Menino de Alvorada precisa de cirurgia para corrigir escoliose - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Seu Problema é Nosso11/06/2019 | 10h26

Menino de Alvorada precisa de cirurgia para corrigir escoliose

Para realizar a operação e driblar a demora no atendimento pelo SUS, a família decidiu fazer uma vaquinha online

Menino de Alvorada precisa de cirurgia para corrigir escoliose Júlio Cordeiro/Agencia RBS
Escoliose de Patrique causa dores intensas Foto: Júlio Cordeiro / Agencia RBS

Muitos adolescentes sonham em se tornar jogador de futebol, ganhar o videogame do ano ou conhecer um grande ídolo. Para o estudante Patrique Dávila, 14 anos, de Alvorada, esses desejos juvenis diferem dos de outros guris da sua idade: seu maior sonho é fazer uma cirurgia. 

Leia mais
Valdemar recupera visão após cirurgia de catarata
Para buscar medicamentos, moradores de Quintão enfrentam 39 quilômetros
Falta de leite especial na farmácia do Estado volta a preocupar mães de crianças com alergia à proteína do leite  

Patrique nasceu com escoliose, doença caracterizada por uma curvatura anormal da coluna para um dos lados do tronco, causada pela rotação das vértebras. A família descobriu o problema durante o banho, quando o menino ainda tinha dias de vida. 

— Passamos por inúmeros hospitais em Porto Alegre e região durante toda a infância dele, mas nunca conseguíamos tratar o Patrique. Aí que começou a nossa frustração — conta a irmã, a estudante Patrícia Dávila, 31 anos. 

Aos dez anos, em 2015, o garoto consultou pela primeira vez com especialista. Após passagem pela URS-PAM 8, em Alvorada, foi encaminhado para o Hospital Universitário (HU), em Canoas. 

Segundo a família, o diagnóstico da equipe médica não deixou dúvidas: Patrique precisaria de cirurgia. 

— Os médicos disseram que o caso dele não tem outro tratamento possível, a não ser cirurgia, pois a curvatura já está muito acentuada. Falaram que ele teria de ser operado o quanto antes, pois estava em fase de crescimento e o problema poderia piorar na adolescência — diz Patrícia. 

 ALVORADA,  RS, BRASIL, 10/06/2019- Escoliose: Patrique Dávila, 14 anos morador de Alvorada vive drama a espera por cirurgia.(FOTOGRAFO: JÚLIO CORDEIRO / AGENCIA RBS)Indexador: Andre Avila
Seu maior desejo: ser operadoFoto: Júlio Cordeiro / Agencia RBS

Demora 

Entretanto, para que o menino pudesse ser operado, o hospital solicitou alguns exames complementares. Entre eles, uma tomografia computadorizada com reconstrução tridimensional. Segundo a família, na época, o aparelho estava quebrado, e o garoto seria avisado da marcação pelo hospital. Contudo, essa chamada nunca ocorreu, e Patrique não teve mais consultas marcadas pelo HU. 

Patrícia relata ter procurado a Ouvidoria da instituição no final de 2018, quando foi informada pelos atendentes de que o hospital havia sofrido uma fraude e que o nome de Patrique teria sumido da lista de espera para o exame. Naquela ocasião, ele foi inserido novamente no sistema, mas o exame ainda não foi realizado. 

Insatisfeita com o atendimento prestado no HU, a família decidiu levar o menino novamente a um posto e solicitar encaminhamento para outro hospital. Em janeiro deste ano, Patrique consultou na UBS Intersul, em Alvorada, onde foi requerida uma nova consulta com especialista, dessa vez pelo sistema da Secretaria Estadual de Saúde (SES)

Atualmente, ele aguarda o chamamento pela SES e segue esperando pela continuidade do tratamento no HU. 

Raio X aos 10 anos (E). Raio X aos 14 anos. Foto: LeitorDG / Arquivo Pessoal

Hospital marca consulta para amanhã

A Secretaria de Saúde de Canoas, responsável pelo HU, informou que Patrique foi retirado da lista de espera porque o município deixou de ser a referência de Alvorada para a especialidade. Sobre os motivos pelos quais a família não foi avisada do ocorrido, a pasta não se manifestou. 

Segundo o HU, como Patrique já vinha consultando desde 2015 no hospital, uma nova consulta foi marcada para amanhã. A SMS de Alvorada confirmou que o paciente foi atendido em 6 de janeiro na UBS Intersul, em parceria com o Telessaúde, tendo sido encaminhado de novo à especialidade. Em 18 de janeiro, a UBS fez contato com o Telessaúde, relatou piora no quadro clínico e solicitou atualização da prioridade. 

A SES, por onde Patrique aguarda nova consulta, informou que a chamada depende da disponibilidade de agenda. Segundo a pasta, o agendamento está vinculado ao grau de gravidade. O caso de Patrique foi classificado em prioridade dois. Sendo constatada piora, a SES orienta que se realize nova teleconsultoria, a fim de reavaliar a gravidade, o que já foi feito pela UBS Intersul em 18 de janeiro. 

Família faz vaquinha para operação

— Tenho muita dificuldade de sentar, e até para caminhar é um desconforto, sinto muita dor. Não consigo jogar futebol nem correr. Nos passeios da escola, não entro nas piscinas porque não gosto de tirar a camiseta e todo mundo ficar me perguntando o que tenho. Meu maior sonho é fazer a cirurgia, vai ser uma vitória pra mim — conta Patrique. 

Para realizar esse sonho e driblar a demora no atendimento pelo SUS, a família decidiu fazer uma vaquinha online. A meta é arrecadar R$ 300 mil, valor aproximado do procedimento particular. Até o momento, a campanha conseguiu levantar R$ 2,6 mil. 

— Somos sete irmãos, três são menores de idade. Ano passado, perdemos a nossa mãe, e meu pai está cuidando deles. Ele é sapateiro, e a situação financeira é bem difícil. Nossa ideia é conseguir o valor da cirurgia o quanto antes, pois já ouvimos de médicos até que há risco de o Patrique vir a óbito por isso — afirma a irmã. 

Como ajudar

/// Faça sua doação na vaquinha online

 Leia outras notícias da seção Seu Problema é Nosso   


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros