Moradores compram canos, mas prefeitura não cumpre promessa de obra, em Alvorada - Notícias

Versão mobile

 

Seu problema é nosso03/05/2018 | 09h31

Moradores compram canos, mas prefeitura não cumpre promessa de obra, em Alvorada

Em 27 de dezembro de 2017, após reportagem publicada no Diário, a Secretaria de Obras e Viação (Smov) informou que daria início à obra até fevereiro deste ano, o que não ocorreu

Moradores compram canos, mas prefeitura não cumpre promessa de obra, em Alvorada Arquivo Pessoal / Leitor/DG/Leitor/DG
Tubulação comprada pelos moradores está jogada em um terreno baldio Foto: Arquivo Pessoal / Leitor/DG / Leitor/DG

O funcionário público Jorge Augusto Paim John, 57 anos, está mais uma vez decepcionado com o descaso demonstrado pela prefeitura de Alvorada. Moradores da Rua Antão de Lima Franco, bairro Formosa, Jorge e seus vizinhos aguardam a instalação da tubulação de esgoto pluvial. 

Leia mais
Problemas na entrega de sondas e seringas prejudica aposentado, em Porto Alegre
Rede pluvial rompida aguarda conserto há mais de um ano, em Porto Alegre
Casa da Sopa ganha novos apoiadores após reportagem do Diário Gaúcho, na Capital

Em 27 de dezembro de 2017, após reportagem publicada no Diário, a Secretaria de Obras e Viação (Smov) informou que daria início à obra até fevereiro deste ano. 

— Novamente, ficou só na promessa. A reforma ainda não se concretizou. E nem deve ter data para começar — conta Jorge. 

O morador explica que, no início do ano passado, a prefeitura se comprometeu a fornecer mão de obra, caso os moradores comprassem os canos para construir a tubulação: 

— Conseguimos arrecadar R$ 315 por residência e, em abril, compramos o material. A promessa era de que a obra iria começar 40 dias após a compra. Até hoje, os tubos estão jogados em um terreno baldio. 

Obstáculos 

A via, que não é asfaltada, já tem um trânsito difícil de pedestres e carros em dias normais. Quando chove, a situação fica pior. O fluxo de água na rua fica intenso e, como o local tem uma certa inclinação, os moradores temem que cause estragos. 

— A cada chuva, vemos o problema piorar. Mais buracos, mais dificuldade em caminhar e dirigir por aqui. Isso sem falar nas épocas em que ficamos sem a coleta de lixo, já que o caminhão não consegue passar aqui — explica o funcionário público. 

O Diário Gaúcho começou a acompanhar a saga dos moradores da Rua Antão de Lima Franco em julho de 2013. Na época, o pedido era de aumento na frequência de patrolamentos — uma medida paliativa. 

— Depois de um tempo, nem patrola vinha mais, não sabíamos a quem recorrer. O mais triste é pensar que fizemos tudo que nos foi pedido sem ter o retorno esperado — diz o servidor. 

Em dezembro de 2017, a Smov de Alvorada alegou que faltava a liberação por parte de um morador – já que as tubulações precisarão passar por seu terreno. Além disso, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Smam) também precisava liberar parte da obra, que passará por um arroio. 

A data prevista para o início era fevereiro de 2018 — mas, até agora, nada foi feito. 

Previsão é começar obra neste mês 

A prefeitura de Alvorada, por meio de sua assessoria de comunicação, informou que a obra da Rua Antão de Lima Franco está na agenda, com previsão de início para maio. O órgão explicou que o atraso aconteceu porque o escoamento do esgoto exigiu um estudo mais detalhado da região, que não estava previsto anteriormente. 

A administração de Alvorada afirmou que tem estimativa de seis meses para a conclusão do serviço. 

*Produção: Leticia Gomes

Leia outras reportagens da seção Seu Problema é Nosso


 

Vídeos recomendados para você

 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros