Em Cachoeirinha, vizinhos organizam mutirão de limpeza em área verde abandonada  - Notícias

Versão mobile

 
 

Seu Problema é Nosso18/08/2021 | 10h31Atualizada em 18/08/2021 | 10h31

Em Cachoeirinha, vizinhos organizam mutirão de limpeza em área verde abandonada 

Cerca de 30 moradores participaram da atividade no bairro Jardim do Bosque

Em Cachoeirinha, vizinhos organizam mutirão de limpeza em área verde abandonada  Anselmo Cunha / Agencia RBS/Agencia RBS
Uilson foi um dos organizadores da ação Foto: Anselmo Cunha / Agencia RBS / Agencia RBS

O descarte irregular de lixo em uma área verde na Rua Guajuviras, no bairro Jardim do Bosque, em Cachoeirinha, foi a principal motivação para que um grupo de cerca de 30 pessoas se reunisse para realizar uma limpeza. Segundo o comerciante e embaixador do Instituto Lixo Zero Uilson Droppa, 36 anos, esta não é a primeira vez que moradores do bairro se reúnem para intervir em áreas abandonadas da comunidade. 

Há três anos, o comerciante fundou a Associação União de Moradores do Jardim do Bosque (Amojab), que tem entre seus objetivos promover ações de educação ambiental e práticas sustentáveis. Uilson explica que, apesar de a comunidade ter o apoio do poder público, que realiza limpezas constantes na região, o problema é recorrente e tem feito parte da cultura local. Além de prejudicar o ambiente, o descarte irregular de resíduos tornava a área perigosa. Pessoas estariam usando os entulhos para se esconder e cometer crimes. 

LEIA MAIS:
Em Canoas, treinador de futebol apoia meninos que sonham em entrar em campo profissionalmente
Anjas de Batom arrecadam alimentos para comunidade no Morro da Cruz
Na Restinga, moradores se unem para limpar e cuidar de praça

Lixo Zero

Para celebrar o Dia do Lixo Zero – uma data dedicada a mobilizações e ações relacionadas às práticas sustentáveis –, no sábado passado, os moradores se reuniram para retirar todos os resíduos da área verde e revitalizar o local. O evento ocorre em mais de 150 cidades do Brasil. Embaixadora do Instituto Lixo Zero em Cachoeirinha, Thays do Nascimento, 32 anos, afirma que a limpeza do local foi uma das atividades realizadas em Cachoeirinha para marcar a data. 

A mobilização contou com a apoio da comunidade e da prefeitura de Cachoeirinha. Uilson conta que participaram da limpeza moradores envolvidos em diferentes frentes de atuação. Comerciantes doaram pneus, tintas e pincéis. Além disso, fiéis de duas igrejas locais também colaboraram. Após a separação dos resíduos, equipes da prefeitura recolheram o material. 

O professor Adriano Pieres, 45 anos, é morador do bairro há duas décadas. Segundo ele, a motivação para participar do mutirão surgiu a partir da esperança de ver o bairro mais saudável: 

– Vai muito além do pátio de casa. Temos causas coletivas. 

LEIA MAIS:
Músico selecionado para estudar nos Estados Unidos pede ajuda para custear viagem
Cinco problemas históricos na Região Metropolitana ainda precisam solução
Gravataí: Com melhorias, mas sem a passarela na RS-020

O pastor Sandro Ricardo da Silva, 52 anos, explica que, há cerca de sete anos, era comum encontrar lixo em áreas não cercadas:  

– Quando pessoas de outras igrejas vinham nos visitar, eu sentia vergonha. Sempre ouvia de alguém: “Como teu bairro é sujo”. Hoje já é diferente. 

Atualmente, a parte mais crítica, explica o morador, é a área verde na Rua Guajuviras. 

Mais ações

/// Thays explica que o Instituto Lixo Zero tem embaixadores locais que realizam ações em escolas, associações e eventos promovidos na cidade. Agora, o grupo está organizando a Semana Lixo Zero, que tradicionalmente ocorre em outubro. 

/// Além disso, a ideia é que ações sustentáveis possam ocorrer em outros locais do município. 

/// Para saber mais sobre as atividades do grupo, basta entrar em contato pelo e-mail cachoeirinhalixozero @gmail.com.

Produção: Kênia Fialho 

 
 
 
 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros