Árvore que caiu no temporal de domingo continua trancando rua em Porto Alegre - Notícias - No Diário Gaúcho você encontra notícias do RS, informações de utilidade pública, muito entretenimento, além de conteúdos esportivos e jornalismo policial.

Versão mobile

Seu problema é nosso06/10/2017 | 09h21Atualizada em 06/10/2017 | 09h21

Árvore que caiu no temporal de domingo continua trancando rua em Porto Alegre

O aposentado registrou protocolo solicitando a manutenção na segunda-feira e tem ligado todos os dias para a prefeitura

Árvore que caiu no temporal de domingo continua trancando rua em Porto Alegre Arquivo Pessoal / Leitor/DG/Leitor/DG
Árvore destruiu muro de Adão e bloqueia acesso a rua lateral Foto: Arquivo Pessoal / Leitor/DG / Leitor/DG

Adão Amador da Silva, 58 anos, é comerciante aposentado, mora na Rua O, 102, na Vila Esmeralda, bairro Agronomia, em Porto Alegre e afirma que, desde domingo, aguarda a retirada de uma árvore que caiu durante o temporal e destruiu o muro de sua casa. 

Leia mais
Moradora de Alvorada está há um ano esperando consulta com gastroenterologista
Menino precisa de leite especial para se alimentar em Gravataí
Cadeirante fica no corredor do ônibus por falta de lugar acessível

O aposentado registrou protocolo solicitando a manutenção na segunda-feira e tem ligado todos os dias para a prefeitura. Adão afirma que a resposta da administração municipal é sempre que estão com "sobrecarga de trabalho". Segundo o morador do bairro Agronomia, a árvore está interrompendo a circulação na via lateral à sua casa. 

— Disseram que iriam retirar no dia seguinte, mas já tá no fim da semana e ninguém veio aqui ainda — conta Adão. 

O aposentado, que vive na casa há oito meses, afirma que já tinha percebido que a árvore estava apodrecendo. Ele afirma ainda que havia ligado para os órgãos públicos pedindo a retirada da planta desde que se mudou para a residência. 

Dificuldades 

No domingo passado, à noite, no auge do temporal, acompanhou, assustado, a queda do vegetal. Ele tem duas preocupações: a falta de segurança em casa em função da derrubada do muro e a obstrução da via lateral — que dificulta também a rotina de seus vizinhos. 

— Pagamos o IPTU e não recebemos assistência, não recebemos nada — desabafa Adão.

Galhos ficaram pendurados em posteFoto: Arquivo Pessoal / Leitor/DG

Prefeitura promete vistoria para hoje 

A assessoria de comunicação da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (SMSUrb) afirmou que, como a árvore fica dentro do pátio de Adão, a responsabilidade sobre a remoção do vegetal é dele. 

Ainda segundo a pasta, a prefeitura se responsabiliza por fazer esse tipo de remoção em raras exceções. Para analisar o situação de Adão, a secretaria, por meio de sua assessoria, afirmou que fará uma vistoria no local ainda nesta sexta- feira.  

*Produção: Leticia Gomes

Leia outras reportagens da seção Seu Problema é Nosso


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros