Com participação de Berenice Azambuja, Analise Severo lança projeto "Bem Gaúcha" - Entretenimento

Vers?o mobile

 
 

Piquetchê do DG15/07/2019 | 07h00Atualizada em 15/07/2019 | 07h00

Com participação de Berenice Azambuja, Analise Severo lança projeto "Bem Gaúcha"

Artista pesquisou o que as mulheres gostariam de ouvir para criar o trabalho, que será lançado aos poucos

Com participação de Berenice Azambuja, Analise Severo lança projeto "Bem Gaúcha" Cleusa Jung/Divulgação
Objetivo é levar seu trabalho para além dos festivais nativistas Foto: Cleusa Jung / Divulgação

Com mais de 25 anos de carreira, nome respeitado – e vitorioso – em diversos festivais nativistas pelo Estado afora, Analise Severo, 44 anos, quer se aproximar mais do “coração do povão”, como ela mesma define. Para isso, nada mais adequado do que gravar uma música com um ícone da música gaúcha como Berenice Azambuja, certo? Pois foi o que Analise fez: chamou a intérprete do clássico É Disso que o Velho Gosta para cantar com ela a música Bem Gaúcha, que faz parte do projeto de mesmo nome. 

A canção foi lançada no domingo (14), no Galpão Crioulo, programa da RBS TV que Analise está apresentando, ao lado de Neto Fagundes, durante a licença-maternidade da titular, Shana Müller.

Leia outras notícias do Diário Gaúcho

Segundo Analise, Bem Gaúcha foi lançado com a intenção de popularizar o seu trabalho, para que ele fique conhecido além do público dos festivais.

– Tenho muitos anos de participações em festivais mas, em paralelo, já gravei xotes, vaneras. Já vinha com essa vontade de popularizar o meu trabalho há mais tempo. A gente sabe que o público dos festivais é mais restrito, então, a ideia é chegar no coração do povão. E, para chegar lá, tinha que gravar com a rainha, a Berenice, né? – explica Analise, que, durante a entrevista, era só empolgação pela parceria:

– Além de ela ser uma referência para mim, um ídolo de infância, a participação da Berenice é fundamental na ideia de levar meu trabalho a mais pessoas. 

berenice azambuja, analise severo.
Ao lado de Berenice Azambuja, ícone da música gaúchaFoto: Reprodução / Facebook

Valorização

A canção já está disponível nas plataformas digitais e é a primeira do projeto, que terá outras faixas, que devem ser lançadas nos próximos meses. Conforme a cantora, a iniciativa surgiu em um momento importante de sua carreira, quando ela teve a ideia de fazer uma campanha, nas redes sociais, para saber o que as mulheres gostariam de ver na música regional – já que seu público é majoritariamente feminino.

Leia também
Costureira investe em moda tradicionalista para bonecas
"É a realização de um sonho", diz 1ª Prenda do Estado sobre a conquista da faixa
Após fazer parte de gestão de peões, mulher transexual recebe homenagem como prenda

– Esse projeto busca valorizar a mulher na sociedade e a sua importância na formação da nossa identidade regional. Nessa pesquisa, as mulheres responderam que gostariam de ver temas importantes nas nossas músicas, como respeito, família, campeirismo – revela a cantora, que completa:

– Temos, sim, que ocupar nosso lugar na sociedade. Gostaria, é claro, que os homens ouvissem, e também que compartilhassem nossa ideia com suas mães, suas filhas. O Bem Gaúcha quer agregar, não separar.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros