PM é morto em tiroteio na Zona Sul da Capital - Polícia

Versão mobile

 
 

Violência04/07/2016 | 15h58Atualizada em 04/07/2016 | 23h18

PM é morto em tiroteio na Zona Sul da Capital

Lotado na PM2, ele teria sido baleado ao abordar suspeitos no Bairro Cavalhada

PM é morto em tiroteio na Zona Sul da Capital André Ávila/Agencia RBS
Foto: André Ávila / Agencia RBS
Diário Gaúcho
Diário Gaúcho

Em mais uma tarde de violência na Capital, um policial militar (PM) foi morto e um suspeito ficou ferido, na Zona Sul. Na sequência, perseguição envolvendo grande aparato policial resultou em quatro prisões. A morte do PM foi registrada em vídeo por moradores da região. Na Rua Santa Flora, bairro Cavalhada, o soldado Luiz Carlos Gomes da Silva Filho, 29 anos, integrante do Serviço de Inteligência (PM2) da Brigada Militar (BM), por volta de 15h30min, abordou um Gol branco suspeito de roubo. Ele discutiu e, em determinado momento, atirou na perna de um dos suspeitos que haviam saído do veículo. Passados alguns minutos, o homem ferido foi até a porta do carona do Gol, por onde pegou uma arma e atirou no PM.Enquanto o carro partia em alta velocidade, Luiz Carlos foi socorrido. Atingido por três tiros, ele já chegou sem vida ao Hospital de Pronto Socorro (HPS). 

Foto: Brigada Militar / Divulgação

Leia mais
"Abandonou qualquer técnica policial", diz especialista sobre soldado morto
Comandante-geral da Brigada Militar faz desabafo após morte de soldado

Depois de um alerta sobre a morte do soldado, um grande aparato da BM, envolvendo policiais do 1º e do 9º batalhões de Polícia Militar (BPM), com apoio da Polícia Civil e do Grupamento Aéreo, montou um cerco em ruas dos bairros Cavalhada, Camaquã e Cristal. O Gol foi abandonado em um beco da Rua Coronel Timóteo, por onde os suspeitos correram em direção à Vila Resvalo.

No momento em que o carro foi deixado no local e as primeiras viaturas chegaram, havia movimento de crianças que saíam de escolas infantis da região, acompanhadas dos pais. O som de sirenes gerou correria. No interior da vila, os policiais prenderam quatro homens, que não tiveram os nomes divulgados pela polícia. Dois estavam feridos, um deles a tiro. Ambos foram levados para o HPS. Os outros dois foram colocados em uma viatura para serem levados à 6ª Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Não foram encontradas armas com eles.

A BM e a Polícia Civil ainda trabalham nas investigações em relação aos quatro detidos para apurar se eles realmente estavam envolvidos na morte do PM. O homem que foi preso baleado estava foragido.

– Acreditamos que o autor dos disparos ainda não foi preso. Seguem as buscas – explicou o comandante do 1º BPM, tenente-coronel Kleber Rodrigues Goulart.

Foto: André Ávila / Agencia RBS

A BM divulgou nota oficial de pesar pela morte do policial militar. Natural de Cachoeira do Sul, Luiz Carlos era solteiro e estava desde 2009 na corporação. Ele trabalhava no quartel-general da BM, no centro da Capital.


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros