Bambas da Orgia terá ação para doação de sangue - Notícias

Versão mobile

 
 

Seu Problema é Nosso28/04/2022 | 13h28Atualizada em 28/04/2022 | 13h30

Bambas da Orgia terá ação para doação de sangue

Objetivo é estimular jovens a contribuir com o estoque do Hemocentro

Bambas da Orgia terá ação para doação de sangue Marco Favero / Agencia RBS/Agencia RBS
Ação terá início na quadra da escola. Foto: Marco Favero / Agencia RBS / Agencia RBS

A velha guarda da bateria da escola de samba Bambas da Orgia encontrou uma forma solidária de celebrar o carnaval fora de época: estimulando a doação de sangue. A ação, inédita, ocorrerá em parceria com o Hemocentro de Porto Alegre amanhã, a partir das 14h. Da quadra da Bambas (Rua Voluntários da Pátria, 1.387, bairro Navegantes) sairá o transporte de ida e volta para quem quiser ir até o Hemocentro contribuir.

Ao final da ação, os doadores poderão aproveitar um pequeno show da velha guarda da bateria, que será realizado na sede do Hemocentro (Avenida Bento Gonçalves, 3.722, bairro Partenon). Segundo o ex-mestre de bateria da Bambas e idealizador da velha guarda, Nilton Pereira, a ideia de estimular a doação de sangue é antiga. Porém, vinha sendo adiada devido às dificuldades logísticas e da pandemia.

 LEIA MAIS
Moradores reclamam de estrada em Itapuã
Projeto de balé precisa de ajuda para enfrentar o inverno
Comunidade espera conclusão de obra em escola na Restinga

– Diferentemente das ações para a vacinação, que muitas escolas fizeram, a de doação de sangue não pode ser feita inteiramente na quadra. É preciso levar as pessoas para o Hemocentro. É o que vamos tentar e esperamos que dê certo – avalia.

Multiplicar

Nilton diz que o objetivo da ação é estimular tanto a comunidade mais jovem da Bambas da Orgia quanto outros públicos a doarem sangue.

– O Hemocentro precisa muito de quem possa multiplicar essa ideia. E é isso que queremos.  Nosso intuito é começar agora e, no futuro, transformar isso em uma ação anual – explica.

A técnica em enfermagem Fabiane Saucedo, 47 anos, toca tamborim na velha guarda da bateria e conta que está ajudando a organizar o evento porque sabe da necessidade constante de doações para os bancos de sangue do Estado.

Ela aponta que, entre os companheiros, muitos, já com idade avançada, não podem doar porque possuem condições de saúde que os impedem. Resta, portanto, estimular os mais novos.

– Nós temos filhos, netos e outros familiares, amigos que fazem parte da escola e podem doar. Muitas vezes, falta apenas informação – diz.

Para doar, é necessário:

  • Estar em boas condições de saúde
    Apresentar documento oficial de identidade com foto
    Ter idade entre 16 e 69 anos (menores de 18 anos deverão estar acompanhados por um responsável legal)
    Pesar no mínimo 50 quilos
    Estar bem alimentado
    Ter dormido pelo menos 6 horas antes da doação
    Não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação
    Não fumar pelo menos duas horas antes da doação
    *Outros critérios podem ser adotados na entrevista de triagem.

Não pode doar:

  • Nos primeiros sete dias após tratamento dentário cirúrgico
    Seis meses depois de exames e procedimentos com endoscópio
    Noventa dias após o parto normal e 180 dias depois da cesariana
    Nos seis meses posteriores a uma tatuagem, piercing ou maquiagem definitiva

Fonte: Hemocentro do Rio Grande do Sul.

Produção: Guilherme Jacques


 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros