Sem pavimentação, ruas de Viamão estão cheias de lama e buracos - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Seu problema é nosso07/06/2017 | 08h22Atualizada em 07/06/2017 | 08h26

Sem pavimentação, ruas de Viamão estão cheias de lama e buracos

Prefeitura prometeu fazer manutenção nas vias assim que parar de chover

Sem pavimentação, ruas de Viamão estão cheias de lama e buracos Arquivo pessoal/Leitor/DG
Muita lama na rua Terezinha Foto: Arquivo pessoal / Leitor/DG

Olhando para um lado, a paisagem é pura lama. Virando para o outro, buracos de todos os tamanhos, cheios de água. O cenário da Rua Terezinha, no Bairro Parque Índio Jari, em Viamão, é desesperador, segundo conta o segurança Carlos Anderson Narvaz Larronda, 35 anos. As últimas semanas têm sido mais difíceis para os moradores da via que, além de conviver com a habitual esburacada rua de chão batido, estão sendo obrigados a sair de casa com sacolas nos pés para passar pelo lodo formado pela chuva incessante.

Leia mais notícias da seção Seu Problema é Nosso!

Buraqueira também é problema na Rua Terezinha Foto: Arquivo pessoal / Leitor/DG

Lomba

Semelhante a esta, outras duas ruas estão na mesma situação: a Nevada e a Riolândia. Sem pavimentação, as vias ficam alagadas. Quem precisa sair sofre.

Rua Nevada Foto: Arquivo pessoal / Leitor/DG

— Quem não tem bota de borracha sai para o trabalho com sacolas nos pés. É muito lodo. Há alguns dias, um vizinho escorregou na lama, caiu e se machucou. Além de nos deixar sujos, é perigoso — comenta Carlos.

Um fator que prejudica o estado da Rua Terezinha é que a Riolândia, continuação dela, é uma lomba. Quando chove, a água desce para a Terezinha, alagando ainda mais o local.

— Onde tem lodo, é carro atolando. Onde tem buracos, é carro quebrando. Antigamente, a criançada costumava jogar bola na rua todos os dias, mas agora está quase impossível — queixa-se Carlos.

Rua Riolândia Foto: Arquivo pessoal / Leitor/DG

Carlos conta que, em 2010, a Corsan fez uma obra na rede de canalização de esgoto da Rua Terezinha. Para o serviço, foi necessário tirar a capa asfáltica da via. Segundo o leitor, após o fim da obra, a equipe teria deixado a pavimentação quebrada. As trocas na canalização, diz Carlos, foram prometidas para solucionar vazamentos e alagamentos.

— O asfalto já não era dos melhores e ainda quebraram o pouco que tínhamos. Os esgotos estão sempre entupidos, quando chove alaga tudo. Essa obra só agravou os problemas — opina.

Manutenção só quando parar de chover

A prefeitura de Viamão, por meio de sua assessoria de imprensa, informou que existem projetos em análise de pavimentação comunitária das Ruas Nevada e Riolândia. Para a Rua Terezinha, não há previsão. Sobre a manutenção nas vias, a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos disse que, em função das chuvas, não está conseguindo suprir a demanda de patrolamento e saibramento. Assim que o tempo secar, a secretaria fará vistorias nas ruas para realizar melhorias.

Diferentemente do informado pelo morador, a Corsan afirma que refez a pavimentação após a obra na rede esgoto sanitário. A empresa reforça que, na imagem no Google Street View, de 2011 – um ano após a finalização do serviço –, a rua aparece asfaltada.

Leia mais
Centro de idoso é transformado em serviço de marcação de consultas em Sapucaia e participantes reclamam
Com apenas 10% de visão, João Pedro precisa de R$ 100 mil para comprar óculos especial e voltar a enxergar
Com alergia a vários alimentos, bebê de Canoas sofre com a falta de leite especial

Moradores de Viamão com problemas semelhantes devem registrar reclamação pelo Fala Cidadão, telefone 156, e guardar o número do protocolo. Queixas também podem ser feitas pelos e-mails falacidadao@viamao.rs.gov.br ou falacidadao156@gmail.com.


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros