Aparelho estragado atrasa exames odontológicos na zona sul de Porto Alegre - Notícias

Versão mobile

 

Seu problema é nosso10/10/2018 | 09h48Atualizada em 10/10/2018 | 10h21

Aparelho estragado atrasa exames odontológicos na zona sul de Porto Alegre

Desde o início de setembro, o pensionista Luiz Gomes vem sofrendo com a dor e brigando com a burocracia para fazer um exame de raio X dos dentes

Aparelho estragado atrasa exames odontológicos na zona sul de Porto Alegre Arquivo Pessoal / Leitor/DG/Leitor/DG
Idoso passou por consulta em agosto Foto: Arquivo Pessoal / Leitor/DG / Leitor/DG

Desde o início de setembro, o pensionista Luiz Carlos Viegas Gomes, 64 anos, morador da Vila Cruzeiro do Sul, em Porto Alegre, vem sofrendo com a dor e brigando com a burocracia para fazer um exame de raio X. O idoso está com um dente quebrado e precisa retirar a raiz, entretanto, a busca por atendimento tem sido demorada.

Leia mais
Depois de um ano de espera, prefeitura inicia conserto de buraqueira na Restinga
Vila Minuano sofre a cada chuva e pede socorro, em Porto Alegre
Cadeirante busca doações para comprar triciclo elétrico e poder ir à UFRGS

— A coisa é feita para a pessoa desistir — conta Luiz. 

No momento de dor, o idoso buscou ajuda na emergência odontológica do Pronto Atendimento Cruzeiro do Sul. Naquele dia, Luiz foi encaminhado para uma consulta, onde foi examinado. Num segundo horário, a profissional que o atendeu fez uma profilaxia dental (limpeza feita por um dentista) e o orientou a fazer um raio X.

Após esta data, o pensionista foi encaminhado para a Unidade de Saúde Camaquã (US Camaquã), onde faria o exame. No dia 13 de setembro, Luiz se deslocou até o local e recebeu a informação de que o aparelho para fazer o exame estava estragado. Na nova data, remarcada para o dia 2 de outubro, o aviso foi o mesmo. 

Decepcionado, o pensionista cobrou uma posição e foi aconselhado pela equipe do lugar a procurar novamente a sua unidade de referência de saúde — no caso, o Pronto Atendimento Cruzeiro do Sul.

Sem esperança 

Diante do pedido de retorno para o Postão da Cruzeiro, Luiz se encontra desapontado. 

— Eles empurram daqui pra lá, de lá pra cá. Eles vencem a gente no cansaço. Estou vendo que vai terminar o ano e eu ainda não vou ter essa situação resolvida — desabafa o idoso. 

Segundo ele, o deslocamento até a US Camaquã foi caro, pois ele foi de táxi — e ainda aconteceu duas vezes: 

— Eles acham que a gente tem que ficar à disposição, num jogo de tentativa e erro. Eu fui lá pra ser atendido, só perdi dinheiro e tempo, porque continuo com o incômodo do dente. 

Nova previsão: em duas semanas 

O exame de Luiz está agendado para daqui a duas semanas, sendo que a data exata será informada diretamente a ele, pois, segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Porto Alegre, "esta é uma informação pessoal". 

O local será o Centro de Saúde Santa Marta, no Centro Histórico, pois o raio X da US Camaquã segue estragado. Conforme a SMS, o idoso foi atendido na US Vila dos Comerciários (no Pronto Atendimento) no dia 20 de agosto, quando foi solicitado raio X periapical — radiografia que serve para observar a anatomia de um ou mais dentes (desde a coroa até ao término da raiz), assim como as estruturas ao redor dos dentes. 

O problema que causou a desmarcação dos exames em duas ocasiões foi confirmado pela SMS. Porém, mesmo sem ter feito o procedimento, a secretaria alega que Luiz foi novamente atendido na US Vila dos Comerciários e teve outros pedidos de cuidados de saúde bucal contemplados. E cita, ainda, que o raio X solicitado trata-se de "um procedimento eletivo" (que não é considerado de urgência).

*Produção: Eduarda Endler

Leia outras notícias da seção Seu Problema é Nosso


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros