Histórico de alagamentos preocupa população que vive na região do Arroio Cavalhada, em Porto Alegre - Notícias

Versão mobile

 

Seu problema é nosso12/03/2018 | 09h57Atualizada em 12/03/2018 | 09h57

Histórico de alagamentos preocupa população que vive na região do Arroio Cavalhada, em Porto Alegre

A prefeitura explicou que vem fazendo operações de dragagem no Cavalhada para aumentar a vazão nos dias de chuva e evitar as cheias

Histórico de alagamentos preocupa população que vive na região do Arroio Cavalhada, em Porto Alegre Arquivo Pessoal / Leitor/DG/Leitor/DG
Via em que mora Carlos Alberto sofre as consequências após chuva Foto: Arquivo Pessoal / Leitor/DG / Leitor/DG

 Quando se mudou para o Bairro Cavalhada, na zona sul de Porto Alegre, há quase um ano, o impressor gráfico Carlos Alberto Pavarin Gomes, 32 anos, não sabia dos transtornos que o local enfrentava a cada chuva. 

Leia mais
Bueiro aberto na zona norte de Porto Alegre é consertado após seis meses
Moradora de Canoas aguarda por cirurgia desde 2011
Falta de semáforo em entrocamento no limite de Porto Alegre com Viamão causa confusão entre motoristas

Logo no primeiro temporal, ele viu a Rua Gaurama ficar embaixo d’água — que quase invadiu o seu pátio. 

— Foi uma surpresa. Depois, conversando com outros vizinhos que moram aqui há mais tempo, soube que é um problema antigo — conta Carlos. 

O impressor explica que o vilão dos alagamentos é o Arroio Cavalhada, que tem um trecho cruzando a região junto à avenida de mesmo nome. Para Carlos, o trecho do córrego que passa por ali é raso e não tem capacidade de dar vazão à água das chuvas: 

— A prefeitura já tentou ampliar a entrada das bocas de lobo de rua, mas não adianta. O problema não são os bueiros, é o arroio, que não consegue receber toda essa água. 

Protocolos 

No fim de janeiro, o morador chegou a registrar dois protocolos junto à prefeitura para "oficializar" a existência do problema, mas não sentiu retorno do poder público quanto às reclamações. 

No sistema de protocolos online, as demandas ainda não avançaram. Seguem esperando algum atendimento, quase um mês e meio após terem sido registradas. 

— Sabemos que existe um plano de obras para o arroio, mas não nessa região aqui, que está esquecida. Precisamos saber quando esses alagamentos vão acabar — pede o morador. 

Segundo a SMSUrb, mais de duas toneladas de resíduos já foram dragadas do Arroio CavalhadaFoto: Luciano Lanes / PMPA

Prefeitura está fazendo dragagem 

A Secretaria de Serviços Urbanos (SMSUrb) informou que, desde o dia 5, faz a dragagem de parte do Arroio Cavalhada entre as avenidas Icaraí e Diário de Notícias. Segundo a Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade Urbana (Smim), essa ação faz parte do Plano Diretor de Drenagem Urbana. 

A SMSUrb afirma que, desde o início da limpeza, foram 2 mil toneladas de resíduos recolhidas — na maior parte, areia. A Smim concluiu, na semana passada, um projeto para alargamento do arroio, da Avenida Icaraí em direção à Avenida Cavalhada, num trecho de 300 metros. Agora, a prefeitura buscará recursos para executar as ações. Porém, não há previsão de início dos trabalhos. 

Por fim, a SMSUrb reforça que o Arroio Cavalhada "atravessa uma região com moradias irregulares, nas quais as margens não apresentam mais mata ciliar". A falta dessa vegetação acarreta no aumento das chances de erosão das margens, lançando terra para o interior do arroio e aumentando o nível de assoreamento do local. Além disso, há ainda "o lançamento de grande quantidade de lixo descartado de forma irregular, aumentando as dificuldades de escoamento". 

*Produção: Alberi Neto 

Leia outras reportagens da seção Seu Problema é Nosso 


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros