhida para realizar o financiamento.

No Brasil desde 2018, a venezuelana faz artesanatos para vender e sustentar sozinha seus três filhos. Moradora do bairro Mario Quintana, Moreidy ficou sabendo do programa de microcrédito pelas redes sociais. 

– Eu vi que me encaixava nos requisitos e entrei em contato com a operadora por telefone. Em uma semana, consegui a documentação necessária e fui muito bem atendida – relatou. 

Leia mais
Prefeitura de Porto Alegre inicia instalação de caixas d'água no Morro da Cruz
DMLU começa a instalar 500 novas lixeiras nas ruas de Porto Alegre
Prefeitura de Porto Alegre adia desfile de Carnaval das escolas de samba para maio

Com empréstimo de R$ 1,1 mil, dividido em 12 parcelas – as duas últimas pagas pela prefeitura, caso o pagamento seja feito em dia –, ela irá qualificar suas peças, além de investir em cursos para aprimorar as técnicas de laços, biscuit e maquiagem. 

– Empreender mudou a minha vida. Sou outra pessoa, muito realizada, e tenho certeza de que irei multiplicar esse dinheiro. Sou muito grata pela oportunidade – afirmou.

De acordo com o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Smedt), Rodrigo Lorenzoni, o perfil deste primeiro contrato mostra a importância do projeto. 

– O primeiro acordo firmado é com uma mulher que sustenta a sua família e o faz através do empreendedorismo. Com o programa conseguimos dar o suporte para ela para que consiga qualificar o seu negócio e também se capacitar – afirma Lorenzoni. 

Como funciona?

- O programa Mais Crédito Juro Zero funciona em três etapas. Na primeira, é possível retirar até R$ 4 mil, caso o interessado preencha os requisitos: ser microempreendedor formal ou informal, estar inscrito no Cadastro Único de Políticas Públicas do Governo Federal (CadÚnico) e não possuir débitos de tributos municipais. A avaliação do crédito será feita pelas operadoras de crédito cadastradas. 

- Já na fase dois, é possível que o mesmo empreendedor retire mais R$ 5 mil para injetar no seu negócio, desde que tenha quitado as parcelas anteriores e esteja inscrito ou tenha finalizado no mínimo um curso de capacitação empresarial oferecido pela prefeitura em parceria com instituições de educação, como Sebrae. 

- Na terceira e última etapa, para retirar até R$ 6 mil, além de ter quitado o empréstimo anterior, a pessoa deve estar formalizada, com inscrição regular no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ).

- Para solicitar o microcrédito, os microempreendedores devem entrar em contato com as operadoras de crédito habilitadas, fornecer documentação necessária e aguardar análise. As operadoras habilitadas são: Banco do Empreendedor, Cresol, Imembuí Portosol, Sicoob e Sicredi. 

- Confira aqui mais informações.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros