Aposentada está há três meses sem receber medicamento, em Cachoeirinha - Notícias

Versão mobile

 

Seu problema é nosso22/05/2018 | 09h38Atualizada em 22/05/2018 | 11h11

Aposentada está há três meses sem receber medicamento, em Cachoeirinha

O Diário acompanha desde o ano passado a dificuldade da moradora do bairro Parque Brasília, em Cachoeirinha, para conseguir receber o medicamento Stalevo 100mg

Aposentada está há três meses sem receber medicamento, em Cachoeirinha Arquivo Pessoal / Leitor/DG/Leitor/DG
Foto: Arquivo Pessoal / Leitor/DG / Leitor/DG

Parece não ter fim o sofrimento da aposentada Solange Vieira Loreto, 51 anos. Desde julho do ano passado, o Diário acompanha a dificuldade da moradora do bairro Parque Brasília, em Cachoeirinha, para conseguir receber o medicamento Stalevo 100mg.

Leia mais
Motoristas reclamam que IPVA é pago, mas Correios não entregam documento de veículos
Depois de acidente, motoboy conta com solidariedade para construir rampa acessível na entrada de casa, em Porto Alegre
No cartão TRI, passagem de lotação está mais cara, em Porto Alegre

Atualmente, o remédio — entregue ao município pela Secretaria Estadual da Saúde (SES-RS) — não chega até Solange desde o começo de março.

— Cada caixa do remédio custa cerca de R$ 230. Estou tendo que pedir ajuda de amigos para comprar. Se ficar sem o remédio, não consigo nem caminhar — relata Solange. 

A aposentada sofre com as consequências do mal de Parkinson, descoberto quando ela tinha 38 anos. Para amenizar os problemas causados pela doença — ela não consegue caminhar ou abotoar uma camisa, por exemplo —, precisa tomar diariamente quatro comprimidos de Stalevo. 

Normalização

Nas duas vezes em que o Diário mostrou o problema de Solange, em julho e dezembro do ano passado, a entrega do medicamento chegou a ser normalizada. Entretanto, há quase três meses, o transtorno começou novamente.

Ainda sem previsão para entrega do medicamento

No dia 9 de maio, a reportagem entrou em contato com a SES-RS para pedir esclarecimentos sobre a falta do medicamento Stalevo 100mg. Entretanto, somente no fim da tarde de ontem, a secretaria informou que o medicamento está em processo de compra. 

Segundo a pasta, "a empresa fornecedora aguarda liberação de um lote junto ao laboratório fabricante para marcar uma nova data de entrega à SES". Entretanto, não há previsão de o Stalevo ser disponibilizado à farmácia municipal de Cachoeirinha.

*Produção: Alberi Neto

Leia outras reportagens da seção Seu Problema é Nosso


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros