Sujeira incomoda em ponto inacabado da Avenida Tronco, na Capital - Notícias

Versão mobile

 
 

Seu Problema é Nosso06/08/2020 | 08h00Atualizada em 06/08/2020 | 08h00

Sujeira incomoda em ponto inacabado da Avenida Tronco, na Capital

Moradora do bairro Cristal relatou o problema causado pelo descarte irregular de lixo próximo de sua casa

Sujeira incomoda em ponto inacabado da Avenida Tronco, na Capital Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
O local fica entre a Avenida Divisa e a Rua Upamaroti, no bairro Cristal Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

A obra de duplicação da Avenida Tronco, em Porto Alegre – ainda inacabada –, não é o único transtorno enfrentado por moradores da região da Avenida Divisa, no bairro Cristal. Descarte irregular de dejetos e esgoto correndo a céu aberto também são alguns problemas encontrados próximo às ruas Upamaroti e Jaguari. 

LEIA MAIS
Tio do Lanche, em Esteio, doa cachorros-quentes para pessoas em situação de rua
Moradora do bairro Sarandi, na Capital, faz vaquinha para pôr fim à rotina de cirurgias
Com foco na proteção animal, ONG Majuna inaugura clínica 

A dona de casa Sonia Maria Ávila Nunes, 71 anos, mora em frente a um ponto na avenida onde há uma vala de água suja acumulada que, com o passar do tempo, se tornou uma preocupação para a idosa. Segundo a moradora, além da água da chuva, o local também apresenta vazamento de uma tubulação da rede de esgoto.

– No início, a água era clara e secava. Mas depois foi acumulando com as chuvas e com vazamentos. Agora, está parecendo um “lago”. Além de sujo, tem mau cheiro, e ali tem de tudo, desde lixo doméstico até animais mortos – explica a moradora do bairro, relembrando que o problema existe há cerca de dois anos. 

Quando a situação começou a incomodar, há cerca de três meses, Sonia procurou a prefeitura para solicitar a limpeza. Segundo ela, os prazos estipulados nos protocolos não foram cumpridos. Com a persistência da situação próximo à sua residência, Sonia relata o temor com a proliferação de insetos e outros bichos. 

Seu Problema é Nosso, spn, Cristal, esgoto, sujeira, avenida divisa, obras da copa, avenida tronco<!-- NICAID(14560268) -->
Galhos deixados no localFoto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Espera

Moradora há mais de 50 anos do bairro Cristal, Sonia ainda espera ver a obra da Avenida Tronco concluída. A Divisa faz parte de uma série de vias que compõem a Tronco – nome que se convencionou chamar a duplicação do trecho. 

– Eu tenho conhecimento do Plano Diretor, que trazia melhorias para essa avenida. Ficamos felizes da vida na época, anos atrás. Mas não esperava ver meus filhos crescerem, me tornar avó e ainda não ver a obra finalizada. Sem falar que ela parou bem em frente à minha casa – conta a dona de casa. 

Conforme Sonia citou, de fato, a duplicação da Avenida Tronco estava prevista havia 40 anos no Plano Diretor de Porto Alegre. No entanto, os trabalhos na região só começaram em março de 2012 e pararam em outubro de 2016 por falta de recursos. Os serviços foram retomados em junho de 2018 e foram suspensos em julho de 2019. Atualmente, a obra está em andamento desde fevereiro. A duplicação era um dos projetos previstos para a Copa de 2014 no Brasil. Agora, a nova previsão de conclusão é para o final de 2021. 

– Meu esposo e eu vemos as equipes trabalhando perto daqui, mas ainda há casas que devem ser retiradas para a continuação da avenida. Às vezes, falo para ele (marido) ir até os funcionários e perguntar o que será feito, mas não temos resposta. 

Se comparado com toda a obra que é aguardada, o pedido de Sonia, conforme ela mesmo admite, é pequeno – mas que gera muitos incômodos. 

Dmae desobstrui canalização

Máquina da prefeitura fez limpeza na terçaFoto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Conforme o Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae), entre a Rua Upamoroti e a Avenida Divisa há um extravasor – um tipo de canalização provisória que ajuda a drenar a água da rua até o arroio – que passa entre as duas vias. De acordo com a pasta, o extravasor estava obstruído por lixo jogado irregularmente, o que impediu a vazão da água. 

Na terça-feira passada, após a solicitação de respostas por parte da reportagem, técnicos do Dmae vistoriariam o local e realizaram a remoção dos resíduos que obstruíam a canalização, com o auxílio de uma retroescavadeira. Conforme a prefeitura, os resíduos removidos serão recolhidos nos próximos dias. 

Em relação ao descarte irregular do lixo na área, a prefeitura pede o apoio da população para que denuncie a infração por meio do telefone 156 ou pelo aplicativo #EuFaçoPOA.

Produção: Caroline Tidra

Leia outras notícias da seção Seu Problema é Nosso 


 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros