Por conta de canalização, calçada volta a ceder em Porto Alegre após quase dois anos do primeiro conserto - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Seu problema é nosso30/05/2017 | 08h19Atualizada em 30/05/2017 | 08h19

Por conta de canalização, calçada volta a ceder em Porto Alegre após quase dois anos do primeiro conserto

Secretaria de Serviços Urbanos disse que não há previsão para obra de reparo no local

Por conta de canalização, calçada volta a ceder em Porto Alegre após quase dois anos do primeiro conserto Arquivo Pessoal/Leitor/DG
Foto: Arquivo Pessoal / Leitor/DG

Um incômodo com o qual o empresário Vitor Silva Assis de Oliveira, 53 anos, deparou no final de 2015 voltou a acontecer. O reparo feito à época pelo Departamento de Esgoto Pluviais (Dep) na rede – que tinha entupido e feito a calçada ceder – em frente à sua residência resistiu por pouco mais de um ano. O passeio está desmoronando novamente.

Leia mais notícias da seção Seu Problema é Nosso!

O morador da Rua José Pedro de Moura, no Bairro Ipanema, Zona Sul de Porto Alegre, está inconformado com a trincheira que aumenta de tamanho, na porta de sua casa:

— O bairro não é muito seguro. Estou com medo que esse buraco fique maior e, daqui a pouco, vão conseguir passar por baixo da grade.

Espera

Há dois meses, Vitor procura ajuda da prefeitura, por meio do Dep. Fez a abertura de protocolo, mas nenhum técnico do órgão apareceu no local para solucionar o problema.

Com a intensidade da chuva, a tubulação da rua não suporta a pressão da água e faz com que as pedras da calçada comecem a ceder.

Foto: Arquivo Pessoal / Leitor/DG

O drama do morador já esteve nas páginas do Diário Gaúcho em novembro de 2015, quando o mesmo problema aconteceu. Na época, ele esperou quatro meses pela prefeitura. Porém, somente depois da publicação no jornal, o problema foi resolvido.

— Pelo jeito, foi um reparo malfeito, não aguentou nem dois anos. Se continuar assim, daqui uns dias não vou conseguir tirar meu carro da garagem — reclama Vitor.

A preocupação também é com as pessoas que utilizam a via. Segundo o empresário, moradores costumam caminhar no local, que pode ceder mais a qualquer momento. O medo é de que alguém desavisado acabe se machucando.

Leia mais
Falta de iluminação pública há dois meses representa perigo para moradores de Alvorada
Leite especial é liberado para bebê de Porto Alegre após três meses de espera
Obra de duplicação de trecho da Avenida Ernesto Neugebauer, em Porto Alegre, está parada há um mês

Surb não dá previsão para o reparo

A Secretaria de Serviços Urbanos (Surb), por meio do Departamento de Esgotos Pluviais (Dep), explicou que foi realizada uma vistoria no local na semana passada. Segundo o órgão, há um rompimento de rede pluvial e a necessidade de reconstruí-la.

Porém, devido a outras urgências – principalmente ligadas às chuvas que atingiram a Capital durante o final de semana passado –, não há previsão para que sejam efetuados os reparos.

A demanda está sob a responsabilidade da Seção Sul de Conservação do Dep. Ainda segundo a Surb, uma nova licitação será aberta na próxima quinta-feira para limpeza de redes. E um convênio entre Dep e Dmae está em andamento com o objetivo de agilizar os atendimentos.


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros