Projeto social de Gravataí pede apoio de famosos para incentivar alunos de caratê - Notícias

Vers?o mobile

 
 

Seu Problema é Nosso02/07/2020 | 12h35Atualizada em 02/07/2020 | 12h39

Projeto social de Gravataí pede apoio de famosos para incentivar alunos de caratê

Por meio de vídeos de pessoas famosas com palavras de motivação, o sensei Cristiano tem ensinado mais que lições da arte marcial.

Projeto social de Gravataí pede apoio de famosos para incentivar alunos de caratê arquivo pessoal/arquivo pessoal
Sem poder se encontrar presencialmente para as aulas, o jeito é treinar em casa Foto: arquivo pessoal / arquivo pessoal


Por conta da quarentena, muitas atividades rotineiras que antes envolviam aglomerações migraram para o mundo digital. Foi pensando nisso que o sensei Cristiano Vanni, 32 anos, encontrou uma forma de continuar ensinando lições de caratê aos seus alunos e, ao mesmo tempo, de passar a eles mensagens de incentivo para permanecerem confiantes durante o período de distanciamento social. 


LEIA MAIS

"Parada solidária": projeto promove doações de livros e alimentos em ponto de ônibus de Guaíba
Estudante faz vaquinha para comprar prótese, em Porto Alegre
Para facilitar o acesso às aulas remotas, professoras vão em busca de equipamentos para estudantes

Cristiano é instrutor e um dos organizadores do projeto social OSS, que atende gratuitamente mais de 20 crianças e adolescentes, de seis a 17 anos, no bairro Cohab, em Gravataí. 

– Nem todos os alunos possuem acesso à internet, então, elaboramos apenas uma gincana pelas redes sociais, mas percebemos que as crianças começaram a se desmobilizar. Aí, tivemos a ideia de incentivá- los por meio de mensagens de pessoas famosas – explica o sensei. 

Mobilização 

A gincana pelas redes sociais foi criada para continuar ensinando os alunos, mesmo que de longe, de maneira que não prejudicasse quem não pudesse participar por conta da falta de acesso. De acordo com Cristiano, funciona da seguinte maneira: 

– Eu faço perguntas sobre o caratê, instigo a curiosidade deles e incentivo a pesquisa. Os primeiros que trouxerem a resposta ao grupo receberão pontos. Desse modo, a pontuação vai sendo somada, até haver um ganhador. 

O estudante Abner Ramão Souza Frutos, 15 anos, um dos alunos, conta que gostou da ideia do sensei: 

– Estamos adquirindo um pouco mais de conhecimento sobre o caratê porque, para responder as perguntas, nós precisamos pesquisar. Assim, aprendemos muito. 

A aluna Jamile Eduarda dos Santos Lopes, 16 anos, ressalta a importância das atividades:

 – Se não fosse o aprendizado pelas redes sociais, estaríamos em casa, sem fazer nada. Com a gincana, temos uma nova maneira de nos desenvolver no caratê.

Por conta da quarentena, muitas atividades rotineiras que antes envolviam aglomerações foram migradas para o mundo digital. Foi pensando nisso que o sensei Cristiano Vanni, 32 anos, encontrou uma forma de continuar ensinando lições de caratê aos seus alunos e, ao mesmo tempo, passar a eles mensagens de incentivo para permanecerem confiantes neste período de distanciamento social. Cristiano é instrutor e um dos organizadores do projeto social OSS, que atende gratuitamente mais de 20 crianças e adolescentes, de seis a 17 anos no bairro Cohab, em Gravataí.
Jamile também usa a quarentena para treinar em casaFoto: arquivo pessoal / arquivo pessoal

Incentivando a gurizada

O jogo teve grande adesão no início. Porém, Cristiano percebeu que as crianças e os adolescentes estavam ficando desmotivados e não participavam tanto como antes. O sensei, então, teve a ideia de buscar incentivo de pessoas que os alunos admiravam dentro do caratê. 

– Com os primeiros vídeos, vi que eles gostaram e se motivaram um pouco mais.  Por isso, decidi começar a pedir o apoio de pessoas famosas que não fossem ligadas apenas à arte marcial. 

Personalidades como Nalbert, da seleção brasileira de vôlei, Demian Maia, lutador de UFC ( esporte que mistura várias artes marciais), e Danrlei, ex- jogador de futebol, participaram. A positividade e a motivação carregadas nas palavras dos influenciadores nos vídeos deram aos alunos uma nova perspectiva da quarentena, de acordo com Abner: 

– Estão nos incentivando muito. Pessoas muito conhecidas pela mídia estão nos falando que isso vai passar, que é só mais uma fase difícil e que não devemos desistir.

O QUE É “ OSS”?

O termo OSS é muito utilizado entre os praticantes de caratê. O sensei Cristiano explica o significado:

- OSS ou OSU é uma expressão fonética criada pela Escola Naval Japonesa e é considerada polissêmica por ter inúmeros significados. Em sentido geral, OSS representa expressões como “ sim”, “ obrigado”, “ entendi”, “ desculpa” ou até mesmo um cumprimento a outra pessoa. 

Produção: Thayná Souza

Leia outras notícias da seção Seu Problema é Nosso  


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros