Passageiros dos ônibus executivos da Vicasa reclamam da falta de horários - Notícias

Versão mobile

 

TRANSPORTE PÚBLICO25/10/2018 | 07h00Atualizada em 25/10/2018 | 07h00

Passageiros dos ônibus executivos da Vicasa reclamam da falta de horários

Usuários também reclamam que coletivos estragam com certa frequência no decorrer do trajeto de Canoas a Porto Alegre

Passageiros dos ônibus executivos da Vicasa reclamam da falta de horários Júlio Cordeiro/Agencia RBS
Usuários relatam que o serviço não condiz com o preço cobrado Foto: Júlio Cordeiro / Agencia RBS

Não são apenas os usuários dos ônibus comuns da Vicasa que têm dores de cabeça ao utilizar o transporte coletivo, como o Diário Gaúcho mostrou em reportagem publicada em 16 de outubro. Quem depende dos ônibus executivos da empresa que transita entre Canoas e Porto Alegre também relata diversas reclamações.

— A passagem é R$ 7,60 e não é um serviço que valha esse preço — reclama o analista de marketing Bruno Figueiró.

Leia mais
Câmara de Canoas aprova renovação de contrato da empresa Sogal
Passageiros da Vicasa reclamam das condições dos ônibus e do tempo de espera
Vicasa responde às reclamações dos passageiros

Há quase uma semana, os usuários da linha Ulbra — Praia de Belas sofrem com a falta de horários. Pela manhã, deveriam sair da Região Metropolitana nove ônibus com destino a Porto Alegre. Nesta semana, apenas quatro fizeram o itinerário.

Casos atípicos

Para se comunicarem e trocar informações dos horários e localização dos coletivos, os passageiros criaram um grupo no WhatsApp.

— Nos comunicamos para saber onde o ônibus está saindo do terminal, em qual parada está, ou se algum horário não passou. Assim, já conseguimos buscar alternativas _ diz Bruno. 

— Quando ligamos para a empresa para questionar, dizem que o ônibus quebrou e que não tem reposição — ressalta a supervisora de atendimento Lourdes Sakamoto.

Os usuários também reclamam que os ônibus estragam com certa frequência no decorrer do trajeto. Como não há reposição, é necessário esperar pelo próximo coletivo ou buscar outra opção.

— Faz muito tempo que não renovam a frota, os carros são muito sucateados. Os aparelhos de ar-condicionado não têm filtro e a água pinga nos bancos — aponta Lourdes.

A Vicasa afirma que a vida útil dos ônibus executivos atualmente é de 20 anos, conforme as regras da Metroplan. E que, nesta semana, ocorreram casos atípicos. "Tivemos problemas de manutenção no final de semana, atrasos de peças de reposição e outros", informa a empresa. Segundo a Vicasa, a frequência dos executivos atende às demandas nos horários de pico.

Sem carro reserva

Uma alternativa seria o Trensurb. Entretanto, os usuários que moram longe do Centro explicam que tanto o preço quanto o tempo de viagem seriam maiores. A advogada Ana Maria Ferraz de Lima costuma pegar o ônibus executivo diariamente para Porto Alegre, de casa direto para o trabalho. 

Apenas com o coletivo, desembolsa R$ 7,60 por viagem. Quando precisa recorrer ao trem, precisa pegar um ônibus de casa, no bairro Hércules, para o centro de Canoas, gastando R$ 4,20, mais o trem, com a tarifa R$ 3,30 e outro ônibus, no valor de R$ 4,30, do centro de Porto Alegre para o trabalho. Foram desembolsados R$ 11,80.

— Descobrimos que a empresa não tem ônibus reservas. Assim, quando um estraga, não tem como repor — diz Ana Maria.

— Quando um ônibus estraga e não passa de manhã, dificilmente passará de tarde, porque é o mesmo carro que faz o caminho inverso — explica Bruno.

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros