Em Viamão, poste no meio da via intriga leitor - Notícias

Versão mobile

 

Seu Problema é Nosso25/09/2018 | 10h43Atualizada em 25/09/2018 | 10h45

Em Viamão, poste no meio da via intriga leitor

Depois de uma obra na calçada, de ampliação da rua, o pilar, que ficava no passeio, agora está na rua

Em Viamão, poste no meio da via intriga leitor Robinson Estrásulas / Agencia RBS/Agencia RBS
Foto: Robinson Estrásulas / Agencia RBS / Agencia RBS

Quem passa pela Avenida Bérico José Bernardes, no bairro Planalto, em Viamão, em frente ao Hospital Veterinário, encontra um obstáculo no meio do caminho. Desta vez, não é um buraco e, sim, um poste. Depois de uma obra na calçada, de ampliação da rua, o pilar, que ficava no passeio, agora está na rua — onde há circulação de veículos. 

 Leia mais
Esgoto vazando há quatro anos preocupa moradores do bairro Belém Novo, na Capital
Espera por ônibus acontece no escuro, no Centro Histórico de Porto Alegre
Idoso de Arroio dos Ratos aguarda por leito em UTI há uma semana, em São Jerônimo

Para o vendedor Itabajara Feijó, 35 anos, a mudança pode causar acidentes para quem passa pela via: 

— Tenho certeza que, de noite, alguém vai tentar ultrapassar e vai bater no poste. Ninguém vai vê-lo — comenta o vendedor. 

Segundo ele, ainda há outro problema, pois a avenida tem pouca iluminação:

— É escuro de noite, não tem número de lâmpadas suficiente. 

Rota perigosa 

Além da falta de luz, o vendedor salienta que a avenida é movimentada, o que o preocupa ainda mais: 

— As pessoas andam com velocidade alta, então a visibilidade é pior ainda — desabafa. 

Questionado sobre suposições de como o poste foi parar no meio da via, Itabajara ri. 

— Não dá pra entender! Quem faz esse tipo de coisa? — questiona. 

Prefeitura e CEEE se contradizem

A CEEE explicou que, quando a prefeitura realiza uma obra, como a da Avenida Bérico José Bernardes, de ampliação da rua, deve submeter um projeto elétrico à aprovação da distribuidora de energia. Após a aprovação, precisa contratar prestadora de serviços para executar a obra. A empresa salientou que o projeto de deslocamento do poste já havia sido aprovado pela Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE- D) em 3 de maio deste ano, quando foi encaminhada carta com as informações sobre custos, responsabilidades e procedimentos. Nela, inclusive, havia a orientação de que a prefeitura de Viamão deveria contratar uma prestadora de serviços cadastrada na concessionária para executar a obra.

A posição da prefeitura, no entanto, contradiz o que foi declarado pela companhia de energia, de que o projeto já estaria aprovado e dependendo somente da atuação do município. A administração municipal alega que já havia solicitado a remoção do poste para a calçada e que o remanejo estaria pendente de liberação por parte da CEEE, que teria dado até 30 dias para solução do caso. Ontem, após contato do Diário, a prefeitura informou que colocaria sinalização no local.

Produção: Eduarda Endler

 Leia outras notícias da seção Seu Problema é Nosso 


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros