Feira de artesanato em Canoas reúne mais de cem expositores - Notícias

Versão mobile

 
 

Brique do DG01/09/2021 | 16h07Atualizada em 01/09/2021 | 16h07

Feira de artesanato em Canoas reúne mais de cem expositores

O brique que começou em 2018 com 10 feirantes que estavam com dificuldades financeiras hoje tem até versão online. 

Feira de artesanato em Canoas reúne mais de cem expositores Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal/Arquivo Pessoal
A multifeira ocorre aos sábados, das 8h às 17h, no trecho da Avenida Inconfidência. Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Conversas boas, comércio local e união: essa é a rotina semanal do Brique da Inconfidência. Pensando em microempreendedores da região, a feira localizada em Canoas expõe produtos naturais, artesanatos e comidas nas ruas do bairro Marechal Rondon. Apesar da pandemia de coronavírus, o brique não parou, mas foi preciso se reinventar.

Leia mais:
Projeto oferece aulas de culinária a baixo custo
Empreendedora de Viamão realiza o sonho de abrir o próprio negócio durante a pandemia
Na produção de doces, tia dos docinhos enfrentou a crise e mudou a forma de vender seus quitutes

O grupo de microempreendedoras foi formalizado em 2018. Segundo a artesã Ângela Roberta Selbach, 47 anos, uma das fundadoras do projeto, a ideia de criar o grupo veio a partir de uma proposta de uma vereadora do município, que notou a falta de feiras de artesanatos na cidade. O brique, que começou com cerca de 10 feirantes mulheres que estavam com dificuldades financeiras, conta hoje com mais de cem expositores artesãos que apresentam seus produtos no local. 

– Começamos a convidar pessoas para participar e vender seus produtos no espaço. Ao longo do tempo, as pessoas que visitavam a feira de alimentos orgânicos (que fica na mesma via) começaram a nos conhecer. Foi muito legal, porque tem muita gente que, hoje, frequenta o local. Ele começou pequenininho e agora está bem grande – explica. 

Ângela é artesã há cerca de cinco anos, porém, antes de entrar no ramo do artesanato, atuava no setor de finanças. Foi então, a partir da produção de bonecos no estilo amigurumi sob encomenda, que viu seu negócio bombar. 

Essa é a Ângela Roberta, presidente do Brique<!-- NICAID(14876562) -->
O carro-chefe de Ângela: seus amigurumis.Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

A multifeira ocorre aos sábados, das 8h às 17h, no trecho da Avenida Inconfidência ao lado da Feira Orgânica. Além da venda de artesanatos, o brique oferece uma diversidade de produtos, desde pizzas, pinturas, até sabonetes naturais veganos. Contudo, a feira também possui ações sociais que visam à coleta de alimentos.

– Nosso brique é bem diversificado – diz.

Reinvenção

Em função da pandemia, a feira precisou se reinventar. Segundo a artesã Viviane Ferronatto, 40 anos, com o isolamento social e as restrições de público, os vendedores fizeram uma vaquinha para montar um site e manter as vendas dos expositores de forma online. 

– Quando começou a pandemia, não tivemos mais a possibilidade de ir para a rua. Foi criado um site com os expositores do Brique, e usamos nossas redes sociais a nosso favor para incentivar as vendas. Foi ali que nos deu o sustento, permanecemos em casa com o artesanato e pegamos as encomendas no site. As pessoas acessam a loja, e o site redireciona para os contatos dos vendedores – explica. 

essa é a Viviane Ferronatto uma das expositoras da feira<!-- NICAID(14876563) -->
Viviane: "Usamos nossas redes sociais a nosso favor para incentivar as vendas".Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

Reabertura

Para Viviane, as vendas do seu negócio foram potencializadas no formato online. Ela conta que está desde outubro de 2020 na feira, mas já atuava como artesã em outros locais. Antes de trabalhar no ramo de saboaria artesanal e cosméticos caseiros, era funcionária pública.

– Eu larguei minha profissão para estar com o artesanato porque eu amo isso. Não me arrependo nem um pouco – relata. 

Com o avanço da vacinação no Estado e a reabertura gradual do comércio, a feira voltou presencialmente, seguindo todos os protocolos de segurança, como o uso obrigatório de máscaras e a disponibilização de álcool em gel. Entretanto, Viviane explica que, mesmo com a volta presencial das vendas, o site seguirá funcionando. 

– Ele é um recurso que ajuda nas vendas, principalmente em dias de chuva, quando não conseguimos fazer aos sábados – esclarece. 

Saiba mais:

/// Interessados em conhecer os trabalhos dos expositores podem encontrar o grupo no site briquedainconfidencia.com.br.

/// É possível expor seu produto na feira. Para obter mais informações, entre em contato com Ângela pelo telefone (51) 99806-1415.




 
 
 
 
Diário Gaúcho
Busca
clicRBS
Nova busca - outros