Leite especial é liberado para bebê de Porto Alegre após três meses de espera - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Problema resolvido26/05/2017 | 08h32Atualizada em 26/05/2017 | 08h37

Leite especial é liberado para bebê de Porto Alegre após três meses de espera

Luísa é alergia à proteína do leite de vaca e ao ovo

Leite especial é liberado para bebê de Porto Alegre após três meses de espera Arquivo pessoal / Leitor/DG/Leitor/DG
Foto: Arquivo pessoal / Leitor/DG / Leitor/DG

Conforme prometido pela Secretaria Estadual da Saúde, o processo da pequena Luísa Isabely Soares Eberhardt, 11 meses, pedindo leite especial, foi deferido no dia 27 de abril. No mesmo dia, segundo a mãe da menina, a dona de casa Camila Soares Luiz, 24 anos, a família retirou as 12 latas de 400g de Neocate do mês. O produto serve para crianças alérgicas à proteína do leite de vaca (APLV) e ao ovo, como é o caso de Luísa.

Leia mais notícias da seção Seu Problema é Nosso!

O sorriso no rosto da pequena ao segurar as latas encanta a mãe, alegre em ver a situação ter sido resolvida um dia após a publicação no Diário Gaúcho, em 26 de abril:

— Num dia, saiu a matéria. No outro, a solução. Fiquei monitorando o pedido pelo site da secretaria e, às 10h, já estava lá como "deferido". Liguei na hora para confirmar e me disseram que já podíamos pegar.

Leia mais
Obra de duplicação de trecho da Avenida Ernesto Neugebauer, em Porto Alegre, está parada há um mês
Para voltar a jogar futebol, jovem de Gravataí precisa encontrar doador de medula
Impasse entre secretarias da saúde deixa idoso de Viamão aguardando exame de urgência há mais de um ano

Doações

Com a alimentação correta, a família ainda tem outro motivo para celebrar. A pequena Luísa recuperou o peso que estava perdendo e encontra-se mais forte diante de doenças, como a gripe. Ainda em fase de testes para descobrir se é alérgica a outros alimentos, Luísa está comendo, também, papinhas de frutas e legumes.

Além da solução por parte do governo, a família recebeu R$ 100 em doações de leitores para ajudar na compra do alimento.


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros