Promessa não cumprida: sem conserto, buraco em calçada de Viamão segue atrapalhando rotina de moradora  - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Seu Problema é Nosso30/10/2019 | 08h00Atualizada em 30/10/2019 | 08h00

Promessa não cumprida: sem conserto, buraco em calçada de Viamão segue atrapalhando rotina de moradora 

O caso foi mostrado pelo DG em 26 de setembro, quando a prefeitura informou que realizaria o conserto em até 15 dias

Promessa não cumprida: sem conserto, buraco em calçada de Viamão segue atrapalhando rotina de moradora  Arquivo pessoal / Arquivo pessoal/Arquivo pessoal
Por conta da cratera, Michelle precisa fazer malabarismo para entrar em casa Foto: Arquivo pessoal / Arquivo pessoal / Arquivo pessoal

Entrar e sair de casa é uma decepção para auxiliar de serviços gerais desempregada Michelle Gomes, 36 anos. Há mais de um ano, um buraco aberto na calçada tira a paz da auxiliar, moradora da Rua Patrícia Ribeiro Seabra, 339, no bairro São Tomé, em Viamão. Na edição do dia 26 do mês passado, o Diário Gaúcho mostrou a situação de Michelle

LEIA MAIS
Sem patrocínio, campeão de Taekwondo pede ajuda em sinaleira para participar de campeonato
Prefeitura tem três meses para evitar redução em ritmo de obras da Copa de 2014
Falta de fraldas fornecidas pela rede pública afeta pessoas com deficiência 

A prefeitura disse à reportagem, por meio da assessoria, que faria o conserto da cratera em 15 dias a contar da data de visita dos técnicos. Contudo, já se passou mais de um mês, e nenhum reparo foi feito. 

— O buraco está se abrindo cada vez mais, está difícil essa situação. No dia da chuvarada (16 de outubro), abriu mais, transbordou e alagou a frente da minha casa. A prefeitura poderia ter vindo nos dias de sol que fizeram. Fiquei aliviada com o prazo de 15 dias que disseram à vocês (Diário Gaúcho), mas, infelizmente, não foi consertado — conta Michelle.

Segundo ela, dias após a matéria, dois homens estiveram no seu endereço e tiraram fotos do buraco. Ela esperou por uma equipe de obras por um período, mas ninguém da prefeitura retornou ao endereço.

Riscos

Moradora do bairro há nove anos, Michelle conta que lembra o dia que a calçada começou a afundar. Segundo ela, um declínio se formou embaixo de um dos pneus do carro. Após um tempo, mesmo sem estacionar o veículo no piso, a estrutura afundou de vez. Desta forma, se tornou impossível colocar o carro na garagem.

— É visível uma tubulação quebrada e está cedendo para os lados, inclusive em direção ao asfalto. Qualquer dia não vou conseguir entrar em casa. Na última vez que abriu, coloquei madeiras para que as crianças desviem da cratera, pois há risco de alguém cair e se machucar feio — explica a moradora.

Ainda, de acordo com Michelle, a calçada apresentou rachaduras nos últimos dias:

— Tenho medo de pisar e acabar derrubando tudo. Quando saio de casa, passo bem perto da porta e pulo em direção ao pátio do lado. É frustrante.

Prefeitura dá novo prazo para conserto

A prefeitura da Viamão, por meio de sua assessoria de comunicação, informou que o engenheiro do município esteve no local, na manhã de ontem, e avaliou o problema em frente à casa de Michelle. Segundo a assessoria, “assim que a chuva parar, será a primeira obra a ser realizada pela prefeitura”.

A reportagem questionou se o especialista explicou quais motivos levaram à formação do buraco e também o porquê da demora no conserto, contudo, a assessoria não deu mais esclarecimentos.

Produção: Caroline Tidra

Leia outras notícias da seção Seu Problema é Nosso   


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros