Sob atuação de ciclone extratropical, RS poderá ter vento acima dos 100 km/h e chuva intensa nos próximos dias - Notícias

Versão mobile

 
 

Previsão do tempo16/05/2022 | 21h30Atualizada em 16/05/2022 | 21h30

Sob atuação de ciclone extratropical, RS poderá ter vento acima dos 100 km/h e chuva intensa nos próximos dias

Rajadas já ganham força no Litoral; no Sul, carro foi levado pelo mar no domingo (15)

Sob atuação de ciclone extratropical, RS poderá ter vento acima dos 100 km/h e chuva intensa nos próximos dias Jefferson Botega / Agencia RBS/Agencia RBS
Intensidade do vento vai aumentar nas próximas horas Foto: Jefferson Botega / Agencia RBS / Agencia RBS

O litoral do Rio Grande do Sul deve registrar ondas com mais de quatro metros de altura e vento intenso, com chance de rajadas de mais de 115 km/h, nos próximos dias. De acordo com a Climatempo, a agitação do mar e a ventania são motivadas por um ciclone extratropical que atua próximo à costa gaúcha desde domingo (15).

Nesta segunda-feira (16), o ciclone extratropical se afastou em direção ao alto-mar, o que provocou agitação nas águas de todo o litoral gaúcho. Em Santa Vitória do Palmar, na Região Sul, um Pajero TR4 foi arrastado para dentro da água na praia do Hermenegildo. 

Pajero TR4 não havia sido retirado do mar na manhã de segunda-feira (16)Foto: Arafat Husein Ibrahim Mustafa/ Arquivo Pessoal<!-- NICAID(15097128) -->
Veículo foi deixado estacionado próximo ao mar na praia do Hermenegildo na noite de domingo (15)Foto: Arafat Husein Ibrahim Mustafa / Arquivo Pessoal

Segundo apurado pela reportagem, o carro foi deixado próximo ao centro da praia por volta das 20h de domingo (15) e, horas depois, devido à ressaca, o veículo foi levado para dentro do mar. Não havia ninguém no interior do carro, que ainda não tinha sido retirado das águas na manhã desta segunda-feira (16). 

De acordo com a Climatempo, a praia do Hermenegildo deve ser um dos locais mais atingidos pela ação do ciclone.

Leia mais
Escolas da Capital e Região Metropolitana suspendem aulas em função de casos de covid
Projeto oferece atividades em turno inverso ao da escola em Eldorado do Sul
Cesta básica de Porto Alegre sobe 6,34% em abril e chega a R$ 780

— O ciclone se afastou para alto-mar, mas volta para mais perto da costa e, por isso, teremos intensificação das ondas, mas principalmente do vento para amanhã (terça-feira) no Rio Grande do Sul — explica a meteorologista Carine Gama.

Com o afastamento, entretanto, ele se unirá a outro ciclone extratropical, com origem na costa do sul da Argentina, o que intensificará os ventos em todo o Estado. A partir dessa junção, o fenômeno poderá ser reclassificado e considerado um ciclone subtropical, que pode ter características de ciclone tropical e extratropical.

Segundo a Climatempo, a principal diferença entre os dois fenômenos é que o ciclone extratropical possui regiões de frente fria e frente quente, o que causa padrões de tempo distintos nessas duas regiões. Os ciclones subtropical e tropical não têm frente fria associada.

Sema faz alerta

Nesta segunda-feira (16), a Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) emitiu um alerta sobre a situação do tempo para os próximos dias no Estado, com destaque para a força do vento. 

Pela previsão, nesta terça-feira (17), o ciclone deve se deslocar do alto-mar em direção ao continente: primeiro, pelo Sul e, durante o dia, nas demais localidades. Espera-se rajadas de vento entre 60 a 80 km/h na metade Oeste; na metade Leste, entre 90 a 100 km/h, mas podem chegar até os 110 km/h em locais próximos ao Litoral. 

Na quarta-feira (18), o ciclone tende a se deslocar para Nordeste, pela faixa litorânea, com ventos entre 80 e 100 km/h, de acordo com o alerta da Sema.

 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros