Medo que poste caia e cause uma desgraça faz moradores do Mario Quintana agirem no improviso - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Seu problema é nosso26/09/2016 | 11h44Atualizada em 26/09/2016 | 11h46

Medo que poste caia e cause uma desgraça faz moradores do Mario Quintana agirem no improviso

Uma estaca de madeira foi a solução encontrada para evitar acidentes

Medo que poste caia e cause uma desgraça faz moradores do Mario Quintana agirem no improviso Arquivo pessoal/
Foto: Arquivo pessoal

Olhar pela janela de casa é sinal de preocupação para o autônomo Neozir Antônio Alba, 49 anos, há pelo menos três meses. O motivo desse incômodo é um poste de energia elétrica que está ameaçando cair. 

Ele fica na esquina do Acesso E Um com a Rua Seiscentos e Noventa e Cinco, no Bairro Mario Quintana, Zona Norte de Porto Alegre. 

Leia mais:
Família lança campanha para pagar tratamento no Exterior que pode fazer a filha de dois anos enxergar
Acúmulo de lixo, buracos e falta de pavimentação são motivos de queixa em rua de Viamão
Crateras em rua de Porto Alegre começaram a ser fechadas após dois anos de espera

"Só os fios segurando"

Foto: Arquivo pessoal

Cansados de esperar por providências, os próprios moradores ergueram uma estaca de madeira para segurar a estrutura. No entanto, o risco de queda ainda é grande. 

– Cada dia ele está pendendo mais. Nem sei como ainda não caiu, porque só os fios estão segurando. É muito perigoso o risco de cair por cima de uma criança – alerta o morador. 

De acordo com Neozir, não é de hoje que a estrutura está em más condições. 

Contatos sem retorno 

O morador da Zona Norte conta que vem percebendo há pelo menos um ano que o poste de madeira está com a base comprometida. Porém, foi somente há cerca de três meses que notou a situação piorando, pois o poste começou a pender para o lado. 

Para tentar solucionar o problema, Neozir relata que telefonou muitas vezes para a Companhia Estadual de Energia Elétrica (Ceee), mas recebeu a mesma resposta que vizinhos do leitor já tinham escutado outras vezes: 

– Disseram que iriam vir. Mas faz mais de 60 dias e, até agora, ninguém apareceu – reclama. 

Ele comenta que os vizinhos entraram em contato também com a prefeitura, na tentativa de agilizar a troca do poste, mas a questão não poderia ser resolvida pelo município por não ser de sua responsabilidade. 

Responsável pela estrutura, a Companhia Estadual de Energia Elétrica ( Ceee) informou ao Diário Gaúcho, por meio de sua assessoria de imprensa, que técnicos estiveram no local ainda na tarde de sexta- feira e fixaram escoras em dois postes da rua – o que é alvo da reclamação de Neozir e mais outro. 

A empresa garante que, assim, elimina o risco de queda dessas duas estruturas. Além disso, a assessoria da Ceee afirmou que a substituição de ambas as estruturas já foi agendada e deu 60 dias como prazo máximo para a realização do serviço. 

Como fazer reclamação à Ceee

Para informar problemas com postes de energia elétrica, o morador deve entrar em contato com o Serviço de Atendimento ao Cliente pelo telefone 0800- 721- 2333. De acordo com a empresa, a reclamação é encaminhada para a área de manutenção. Então, acontece uma avaliação, feita por técnicos, para que o serviço seja agendado. Segundo a Ceee, o prazo de atendimento varia entre 30 e 90 dias, dependendo do risco.

Produção Carolina Lewis

Leia outras notícias


 
 
 

Siga o Diário Gaúcho no Twitter

  • jjsvoficial

    jjsvoficial

    JJSV#VOTEJJSV Nomes da Música Nacional 2016 do Diário Gaúcho #JJSV VOTAR: https://t.co/6Tz2q37aUA https://t.co/6BcDMrqHbKhá 2 horas Retweet
  • brancosbr

    brancosbr

    renato brancoCanguru Nocauteado... https://t.co/xacIk5zTKZ via @diario_gauchohá 3 horas Retweet
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros